TODA HISTÓRIA COMEÇA IN MEDIA RES: NIETZSCHE E AS CIÊNCIAS DA LINGUAGEM

Isadora Machado

Resumo


A partir da perspectiva da História das Ideias Linguísticas, investigamos as filiações a Friedrich Wilhelm Nietzsche nas Ciências da Linguagem. A hipótese do trabalho é a de que a enunciação nietzscheana é um acontecimento na história da reflexão sobre a linguagem. Compreende-se o acontecimento, tal como o define Eduardo Guimarães: não enquanto um fato no tempo, mas como aquilo que produz diferença em sua própria ordem. Tomada como acontecimento, a enunciação nietzscheana instaura sua própria diferença, e nela consideramos duas temporalidades distintas: por um lado, a que produz a filiação de Edward Sapir a Nietzsche, e que recorta Wilhelm von Humboldt como memorável; por outro, a que produz a filiação de Michel Pêcheux e Eni Orlandi a Nietzsche. A possibilidade de pensar as temporalidades em sua equivocidade demonstra que há um caminho na reflexão sobre a linguagem a ser trilhado nas sendas de um materialismo trágico – a consideração de que a determinação histórica não é fruto de um processo maquínico, motorizado, mas que há algo do acaso que comparece.


Palavras-chave


Nietzsche; Acontecimento; Ciências da Linguagem.

Texto completo:

PDF

Referências


CHATTERJEE, R. Before and beyond Linguistics: Professor Nietzsche, Philologist. In: NICHOLSON, C.; CHATTERJEE, R. Tropic crucible: self and theory in language and literature. Kent Ridge, Singapore: Singapore University Press, 1984.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. [1980] Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Tradução de Ana Lúcia de Oliveira. Rio de Janeiro, RJ: Editora 34, 2000.

FOUCAULT, M. Les mots et les choses: une archeologie des sciences humaines. Paris: Gallimard, 2012.

FOUCAULT, M. Microfisica do poder. 24. ed. Rio de Janeiro, RJ: Graal, [1978] 2008.

GUIMARÃES, E. Domínio Semântico de Determinação. In: GUIMARÃES, E.; MOLLICA, M. C. (org.). A palavra – forma e sentido. Campinas: Pontes Editores, RG Editores, 2007.

GUIMARÃES, E. História da Semântica. Campinas: Pontes, 2004.

GUIMARÃES, E. Seminário Avançado de Semântica. IEL. 2009/2.

GUIMARÃES, E. Semântica do acontecimento. 2. ed. Campinas: Pontes, 2005a.

GUIMARÃES, E. Textualidade e Enunciação. Revista Escritos. n. 2. Labeurb/Nudecri: 2002.

GUIMARÃES, E. Texto e enunciação. Revista Organon, UFRGS. 1995.

GUIMARÃES, E. Os limites do sentido: um estudo histórico e enunciativo da linguagem. 3. ed. Campinas, SP: Pontes, 2005b.

GUIMARÃES, E. Texto e argumentação: um estudo de conjunções do português. 4. ed. Campinas, SP: Pontes, [1987] 2007.

GADET, F.; HAK, T. [Org.]. Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. 3. ed. Campinas, SP: UNICAMP, 1997.

HUMBOLDT, W. v. Sur le caractère national des langues, et autres écrits sur le langage. Textes choisis par Denis Touard. Paris : Points Essais, 2012.

MALDIDIER, Denise. L’inquiétude du discours. Textes de Michel Pêcheux choisis et présentés par Denise Maldidier. Paris : Editions des Cendres, 1990.

NIETZSCHE, F. Aurora. Companhia das Letras: São Paulo, [1881; 1887] 2004.

NIETZSCHE, F. Genealogia da moral. Companhia das Letras: São Paulo, [1887] 2004.

NIETZSCHE, F. Verdade e mentira no sentido extra-moral. In: Nietzsche, Obras Incompletas. Tradução de Rubens Torres Filho. Coleção Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, [1873] 2005.

NIETZSCHE, F. Humano, demasiado humano. Um livro para espíritos livres. São Paulo: Companhia das Letras, [1878; 1886] 2005.

NIETZSCHE, F. Além do bem e do mal. Prelúdio a uma filosofia do futuro. São Paulo: Companhia das Letras, [1886] 2005.

NIETZSCHE, F. Crepúsculo dos Ídolos. Ou como se filosofa com o martelo. Companhia das Letras: São Paulo, [1888] 2006.

NIETZSCHE, F. A Gaia Ciência. Um livro para espíritos livres. São Paulo: Companhia das Letras, [1882; 1887] 2008.

NIETZSCHE, F. Humano, demasiado humano II. Um livro para espíritos livres. São Paulo: Companhia das Letras, [1879; 1880; 1886] 2008.

ORLANDI, E. [org.] História das Ideias Linguísticas – construção do saber metalinguístico e constituição da língua nacional. Cáceres, Campinas: Pontes, Unemat Editores, 2001.

ORLANDI, E. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. Campinas, SP: Pontes, [1987] 2007.

ORLANDI, E. Terra à vista: discurso do confronto - velho e novo mundo. 2. ed. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, [1990] 2008.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso. 2. Ed. Tradução Eni Orlandi. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

SAPIR, E. Language. An introduction to the study of speech. New York: Harcourt, Brace, 2004.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179219435471



ISSN Versão Impressa: 1519-9894
ISSN Versão Digital: 2179-2194
DOI 10.5902/21792194
Endereço Eletrônico: www.ufsm.br/fragmentum

Fragmentum possui caráter público e gratuito, dessa forma, NÃO são cobrados custos ou taxas para submissão, processamento, publicação e leitura dos artigos.

Todo o conteúdo do periódico Fragmentum está licenciado com uma Licença Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REDES SOCIAIS
Página da Revista no Facebook