A FIGURAÇÃO DE UM TEMPO DE EXTREMOS: ERICO VERISSIMO E O SÉCULO XX

Maria da Glória Bordini

Resumo


O presente artigo apresenta uma visão panorâmica da produção ficcional de Erico Verissimo, pensando-a na relação com eventos catastróficos do século XX. Tratou-se do período em que o desacordo dos artistas no tocante à sociedade burguesa e suas ações levou a um isolamento das artes. Baseado no fato de que Verissimo adotou a transparência da estética realista, para o desagrado da crítica brasileira dominante, que valorizava experimentalismos de vanguarda, o artigo tenta esclarecer como se comporta a obra em questão diante de temas como ditaduras, guerras, desigualdade, e ante a responsabilidade do escritor em denunciar tempos sombrios.


Palavras-chave


romance histórico; realismo; ficção e sociedade.

Texto completo:

PDF

Referências


HOBSBAWM, Eric.Era dos extremos: o breve século XX. 1914-1991. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

HUTCHEON, Linda. Narcissistic narrative -The metafictional paradox. Nova York: Methuen, 1980.

SAID, Edward W.Representações do intelectual. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

SZABOLCSI, Miklós.Literatura universal do século XX- Principais correntes. Brasília: Ed. UnB, 1990.

VERISSIMO, Erico.Solo de clarinetav.1. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

ZILBERMAN, Regina. O tempo e o vento, história, mito, literatura. Letras de Hoje, Porto Alegre: PUCRS, n. 65, p.63-90, set. 1986.




DOI: https://doi.org/10.5902/19547



ISSN Versão Impressa: 1519-9894
ISSN Versão Digital: 2179-2194
DOI 10.5902/21792194
Endereço Eletrônico: www.ufsm.br/fragmentum

Fragmentum possui caráter público e gratuito, dessa forma, NÃO são cobrados custos ou taxas para submissão, processamento, publicação e leitura dos artigos.

Todo o conteúdo do periódico Fragmentum está licenciado com uma Licença Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REDES SOCIAIS
Página da Revista no Facebook