Teorias de integração regional: um olhar sobre a América do Sul e a integração energética

Raiza Gomes Fraga, João Nildo Vianna, Carolina Lopes Araújo

Resumo


O presente artigo aborda o tema da integração regional na América do Sul e pretende identificar o atual cenário de integração energética na região concebendo-o como peça fundamental para um processo de integração regional sul-americana, revisitando para tanto o histórico de integração regional sul-americano e suas teorias. São apresentados os conceitos de integração regional, evidenciando a conjuntura política e econômica global que estimulou a criação de blocos regionais, e as teorias de integração regional mais recorrentes no estudo das relações internacionais. Entendemos que o termo integração deve ser considerado um sinônimo do termo desenvolvimento. O objetivo deste trabalho em discutir a questão da integração regional, e em especial a integração energética, é abordar estratégias de desenvolvimento para a região, ao partir do princípio de que, integrados, os países sul-americanos serão capazes de promover o desenvolvimento de maneira integral, considerando suas dimensões econômicas, sociais e ambientais.

Palavras-chave


Integração Regional, Integração Energética, América do Sul

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Maria Porto Giane. Interligação Regional pela via energética: o estudo de caso da interligação elétrica Venezuela-Brasil. Tese de Doutorado, Instituto de Relações Internacionais, UNB. Brasília: 2011.

BIATO, Marcel. CASTRO, José Nivalde de. Integração regional na América do Sul e o papel da energia elétrica. Textos de Discussão do Setor Elétrico, Número 32. Rio de Janeiro, 2011.

BID, Banco Interamericano de Desarollo. Un nuevo impulso a la integración de la infraestructura regional en América del Sur, 2000. Disponível em: http://www.iirsa.org/admin_iirsa_web/Uploads/Documents/Un%20Nuevo%20Impulso%20a%20la%20Integracion%20de%20la%20Infraestructura.pdf

CANDEAS, Alessandro. A integração Brasil-Argentina: história de uma ideia na “visão do outro”. Brasília: FUNAG, 2010.

CASTRO, Nivalde J., KLAGSBURNN, Victor Hugo. O processo de integração energética na América Latina: perspectivas e desafios econômicos e políticos. Rio de Janeiro. GESEL- Instituto de Economia –UFRJ. 2010. Texto de Discussão.

CERVO, Amado Luiz. BUENO, Clodoaldo. História da política exterior do Brasil. Brasília: Editora UnB, 2011.

CIER. Síntese informativa energética de los países de la CIER. Información del sector energético en países de América del Sur, América Central y El Caribe. Datos del ano 2011. CIER, Uruguay, 2011.

CORAZZA, Gentil. O “regionalismo aberto” da CEPAL e a inserção da América Latina na globalização.Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 27, n. 1, p. 135-152, maio 2006.

ENRíQUEZ, Maria Amélia. A Trajetória do Desenvolvimento: da ilusão do crescimento ao imperativo da sustentabilidade. Rio de Janeiro: Ed. Garamond, 2010.

GOMES, Victor José Ferreira. CASTRO, Nivalde J. de. ROSENTAL, Rubens. A integração do setor elétrico na América do sul: características e benefícios. VII Encontro Internacional do Fórum Universitário Mercosul. Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), 2009.

HASS, Ernst B., & Philippe C. SCHMITTER (1964). “Economic and Differential Patterns of political Integration: Projections about Unity in Latin America”. In International Organization, Vol. 18, No.4 (Autumn 1964), pp.705-737. University of Wisconsin Press: 1964.

HERZ, Mônica; HOFFMANN, Andrea Ribeiro. Organizações internacionais: história e práticas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

MACHADO, Vilma de Fátima. A Produção do Discurso do Desenvolvimento Sustentável: de Estocolmo à Rio-92. Tese de Doutorado. Centro de Desenvolvimento Sustentável – UnB, Brasília:UnB, 2005.

MALAMUD, Andres. SCHMITTER, Philippe C. La experiencia de integración europea y el potencial de integración del Mercosur. Desarollo Económico 46 (181), 3-31, 2006.

MARIANO, Marcelo Passini. MARIANO, Karina Pasquariello. As teorias de integração regional e os Estados subnacionais. Revista IMPULSO, Volume 13, Número 31, p. 47-69, 2002.

MARIANO, Karina Pasquariello. Globalização, Integração e o Estado. Lua Nova, São Paulo, 71: 123-168, 2007.

MEIRA, Rodrigo Santos. Brasil, Bolívia, Hidrocarbonetos o processo de integração energética na América do Sul. Dissertação de Mestrado em Relações Internacionais da Universidade de Brasília. 2009.

MELLO, Valérie de Campos. Globalização, regionalismo e ordem internacional. Rev. bras. polít. int. [online]. 1999, vol.42, n.1, pp. 157-181. ISSN 0034-7329.

NUTI, Miriam. Integração Energética na América do Sul: escalas, planejamentos e conflitos. Tese (doutorado) Programa de Pós- Graduação em Planejamento Urbano e Regional. Universidade Federal do Rio de Rio de Janeiro, 2006.

PAIM, Elisangela Soldatelli. Encongimento del mundo y un proyeto de gran escala: el complexo hidroeléctrico Garabi. In: La Tensión entre Justicia Ambiental y Justicia Social en América Latina: el Caso de la Gestión del Agua. Instituto de Estudos Avançados (Universidade de São Paulo) e Universidade de Newcastle (Reino Unido), 2010. Disponível em: http://200.144.188.13/iea/textos/waterlat/trabalhos/51.pdf

SACHS, Ignacy. A terceira margem: em busca do ecodesenvolvimento. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

SANCHEZ, Fernando Albavera. Integración energética en América del Sur. III Congresso de Integración Energética. CEPAL- Nações Unidas. Buenos Aires: 2006.

SILVA, Karine de Souza. COSTA, Rogério Santos da. Organizações internacionais de integração regional: União Européia, Mercosul e Unasul. Editora UFSC. Florianópolis. 2013.

SILVA, Milko Luiz Gonzáles. Nuevas perspectivas de la integración energética en América del Sur: ¿cambios paradigmáticos? Pg 11-36 In “El factor energético y las perspectivas de integracion em América del Sur”. SCHUTT, Kurt-Peter & CARUCCI T, Flavio Orgs.Instituto Latinoamericano de Investigaciones Sociales-ILDIS. Caracas, 2008.

SIMÕES, Antônio José Ferreira. Integração: sonho e realidade na América do Sul. Brasília: FUNAG, 2011.

UNASUL. Unasur: un espacio que consolida la integración energética. UNASUR e OLADE. Equador, 2012.

VAINER, Carlos. NUTI Miriam. A integração energética sul-americana: subsídios para uma agenda socioambiental. Brasília - INESC. 2008.




DOI: https://doi.org/10.5902/2357797516778

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Twitter | Facebook