CRESCIMENTO URBANO E OCUPAÇÃO DE VÁRZEA EM PEQUENAS CIDADES DA AMAZÔNIA: UMA DISCUSSÃO PREMENTE

Sandra Maria Fonseca da Costa, Ed Carlos dos Santos Valota, Ivan Gomes de Oliveira, Gustavo Rodrigo Milare Montoia, Emmanuel Antonio dos Santos

Resumo


Muitas cidades da Amazônia se instalaram sobre áreas de várzea, ambiente esse acessível na navegabilidade da Região e que compõem o dia-a-dia da população ribeirinha. O processo de ocupação nessas cidades é também consequência do que foi apreendido por esses moradores ao longo de suas vidas. Considerando esses aspectos, esse artigo tem como objetivo caracterizar o processo de crescimento urbano de Ponta de Pedras, PA, e entender a ocupação da várzea urbana, identificar quem é esse morador e os problemas ambientais existentes na área. Para construir essa pesquisa, foram aplicados formulários à população urbana, em julho de 2009 e julho de 2013, para levantar informações sobre o morador (perfil socioeconômico), situação do local de residência e questões ambientais, considerando a relação do morador com o rio e a várzea. Mapeou-se o crescimento da cidade, entre 1980 e 2010, se utilizando fotografias aéreas e imagens de satélite, para verificar a dinâmica de ocupação nas áreas de várzea. Nesse aspecto, famílias residentes na área de várzea, na cidade de Ponta de Pedras, ali se localizam, pois viviam em áreas similares, sob o ponto de vista físico, ou seja, áreas ribeirinhas, de várzea, sujeitas à dinâmica das águas dos rios e essas áreas apresentaram uma dinâmica de ocupação superior a outras áreas da cidade.

 

Palavras-chave: pequenas cidades, Amazônia, várzea, população ribeirinha, Ponta de Pedras.

 

DOI: 10.5902/2236499419094


Texto completo:

PDF

Referências


ADAMS, Cristina. Estratégias adaptativas de duas populações caboclas (Pará) aos ecossistemas da várzea estuarina e estacional: Uma análise corporativa. Tese (Doutorado) – Instituto de Biociência da USP, Departamento de Ecologia, 2002, 373 p.

ANTUNES COSTA, L. M. S. Rios urbanos e o desenho da paisagem. In: ANTUNES COSTA, L.M.S (org.). Rios e paisagens urbanas. Rio de Janeiro: Viana & Mosley / Ed. PROURB, 2006.

BENATTI, J. H. Aspectos jurídicos e fundiários da várzea: uma proposta de regularização e gestão dos recursos naturais. In: BENATTI, J. H. (org.) et al. A questão fundiária e o manejo dos recursos naturais da várzea: análise para a elaboração de novos modelos jurídicos. Manaus: Edições Ibama; ProVárzea, 2005. 104 p. (Coleção Documentos Técnicos: Estudos Estratégicos – DT-EE). Disponível em: http://www.ibcperu.org/doc/isis/6479.pdf. Acesso em set. 2014.

BRITTO, A. L. N. P.; SILVA, V. A. C. Viver às margens dos rios: uma análise da situação dos moradores da favela Parque Unidos de Acari. In: In: ANTUNES COSTA, L.M.S (org.). Rios e Paisagens Urbanas em Cidades Brasileiras. 1ed. Rio de Janeiro: Viana & Mosley/PROURB, 2006, v. 1, p. 17-34.

BECKER, B. K. Fronteira e Urbanização Repensadas. 1985.Revista Brasileira de Geografia, 51 (3-4):357-371.

BRONDIZIO, E. S.The Amazonian Caboclo and the Açaí palm: Forest Farmers in the Global Market. New York: New York Botanical Garden Press, 2008.

CASTRO, E. Urbanização, pluralidade e singularidades das cidades amazônicas. In: CASTRO, Edna (ORG.). Cidades na floresta. São Paulo: Annablume, 2009, 352 p.

COSTA, S. M.F.; BRONDIZIO, E.S. Cities along floodplain of the Brazilian Amazon: characteristics and trends. In: PINEDO-VASQUEZ, M.; RUFFINO, M.L.; PADOCH, C.; BRONDIZIO, E.S. The Amazon Varzea – the decade past and the decade ahead. New York: SPRINGER, 2011, 362 p.

COSTA, S. M. F.; BRONDIZIO, E.S.; LIMA, V. Crescimento urbano na Amazônia legal e a sustentabilidade ambiental: considerações na escala local. In: GUEDES, G.; OJIMA, R. (orgs). Território, Mobilidade Populacional e Ambiente. Governador Valadares: Ed. Univale, 2012. 418 p.

COSTA, S. M. F.; MONTOIA, G. R. M.; RANGEL, J. A.; LIMA, V. M.; ISSA, P. Pequenas cidades do estuário do rio Amazonas: fluxo econômico, crescimento urbano e as novas velhas urbanidades da pequena cidade de Ponta de Pedras. REDES - Rev. Des. Regional, Santa Cruz do Sul, v. 17, n. 2, p. 56 - 74, 2012.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Brasil em Relevo. Disponível em:

. Acesso em 24 de abril de 2013.

FENZL, Norbert (coord.). Projeto Gestão Integrada e Sustentável dos Recursos Hídricos Transfronteiriços na Bacia do Rio Amazonas, Considerando a Variabilidade e Mundança Climática - Relatório Parcial II, Ilha do Marajó:

Caracterização Física. 2012. Disponível em:

http://otca.info/gef/uploads/documento/0d56d-REP_Ativ-III.2.3_Produto02.pdf. Acesso em 24 de abril de 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico e Contagem da População (2010). Disponível em: . Acesso em maio de 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Produção da extração vegetal e da silvicultura 2013. Rio de Janeiro, v. 28, p. 1-69, 2013. Disponível em:

. Acesso em: 29 jun. 2014.

LARSON, Ron; FARBER, Betsy. Estatística aplicada. 2 ed. São Paulo Prentice Hall, 2004. 476 p.

LIMA, V. M.; COSTA, S. M. F.; MOREIRA, B. H. C.; MENDES, J. A.; MONTOIA, G. R. M.; RANGEL, J. A.; SANCHES, G. Saúde, ambiente e desigualdade sociais em cidades pequenas da Amazônia: uma abordagem metodológica em Ponta de Pedras – Ilha do Marajó/ Pará. IV Congresso Internacional de Geografia da Saúde. Presidente Prudente, 2012.

MARICATO, E. Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

MONTOIA, Gustavo Rodrigo Milaré. Planejamento participativo em pequenas cidades da Amazônia: um estudo de caso no município de Ponta de Pedras – PA. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Universidade do Vale do Paraíba, 2010.

NOGUEIRA, O.L.; HOMMA, A. K. O. Análise econômica de sistemas de manejo de açaizais nativos no estuário amazônico. Belém: Embrapa CPATU, 1998. 38p. (Embrapa-CPATU. Documentos, 128).

NUNES, B.F. A interface entre o urbano e o rural na Amazônia Brasileira. In: CASTRO, E. (org.). Cidades na Floresta. São Paulo: Annablume, 2008.

OLIVEIRA, José Aldemir de. Cidades na selva. Manaus: Editora Valer, 2000.

____. A cultura na (das) pequenas cidades da Amazônia brasileira. In: VIII Congresso Luso-afro-brasileiro de Ciências Sociais, 2004, p. 1-10.

____. As cidades da natureza, a natureza das cidades e o controle do território. In: XIII Coloquio Internacional de Geocrítica, 2014, Barcelona. El control del espacio y los espacios de control. Barcelona: Universitat de Barcelona, 2014.

PEREIRA, Samantha Aquino; FABRÉ, Nidia Noemi. Uso e gestão do território em áreas de livre acesso no Amazonas, Brasil. Acta Amazônica, vol. 39(3) 2009: 561 – 572.

PIMENTEL, M. A. S.; SANTOS, V.C; SILVA, F.A.O.; GONÇALVES. A.C. A Ocupação das Várzeas na Cidade de Belém: Causas e Consequências Socioambientais. REVISTA GEONORTE, Edição Especial, V.2, N.4, p.34 – 45, 2012.

RANGEL, J. A. O programa "minha casa minha vida" e seus desdobramentos no local: Um estudo da pequena cidade de Ponta de Pedras – PA. 2011. 165 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional) – Universidade do Vale do Paraíba, São José dos Campos, 2011.

RENO, Vivian Fróes; NOVO, Evlyn Márcia Leão de Moraes. Alterações da paisagem de várzea do Baixo Amazonas entre 1970 e 2008. In: Anais XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 13 a 18 de abril de 2013, INPE. pp.7778 – 7785.

RODRIGUES, R. M.; LIMA, J.J. F.; PONTE, J. X.; LEÃO, M. B. M. S.; LOPES, R. S. N.; BARROS, N. S. APP’s urbanas e intervenções públicas em áreas de Baixadas em Belém (PA): implicações das intervenções públicas nas margens de cursos d água. In: II Seminário Nacional sobre Áreas de Preservação Permanente em Meio Urbano - APPurbana 2012, 2012, Natal. Anais do II Seminário Nacional sobre Áreas de Preservação Permanente em Meio Urbano - APPurbana 2012. Natal: UFRN, 2012.

SCHOR, T.;OLIVEIRA, J. A. . Reflexões metodológicas sobre o estudo da rede urbana no Amazonas e perspectivas para a análise das cidades na Amazônia brasileira . Acta Geográfica (UFRR). 2011.

SOUZA, Charles Benedito Gemaque. Identidades e conflitos nsa ocupações urbanas da Amazônia. Mercator - volume 9, número 18, 2010: jan./abr. pp. 81 – 92.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013. 320 p.

TRINDADE JÚNIOR, Saint-Clair Cordeiro. Cidades na floresta: os “grandes objetos” como expressões do meio técnico-científico informacional no espaço amazônico. Revista IEB, número 51, 2010: mar./set. p. 113 - 137.

TRINDADE JR. Saint-Clair; TAVARES, Maria Goretti da Costa. Cidades ribeirinhas na Amazônia: uma apresentação do tema. In: TRINDADE JR., Saint-Clair; TAVARES, Maria Goretti (Orgs.). Cidades ribeirinhas na Amazônia: mudanças e permanências. Belém: EDUFPA, 2008. p. 9-12.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236499419094

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexações e Bases Bibliográficas