Variabilidade espacial em grande escala do fator K por diferentes métodos indiretos no domínio dos Mares dos Morros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2236499443552

Palavras-chave:

Dependência espacial, erodibilidade, krigagem, semivariograma

Resumo

A erosão dos solos pela ação da água constitui-se um grave problema, que em última instância culmina com a redução da produtividade dos cultivos e degradação dos solos. As preocupações com a erosão dos solos culminaram com o desenvolvimento da Equação Universal de Perda de Solos (EUPS). A erodibilidade dos solos (K) um fator da EUPS consiste na suscetibilidade natural do solo à erosão hídrica. Considerando serem os métodos diretos de elevado custo econômico e muito morosos, este trabalho objetivou estimar o fator K dos solos do Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Frutas (CAPTA – Frutas) em Jundiaí – SP por meio de quatro diferentes equações. Os resultados evidenciaram que dos diferentes métodos testados para se estimar o fator k, a maioria não teve boa correlação e havendo métodos inconsistentes entre si. Por todos os métodos foi possível efetuar a interpolação por krigagem, tendo todos os dados dependência espacial significativa pelo ajuste dos semivariogramas. O método proposto por Wischmeier & Smith (1978), foi o mais adequado para se estimar o fator K na área de estudo.

Biografia do Autor

Bruno Granjeiro Silva Rocha, Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas, Bom Jesus, PI, Brasil

Engenheiro Agrônomo

Gustavo Souza Valladares, Universidade Federal do Piauí, Coordenação do Curso de Geografia, Teresina, PI, Brasil

Professor Associado da cordenação de Geografia. Bolsista Produtividade em Pesquisa PQ2.

Nara Núbia de Lima Cruz, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Dois Irmãos, Recife, Brasil

Doutorado em Agronomia pela Universidade Federal Rural de Pernambuco

Cláudia Maria Sabóia de Aquino, Universidade Federal do Piauí, Coordenação do Curso de Geografia, Teresina, PI, Brasil

Professora Associada da coordenação de Geografia. Bolsista Produtividade em Pesquisa PQ2.

Referências

ADINARAYANA, J.; RAO, K.G.; KRISHNA, N.R.; VENKATACHALAM, P.; SURI, J.K. A rule-based soil erosion model for a hilly catchment. Catena, Vol.37, p.309–318, 1999.

AMORIM, R.S.S.; SILVA, D.D.; PRUSKI, F.F.; MATOS, A.T. Avaliação do desempenho dos modelos de predição da erosão hídrica USLE, RUSLE e WEPP para diferentes condições edafoclimáticas do Brasil. Engenharia Agrícola, Vol.30, p.1046-1049, 2010.

ANANDA, J.; HERATH, G. Soil erosion in developing countries: a socio-economic appraisal. J. Environmental Management, Vol.68, p.343–353, 2003.

ARRAES, C.L.; BUENO, C.R.P.; PISSARRA, T.C.T. Estimativa da Erodibilidade do Solo para fins Conservacionistas na Microbacia Córrego do Tijuco, SP. Bioscience Journal, Vol.26, p.849-857, 2010.

BARTHÈS, B.; ALBRECHT, A.; ASSELINE, L.; DE NONI, G.; ROOSE, E.; Relationships between soil erodibility and topsoil aggregate stability or carbon content in a cultivated Mediterranean highland (Aveyron, France). Communication Soil Science Plant Analisys, Vol.30, p.1929–1938, 1999.

BERTOL, I.; SCHICK, J.; BATISTELA, O.; LEITE, D.; VISENTIN, D.; COGO, N.P. Erosividade das chuvas e sua distribuição entre 1989 e 1998 no município de Lages (SC). Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.26, p.455-464, 2002.

BERTONI, J. & LOMBARDI NETO, F. Conservação do Solo. 7.ed. São Paulo: Ícone, 2010.

BUENO, C.R.P.; STEIN, D.P. Potencial natural e antrópico de erosão na região de Brotas, Estado de São Paulo. Scientiarum, Vol.26, p.1-5, 2004.

CAMBARDELLA, C.A.; MOORMAN, T.B.; NOVAK, J.M.; PARKIN, T.B.; KARLEN, D.L.; TURCO, R.F.; KONOPKA, A.E. Field-scale variability of soil properties in Central Iowa Soils. Soil Science Society of American Jorunal, Vol.58, p.1501-1511, 1994.

D’AMBROSIO D.; DI GREGORIO S.; GABRIELE S.; GAUDIO R.. A cellular automata model for soil erosion by water. Physics and Chemistry of the Earth, Part B: Hydrology, Oceans and Atmosphere, Vol.26, p.33–39, 2001.

DENARDIN, J. E. Erodibilidade de solo estimada por meio de parâmetros físicos e químicos. Piracicaba, Universidade de São Paulo, 1990. 81p. (Tese Doutorado)

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 2 ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2018.

FERREIRA, M.M.; FERNANDES, B.; CURI, N. Influência da mineralogia da fração argila nas propriedades físicas de Latossolos da Região Sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.23, p.515-524, 1999.

HERNANI, I. C.; SALTON, J. C.; FABRÍCIO, A. C.; DEDECEK, R.; ALVES JÚNIOR, M. Perdas por erosão e rendimentos de soja e de trigo em diferentes sistemas de preparo de um Latossolo Roxo de Dourados (MS). Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.21, p.667-676, 1997.

KINNELL, P.I.A. Event soil loss, runoff and the universal soil loss Equation family of models: A review. Journal of Hydrology, Vol.385, p.384-397, 2010.

LAL, R. Soil erosion impact on agronomic productivity and environment quality: critical reviews. Plant Science, Vol.17, p.319–464, 1998.

LIMA, J.M.; CURI, N.; RESENDE, M.; SANTANA, D.P. Dispersão do material de solo em água para avaliação indireta da erodibilidade de Latossolos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.14, p.85-90, 1990.

MANNIGEL, A.R.; CARVALHO, M.P.; MORETI, D.; MEDEIROS, L.R. Fator erodibilidade e tolerância de perda dos solos do Estado de São Paulo. Acta Scientia Agronomica, Vol.24, p.1335-1340, 2002.

MARQUES, J.J.G.S.M.; ALVARENGA, R.C.; CURI, N.; SANTANA, D.P.; SILVA, M.L.N. Índices de erosividade da chuva, perdas de solo e fator erodibilidade para dois solos da região dos cerrados: primeira aproximação. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.21, p.427-434, 1997a.

MARQUES, J.J.G.S.M.; CURI, N.; FERREIRA, M.M.; LIMA, J.M.; SILVA, M.L.N.; SÁ, M.A.C. Adequação de métodos indiretos para estimativa da erodibilidade de solos com horizonte B textural no Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.21, p.447-456, 1997b.

MARTINS, S.G.; AVANZI, J.C.; SILVA, M.L.N.; CURI, N.; FONSECA, S. Erodibilidade do Solo nos Tabuleiros Costeiros. Pesquisa Agropecuária Tropical, Vol.41, p.322-327, 2011.

MORGAN, R.P.C. Soil Erosion and Conservation. 2.ed. England: Longman, 1995.

NEARING, M.A.; FOSTER G.R.; LANE L.J.; FINKNER S.C. A process-based soil erosion model for USDA-Water Erosion Prediction Project Technology. Transactions of the ASAE, Vol.32, p.1587–1593, 1989.

OLIVEIRA, P.T.S.; ALVES, S.T.; RODRIGUES, D.B.B.; PANACHUKI, E. Erosion risk mapping applied to environmental zoning. Water Resource Management, Vol.25, p.1021–1036, 2011.

PARYSOW, P.; WANG, G.; GERTNER, G.; ANDERSON, A. Assessing uncertainly of erodibility factor in national cooperative soil suveys: a case study at Fort Hood. Journal of Soil Water Conservation, Vol.56, p.207–211, 2001.

PARYSOW, P.; WANG, G.; GERTNER, G.; ANDERSON, A. Spatial uncertainly analysis for mapping soil erodibility on joint sequential simulation. Catena, Vol.53, p.65–78, 2003.

RENARD K.G.; FOSTER G.R.; WEESIES G.A.; MCCOOL D.K.; YODER D.C. Predicting Soil Erosion by Water: A Guide to Conservation Planning with the Revised Universal Soil Loss Equation (RUSLE). Agricultural Handbook, Washington: USDA/ARS, 1997.

RIBEIRO, L.S.; ALVES, M.G. Quantificação de perda de solo por erosão no município de Campos dos Goytacazes/RJ através de técnicas de geoprocessamento. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 12, 2007, Florianópolis: INPE, 2007. p. 3039-3046.

ROLOFF, G.; DENARDIN, J.E. Estimativa simplificada da erodibilidade do solo. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA, 10, 1994, Florianópolis: INPE, 1994. p. 150-151.

RÖMKENS, M.J.M.; YOUNG, R.A.; POESEN, J.W.; McCOOL, D.C.; EL-SWAIFY, S.A.; BRADFORD, J.M. Soil Erodibility Factor (K). In: RENARD, K.G.; FODSTER, G.R.; WEESIES, G.A.; McCOOL, D. K. & YODER, D.C. (Coordinators). Predicting Soil Erosion by Water: A Guide to Conservation, Planning with the Revised Universal Soil Loss Equation (RUSLE). Agriculture Handbook, Washington: USDA/ARS, 1997. 703, 65-99.

RÖMKENS, M.J.M.; PRASAD, S.N. & POESEN, J.W. Soil Erodibility and Properties. In: CONGRESS OF THE ISSS, 8, 1987, Hamburg: ISSS, 1987. p. 492-503.

SALVIANO, A.A.C.; VIEIRA, S.R. & SPAROVEK, G. Variabilidade espacial de atributos de solo e de Crotalaria juncea (L) em área severamente erodida. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.22, p.115-122, 1998.

SHEN D.Y.; MA A.N.; LIN H.; NIE X.H.; MAO S.J.; ZHANG B.; SHI J.J. A new approach for simulating water erosion on hillslopes. International Journal of Remote Sensing, Vol.24, p.2819–2835. 2003.

SHIRAZI, M. A.; BOERSMA, L. A. A unifying quantitative analyses of soil texture. Soil Science Society of American Proceedings, Vol.48, p.142 – 147, 1984.

SILVA, A.M.; SILVA, M.L.N.; CURI, N.; AVANZI, C.J.; FERREIRA, M.F. Erosividade da chuva e erodibilidade de Cambissolo e Latossolo na região de Lavras, sul de Minas Gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.33, p.1811-1820, 2009.

SILVA, A.M. Potencial natural de erosão no município de Sorocaba, São Paulo, Brasil. International Journal of Natural Disasters, Accidents and Civil Infrastructure, Vol.8, p.5-14, 2008.

SILVA, M.L.N.; CURI, N.; FERREIRA, M.M.; LIMA, J.M.; FERREIRA, D.F. Proposição de modelos para estimativa da erodibilidade de Latossolos Brasileiros. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Vol.34, p.2287-2298, 1999.

SILVA, M.L.N.; CURI, N.; LIMA, J.M.; FERREIRA, M.M. Avaliação de métodos indiretos de determinação da erodibilidade de Latossolos Brasileiros. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Vol.35, p.1207-1220, 2000.

SILVA, M.L.N.; CURI, N.; OLIVEIRA, M.S.; FERREIRA, M.M.; LOMBARDI NETO, F. Comparação entre métodos diretos e indiretos para determinação da erodibilidade em Latossolos sob cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Vol.29, p.1751-1761, 1994.

SILVA, M.L.N.; FREITAS, P.L.; BLANCANEAUX, P.; CURI, N.; LIMA, J.M. Relação entre parâmetros da chuva e perdas de solo e determinação da erodibilidade de um Latossolo Vermelho-Escuro em Goiânia (GO). Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.21, p.131-137, 1997.

SIMONETTI, V.C.; CUNHA, D.C.; OLIVEIRA, R.A.; SABONARO, D.Z., & ROSA, A. H. Análise da suscetibilidade do solo a processos erosivos do Parque Natural Municipal Corredores de Biodiversidade (PNMCBIO) de Sorocaba (SP). Raega-O Espaço Geográfico em Análise, Vol.44, p.169-180, 2018.

SOUZA, V.; GALVANI, E. Determinação do potencial natural à erosão laminar na bacia do rio Jacaré Guaçú (SP). Raega-O Espaço Geográfico em Análise, Vol.39, p.08-23, 2017.

SOUZA, Z.M.; SILVA, M.L.S.; GUIMARÃES, G.L.; CAMPOS, D.T.S.; CARVALHO, M.P.; PEREIRA, G.T. Variabilidade espacial de atributos físicos em um Latossolo Vermelho distrófico sob semeadura direta em Selvíria (MS). Revista Brasileira de Ciência do Solo, Vol.25, p.699-707, 2001.

TRANGMAR, B.B.; YOST, R.S.; UEHARA, G. Applications of geostatistics to spatial studies of soil properties. Advances in Agronomy, Vol.38, p.45-94, 1985.

TOY, T.J.; FOSTER, G.R. & RENARD, K.G. Soil erosion: Processes, prediction, measurement, and control. New York: John Wiley & Sons, 2002.

VALADARES, J.; LEPSCH, I.F.; KUPPER, A. Levantamento pedológico detalhado da Estação Experimental de Jundiaí, SP. Bragantia, Vol.30, p.337–386, 1971.

VEIHE A.; REY J.; QUINTON J.N.; STRAUSS P.; SANCHO F.M.; SOMARRIBA M. Modelling of event-based soil erosion in Costa Rica, Nicaragua and Mexico: evaluation of the EUROSEM model. Catena, Vol.44, p.187–203. 2001.

VIEIRA, S.R. Uso de geoestatística em estudos de variabilidade espacial de propriedades do solo. In: NOVAIS, R.F.; ALVAREZ V., V.H. & SCHAEFER, C.E.G.R., eds. Tópicos em Ciência do Solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2000, Vol.1, p.3-87.

VIEIRA, S.R.; MILLETE, J.A.; TOPP, G.C. & REYNOLDS, W.D. Handbook for geostatistical analysis of variability in soil and climate data. In: ALVAREZ V., V.H.; SCHAEFER, C.E.G.R.; BARROS, N.F.; MELLO, J.W.V. & COSTA, L.M., eds. Tópicos em ciência do solo. Viçosa, MG, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2002. Vol.2, p.1-45.

WISCHMEIER, W.H. & SMITH, D.D. Predicting Rainfall Erosion Losses - A Guide to Conservation. Agricultural Handbook, Washington. USDA/DC, nº 537, 1978. 58p.

ZIMBACK, C.R.L. Análise especial de atributos químicos de solo para o mapeamento da fertilidade do solo. Botucatu, Faculdade de Ciências Agronômicas/Unesp, 2001. 114p. (Tese de livre docência).

Downloads

Publicado

2021-07-12

Como Citar

Rocha, B. G. S., Valladares, G. S., Cruz, N. N. de L., & Aquino, C. M. S. de. (2021). Variabilidade espacial em grande escala do fator K por diferentes métodos indiretos no domínio dos Mares dos Morros. Geografia Ensino & Pesquisa, 25, e13. https://doi.org/10.5902/2236499443552

Edição

Seção

Meio Ambiente, Paisagem e Qualidade Ambiental