Neoliberalismo, reforma do ensimo médio no Brasil e suas implicações sobre a educação geográfica

Alex Cristiano de Souza

Resumo


Este texto aborda a reforma do ensino médio no Brasil e seus impactos, em especial, sobre a educação geográfica no âmbito das políticas neoliberais. Para tanto, analisamos as relações entre o neoliberalismo e a educação, numa perspectiva panorâmica buscando compreender como se dá essa correlação de forças, sobretudo, a partir dos anos 1990, na arena política nacional. Neste sentido, compreendemos que há um intenso processo de precarização da educação, com rebatimento direto sobre a classe trabalhadora, que terá acesso a uma educação ainda mais fragmentada e técnica voltada ao mercado de trabalho capitalista, destituída de uma análise crítica com possibilidades à transformação social.


Palavras-chave


Contra-Reforma; Educação; Geografia; Política; Transformação Social

Texto completo:

PDF

Referências


ANDES. Nota política do ANDES-SN sobre a Base Nacional Curricular Comum (BNCC). Acesso em 15 de junho de 2017, disponível em .

ANDRADE, Manuel Correia. Geografia econômica. 10 ed. São Paulo: Atlas, 1989.

BRASIL. Lei n. 9.394. Brasília: 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB) BRASIL. Lei Nº 13.425, de 30 de março de 2017. Acessado em 17 de maio de 2017. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/L13425.htm. BRASIL.

Proposta de Emenda à Constituição Nº 55, de 2016 - PEC DO TETO DOS GASTOS PÚBLICOS. Acessado em 17 de maio de 2017. Disponível em https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/127337 CARLOS, Ana Fani Alessandri; OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de (org.). Reformas no mundo da educação: parâmetros curriculares e Geografia. São Paulo: Contexto, 1999.

CASTANHO, Sérgio. Globalização, redefinição do Estado nacional e seus impactos. In. LOMBARDI, José Claudinei (org.). Globalização, pós-modernidade e educação: história, filosofia e temas transversais. 3 ed. Campinas, SP: Autores Associados: HISTEDBR; Caçador, SC: UNC, 2009.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Geografia, Escola e Construção de Conhecimentos. 16 ed. campinas, SP: Papirus, 2010.

COUTO, Marcos Antonio Campos. Ensinar a Geografia ou ensinar com a Geografia? Revista Terra Livre, São Paulo, ano 26, V. 1, n, 34, p. 109-124, jan-jun 2010.

DUARTE, Newton. O Conhecimento tácito e o conhecimento escolar na formação de professores (porque Donald Shon não entendeu Luria). Educação & Sociedade. Vol. 24, n. 83, p. 601-625, agosto 2003.

DUARTE, Newton. Os conteúdos escolares e a ressureição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica ao currículo. Campinas, SP: Autores Associados, 2016.

DUARTE, Newton. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigostkiana. 5 ed. Campinas-SP: Autores Associados, 2011.

FONSECA, Maríllia. O Banco Mundial e a Educação: Reflexões sobre o caso brasileiro. In. GENTILI, P. (Org.). Pedagogia da Exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação. 19 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

GENTILI, Pablo. A. A. Neoliberalismo e educação: manual do usuário. In: SILVA, Tomaz Tadeu da; GENTILI, P. (Org.). Escola S. A.: quem ganha e quem perda no mercado educacional do neoliberalismo. Brasília, DF: CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), 1996.

GONÇALVES, Carlos Walter Porto. A Geografia está em crise. Viva a Geografia! In: Moreira, R. (Org.)Geografia, Teoria e Crítica: O saber posto em questão. Petrópolis: Editora Vozes, 1981.

KUENZER, Acácia Zeneida. Exclusão includente e inclusão excludente: a nova forma de dualidade estrutural que objetiva as novas relações entre educação e trabalho. In: SAVIANI, D; SANFELICE,J. L; LOMBARDI, J. C. (Org.)Capitalismo, trabalho e educação.Campinas: Autores Associados, 2002.

LEHER, Roberto. Uma etapa crucial da contrarreforma. Le Monde Diplomatique – Brasil. 3 de novembro de 2016 (p.6-7). Disponível: http://diplomatique.org.br/uma-etapa-crucial-da-contrarreforma/. Acesso: 31 de junho de 2017.

LEHER, Roberto; VITTORIA, Paolo; MOTTA, Vânia. Educação e mercantilização em meio à tormenta político-econômica do Brasil. Germinal: Marxismo e educação em debate, Salvador, V. 9, n.1, p. 14-24, abr. 2017.

MANACORDA, Mário Alighiero. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. 5 ed. São Paulo: Cortez, 1996.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A Ideologia Alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MOREIRA, Ruy. O Discurso do avesso: Para a crítica da Geografia que se ensina. Rio de Janeiro, RJ, Dois Pontos Editora, 1987.

MOREIRA, Ruy. Para onde vai o pensamento geográfico: por uma epistemologia crítica. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2014.

OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de. A geografia agrária e as transformações territoriais recentes no campo brasileiro. In. CARLOS, A. F. A. (Org.)Novos caminhos da Geografia. São Paulo: Contexto, 2002.

OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de. Geografia e ensino: os Parâmetros Curriculares Nacionais em discussão. In: CARLOS, A. F. A; OLIVEIRA, A. U. (Org.)Reformas no mundo da educação: parâmetros curriculares e Geografia. São Paulo: Contexto, 1999.

OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de. Situação e tendências da Geografia. In: OLIVEIRA, A. U. (Org.). Para onde vai o ensino de Geografia?8 ed. São Paulo: Contexto, 2003.

PAULANI, Leda Maria. O projeto Neoliberal para a sociedade Brasileira: sua dinâmica e seus impasses. In: LIMA, J. C. F; NEVES, L. M. W (Org.). Fundamentos da Educação Escolar no Brasil Contemporâneo. Rio de Janeiro: Editora da Fiocruz, 2006.

PONTUSCHKA, NídiaNacib; PAGANELLI, TomokoIyda; CACETE, NúriaHanglei. Para ensinar e aprender geografia. São Paulo: Cortez, 2007.

PONTUSCKA, NídiaNacib. Parâmetros Curriculares Nacionais: tensão entre Estado e escola. In: CARLOS, A. F. A; OLIVEIRA, A. U.(Org.)Reformas no mundo da educação: parâmetros curriculares e Geografia. São Paulo: Contexto, 1999.

RAMOS, Marise Nogueira; FRIGOTTO, Gaudêncio. Medida Provisória 746/2016: A Contra-Reforma do Ensino Médio do Golpe de Estado de 31 de agosto de 2016. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, nº 70, p. 30-48, p. 20-48, dez. 2016. Acesso em 28 de maio de 2017, disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8649207/15754

SAVIANI, Demerval. PDE – Plano de Desenvolvimento da Educação: análise crítica da política do MEC. Campinas: Autores Associados, 2009.

SAVIANI, Demerval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação. V. 12, n. 34, p. 152-180, jan/abr. 2007

SAVIANI, Dermeval. A nova lei da educação: trajetória, limites e perspectivas. 12 ed. revista. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

SCAFF, Elisângela Alves da Silva. Diretrizes do Banco Mundial para a inserção da lógica capitalista nas escolas brasileiras. In: PARO, V. H. (Org.)A teoria do valor em Marx e a educação. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2013.

VIEIRA, Noemia Ramos. As relações entre o conhecimento científico e a realidade imediata do aluno no ensino de Geografia. Marília-SP. 2000. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual “Julio de Mesquita Filho”.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236499429401

Apontamentos



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexações e Bases Bibliográficas