Considerações sobre a inovação em PMES: o papel das redes e do empreendedor

Cristiane Marques de Mello, Hilka Vier Machado, Marcos Junio Ferreira de Jesus

Abstract


No contexto econômico global, a implantação de inovações contribui para a sobrevivência das empresas. As inovações são decorrentes tanto de mudanças no ambiente interno quanto externo à organização (BAUMOL, 2002; DRUCKER, 1986, 1998, 2002, 2005; LONGENECKER et al., 2007; NONAKA; TAKEUCHI, 1997; SCHUMPETER, 1975, 1982; VAN DE VEN, 2000; ZAWISLAK, 2007). Este ensaio tem o objetivo de discutir as diversas formas de inovação, sua aplicação na pequena empresa e a importância da formação de redes para essas empresas e responder como as PMES podem aumentar o nível de inovação. Transformações no contexto social e econômico servem como ativadores para a criação de processos inovadores, assim também como as inovações podem servir de desencadeador de transformações sociais e econômicas (BARON; SHANE, 2007; BRUYAT; JULIEN, 2000; DAVIDSSON, 2005; FILION, 2004; SHANE; VENKATARAMAN, 2000), como um processo recursivo. A formação de redes  pode estimular a inovação em pequenas empresas, possibilitando a disseminação e informações e geração de conhecimento.




DOI: https://doi.org/10.5902/198346592236



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

  

  

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659