Desenvolvimento de Cordia trichotoma em função da adubação, em sistema silvipastoril no Sudoeste do Paraná-Brasil

Priscyla Vanessa Antonelli, Eleandro José Brun, Marcielli Aparecida Borges dos Santos, Laercio Ricardo Sartor, Flávia Gizele Konig Brun

Resumo


O estudo teve o objetivo principal de analisar o desenvolvimento inicial do louro-pardo (Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. ex Steud.), implantado sob diferentes níveis de adubação, em sistema silvipastoril. Para tanto, realizou-se o consórcio de louro-pardo com capim Panicummaximum cv. aruana na Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Câmpus Dois Vizinhos. Foram alocadas 4 linhas duplas em intervalo de 10 m com espaçamento de 2 m x 1,5 m nessas linhas. O solo foi preparado com escarificador até uma profundidade de 30 cm. No plantio, juntamente com as mudas foram adicionados 250 mL/planta de uma solução de hidrogel. Com o propósito de avaliar a importância da adubação com NPK no sistema implantado, esta foi testada em quatro níveis diferentes (tratamentos): T1 (sem adubação), T2 (o recomendado), T3 (2 x recomendado) e T4 (3 x recomendado). Para avaliação do estudo, mediram-se a altura das plantas, diâmetros do colo e dois diâmetros de copa equidistantes, como também se realizaram avaliações qualitativas de vigor, conforme parâmetros de sanidade, ocorrência de pragas ou doenças, crescimento, aspecto visual geral das folhas e tronco, estresse nutricional e hídrico. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente através do software Assistat v. 7.6 Beta. Os resultados apontaram um crescimento relativo (CR%) médio de 374,2% em diâmetro do colo, 278,3% em altura e 1351,1% em área de copa, nos 10 meses avaliados. O vigor das plantas não foi influenciado pela adubação, pois independente da dose, houve redução significativa na qualidade das plantas em função de ocorrência de uma bacteriose e a coincidência com o período de inverno, por se tratar de uma planta caducifólia. Com base nos resultados de crescimento obtidos até a idade avaliada, recomenda-se o uso de 192 g/planta de NPK, na formulação testada, para o louro-pardo.


Palavras-chave


Sistemas agroflorestais; Louro-pardo; Nutrição florestal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316980X19054

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

>>>
Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition
enflo@ufsm.br / Fone: (55) 3220-8641.

Creative Commons License

Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition by www.ufsm.br/enflo is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

INDEXADORES:

AGRIS/CARIS, AGROBASE/BINAGRI, LATINDEX, REDE CARINIANA, DOAJ, EZB, PERIÓDICOS CAPES, TIB, CAB ABSTRACT.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


DOI Geral: 10.5902/2316980X (os especificos estão nos RESUMOS - clique sobre o titulo do trabalho, no sumário) 

"Os trabalhos publicados na revista Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition são de responsabilidade dos seus autores e não representam, necessariamente, a opinião dos editores. A reprodução dos trabalhos é permitida, mediante citação da fonte."