PRONAF: possibilidades e limites de acesso entre os agricultores familiares do município de Cachoeira do Sul, RS

Daiane Loreto de Vargas, Tanny Oliveira Lima Bonher

Resumo


A agricultura familiar abarca produtores em condições sociais, econômicas e produtivas diversificadas, foi construída para dar sustentação ao Programa Nacional da Agricultura Familiar (PRONAF), criado em 1995. O presente estudo tem como objetivo identificar os fatores econômicos, sociais e produtivos dos agricultores familiares que têm acesso ao programa (pronafianos) e daqueles que não têm acesso ao mesmo (não-pronafianos).  A pesquisa foi desenvolvida no município de Cachoeira do Sul/RS, com uma abordagem quali-quantitativa, através da aplicação de questionários e entrevistas com 35 agricultores familiares. Os resultados evidenciam diferenças entre os sistemas de produção e os níveis socioeconômicos dos agricultores pronafianos e não-pronafianos.


Palavras-chave


Agricultura familiar; PRONAF; Pronafianos; Não-pronafianos

Texto completo:

PDF

Referências


BUAINAIN, A. M; Tipologia e caracterização tecnológica dos agricultores familiares. In: BUAINAIN, A. M. (Org.). In: Agricultura familiar e inovação tecnológica no Brasil: características, desafios e obstáculos. São Paulo: Unicamp, 2007

BUAINAIN, A. M; DI SABBATO, A; GUANZIROLI, C. E; Agricultura Familiar: um estudo de focalização regional. In: Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, 42, Cuiabá. Anais... Cuiabá: SOBER/UFMT, 2004. Disponível em: http://www.sober.org.br/palestra/12/09O437.pdf. Acesso: 02 dez. de 2016.

BUAINAIN, A. M; ROMEIRO, A; GUANZIROLI, C. E; Agricultura familiar e o novo mundo rural. In: Sociologias, nº 10, p. 312–347, dez. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/soc/n10/18723.pdf. Acesso: 20 abr. 2016.

GAZOLLA, M; SCHNEIDER, S. As duas caras do pronaf: produtivismo ou fortalecimento da produção para o autoconsumo?. In: Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, 43, 2005, Ribeirão Preto. Anais... Ribeirão Preto: SOBER, 2005. Disponível em: www.sober.org.br/palestra/2/376.pdf. Acesso: 20 de ago. 2016

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999

HILLIG, C. A cidadania e a racionalidade técnico burocrática nas estratégias de apropriação do PRONAF pelos agricultores familiares. Porto Alegre, RS. 2008. 170 f. Tese (Doutorado em Sociologia Rural) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo

Agropecuário - Agricultura Familiar 2006. Comunicação Social, 2009. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_impressao.php?id_noticia=1466. Acesso: 02 dez. de 2016.

LAMARCHE, H. As lógicas produtivas. In: LAMARCHE, H (Org.). In: A agricultura familiar: comparação internacional. Campinas: Unicamp, 1993.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. Plano safra da agricultura familiar: mais alimentos um plano da agricultura familiar para o Brasil. Brasília: MDA, 2010. Disponível: http://www2.faep.com.br/credito/pdfs/plano_familiar_09.pdf. Acesso: 02 de jun. 2016.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. Plano safra da agricultura familiar. Brasília: MDA, 2012. Disponível em: http://www.mda.gov.br/portal/arquivos/view/diversos/plano_safra_net.pdf. Acesso: 05 de jun. 2016.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. Crédito rural. 2014. Disponível: http://portal.mda.gov.br/portal/saf/programas/pronaf. Acesso: 15 de mai. 2016.

NEVES, D. P. Agricultura familiar: quantos ancoradouros!. In: BERNARDO, Mançano Fernandes; MARQUES, Marta Inez Medeiros; SUZUKI, Julio César. (Org.). Geografia Agrária: teoria e poder. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

SCHNEIDER, S.; MATTEI, L; CAZELLA, A. A. Histórico, caracterização e dinâmica recente do PRONAF – programa nacional de fortalecimento da agricultura familiar. In: SCHNEIDER, S.; SILVA, M, K.; MARQUES, P, E, M. (Org.). Políticas públicas e participação social no Brasil rural. Porto Alegre, 2004, p. 21-50.

SCHNEIDER, S. A Pluriatividade na agricultura familiar. Porto Alegre, Ed. UFRGS, 2003.

TOLEDO, E. N. B; SCHNEIDER, S. O PRONAF no rio grande do sul dez anos depois: o que dizer. In: Encontro de Economia Gaúcha, 4, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Encontro de Economia Gaúcha/PUCRS, 2008. Disponível em: www.fee.tche.br/4-encontro-economia.../agricultura-sessao4-3.doc. Acesso: 15 de jun. 2016.

VEIGA, J. E. A opção pela agricultura familiar. In: Indicadores Econômicos FEE, Porto Alegre, RS, v. 25, n. 3 p. 127-1463, 1997. Disponível em revistas.fee.tche.br/index.php/indicadores/article/. Acesso: 06 de mai. 2016.

WANDERLEY, M. N. B. Raízes históricas do campesinato brasileiro. In: Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, n°. 20, Caxambu. Anais... Caxambu: ANPOCS/UFPA, 1996. Disponível em: http://agriculturasamazonicas.ufpa.br/PDF'S/AA_selecao/2011/Wanderley%201996.pdf. Acesso: 01 dez. de 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236499426085

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexações e Bases Bibliográficas