Estudo da ação antrópica sobre o meio ambiente em área de produção familiar, na sub-bacia do Areal, município de Quarai - RS.

Vera Maria Favila Miorin, Rogis Juarez Bernardy

Resumo


A questão ambiental é discutida nos últimos anos pelas organizações não governamentais e órgãos oficiais. Estas instituições têm demonstrado, não só preocupação com o meio ambiente como também o forte desejo em modificar determinadas formas de relações que as populações mantêm com a natureza. Ao priorizar o desenvolvimento econômico, o homem tende a alterar profundamente os parâmetros ambientais, chegando, em determinados casos, a impossibilitar o desenvolvimento normal dos seres vivos em seu ecossistema. Relacionado a isto se destaca: os últimos anos nos quais vem ocorrendo a concentração da população em pequenas extensões de terra ocasionando seu uso intensivo e contribuindo para a degradação dos recursos naturais. Salientam-se as relações homem e natureza no meio rural, especialmente, após a modernização da agricultura que acentuou os desequilíbrios sistêmicos. A este respeito, o estudo apoiado em autores aponta a responsabilidade do homem em administrar o patrimônio da flora e da fauna e seus habitats, que se encontram em perigo devido a combinação de fatores adversos.


Texto completo:

PDF

Referências


ADAS, M. Geografia da América: aspectos físicos e

sociais. São Paulo: ed. Moderna, 1982. 332p.

BOLETIM TÉCNICO DO MINISTÉRIO DA

AGRICULTURA . Levantamento de reconhecimento dos

solos do estado do Rio Grande do Sul. Recife.

INCRA/RS-MA, 1973. 428p.

CHEGUHEM, S. S. Histórico de Quaraí. V. I. Trabalho

de Pesquisa Administração Municipal, 1991. 244p.

_____. Histórico de Quaraí. V. II. Trabalho de Pesquisa

da Administração Municipal, 1991. 229p.

_____. Memorial de Quaraí. Administração Municipal,

197p.

CHRISTOFOLETTI, A. Panorama sobre as expectativas

atuais no tocante às pesquisas em geografia física.

Departamento de Planejamento Regional - IGCE -

UNESP, Rio Claro - SP, 606-625p. 1989.

NOGUEIRA. Desenvolvimento e questão ambiental.

Brasília: INEP, 1992. 138p.

EHLERS, E. Agricultura sustentável: origens e

perspectivas de um novo paradigma. São Paulo: Livros

da Terra, 1996. 178p.

MACROZONEAMENTO AGROECOLÓGICO E

ECONÔMICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL.

RIO GRANDE DO SUL. V. 1. Porto Alegre. Secretaria

da Agricultura e Abastecimento, Centro Nacional da

Pesquisa do Trigo, 1994. 307p

MARAFON, G. J. & BEZZI, M. L. Manual didático sobre

a evolução do pensamento geográfico. Santa Maria.

UFSM/CCNE, 1992. 172p.

MÜLLER, G. Complexo agroindustrial e modernização

agrária. São Paulo: HUCITEC:EDUC, 1989. 149p.

PATERSON. J. H. Geografia, Recursos e População.”

In: Introdução a geografia econômica: terra, trabalho e

recursos. Rio de Janeiro: ZAHAR, 17-45p. 1975.

SCHUMACHER, E. F. O Negócio é ser pequeno. 4. ed.

Rio de Janeiro: ZAHAR, 1983. 363p.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236499424134

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexações e Bases Bibliográficas