Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Ecologia e Nutrição Florestal - ENFLO?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

O manuscrito deve ser original, inédito e não ter sido enviado ou publicado em outro periódico. A qualidade científica e gramatical da escrita é primordial, pois o manuscrito poderá ser rejeitado caso não esteja adequado. O plágio não é admitido e quando a pesquisa envolve seres humanos e animais, o documento aprovado por Comitê de Ética ou instituição equivalente deve estar anexado.

O manuscrito submetido ao processo de avaliação deverá contribuir para o avanço da ciência e pesquisa e se enquadrar no escopo das áreas da Ecologia e Nutrição Florestal e temáticas afins: nutrição de espécies florestais, ciclagem de nutrientes e do carbono, mudanças climáticas, manejo  e ecologia de ecossistemas naturais e implantados, impactos ambientais, incêndios florestais, modelagem florestal, sistemas agroflorestais, fisiologia e ecofisiologia florestal, solos florestais, biologia do solo, biomassa e resíduos florestais, recuperação e restauração de áreas degradadas, estrutura de dinâmica de florestas, nutrição e produção de mudas florestais, implantação florestal, solo-planta-água, deposição atmosférica e hidrologia florestal.

A revista Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition não aplica taxas de submissão, publicação ou de qualquer outra natureza em seus processos, sendo um veículo científico voltado à comunidade científica brasileira e internacional.


Autoria

A descrição detalhada da contribuição de cada um dos autores do manuscrito deverá ser mencionada em uma declaração, a ser anexada no sistema como “Documento suplementar”, no Passo 4 do processo de submissão. Nesta declaração também deverão ser indicados três possíveis revisores, informando o nome, instituição e e-mail de cada um.

 

Idiomas

O manuscrito pode ser redigido nos idiomas português, inglês e espanhol e a partir do ano de 2020 (volume 8), os manuscritos serão publicados somente na língua inglesa. Os autores que submeterem seu trabalho a partir de 01 de outubro de 2019, após o aceite do mesmo, deverão apresentar declaração/certificação, comprovando que a tradução foi realizada por empresas ou profissionais especializados. A mesma deverá ser enviada para o e-mail enflo@ufsm.br.

 

Tipos de manuscritos

Podem ser submetidos manuscritos na forma de artigos científicos, notas técnicas e revisão sistemática da literatura. Artigos de revisão da literatura só serão aceitos mediante convite do conselho Editorial.

 

Estrutura e formatação do manuscrito

O manuscrito deve ser editado no Microsoft Word DOC, DOCX com espaçamento de 1,5 entre linhas, linhas numeradas continuamente, fonte Times New Roman, tamanho 12, tabulação de 1,25 cm, formato A4, com 2 cm de margens esquerda, direita, inferior e superior, orientação retrato e máximo de 20 páginas. Os títulos das seções devem ser escritos apenas com a inicial maiúscula, alinhados à esquerda e em negrito.

Os nomes dos autores e afiliações não devem constar no corpo do texto, uma vez que estas informações são inseridas na plataforma SEER no momento da submissão.

Os artigos científicos e as notas técnicas deverão seguir a sequência de apresentação: Título, Resumo, Palavras-chave, Title, Abstract, Keywords, Introdução, Material e métodos, Resultados, Discussão, Conclusões, Agradecimentos (opcional) e Referências Bibliográficas. Os itens Material e métodos, Resultados e Discussão podem ser divididos em seções. O artigo de revisão sistemática da literatura deve conter: Título, Resumo, Palavras-chave, Title, Abstract, Keywords, Introdução, Desenvolvimento, Considerações finais, Agradecimentos (opcional) e Referências Bibliográficas.

 

Título/Title: com no máximo 150 caracteres, centralizado e em negrito, com apenas a letra inicial em maiúscula. O título deve ser claro, conciso e objetivo e fidedigno às principais conclusões do trabalho. Evite o uso de verbos no título.

Resumo/Abstract: apresentado em parágrafo único, contendo no máximo 250 palavras. O resumo é um componente muito importante do manuscrito e deve expressar a contextualização e referencial introdutório, apontando as motivações e justificativas à realização do trabalho, principais resultados e conclusão generalizada do manuscrito.

Palavras-chave/Keywords: redigidas com a inicial maiúscula e alinhamento à esquerda, contendo até cinco termos, separados por ponto e vírgula (;). Usar termos passíveis à amplificação da busca pelo manuscrito após a sua publicação, para tanto, não é usual a repetição de palavras já mencionadas no título.

Introdução: deve apresentar a importância do estudo, originalidade da pesquisa e motivação à realização do trabalho. A introdução deverá ser redigida de forma clara, coesa e fidedigna aos objetivos da pesquisa, apontando as inovações do trabalho ao avanço da ciência florestal. Ao final da introdução, quando for o caso, insira a hipótese da pesquisa, seguida dos objetivos. O objetivo é parte fundamental do trabalho, que guia os resultados e conclusões, para tanto, o mesmo não deve expressar a ação (metodologia) e sim a ideia da pesquisa (suposições, hipóteses).

Material e Métodos: deve conter de forma detalhada e clara os principais métodos, materiais, equações, dentre outras ferramentas empregadas à realização do estudo, descritas de tal modo que permita a reprodução integral do trabalho. A descrição metodológica deverá seguir uma sequência lógica e essa cessão pode ser dividida em subtítulos.

Resultados: deve conter a apresentação das principais evidências resultantes da pesquisa, seja no modo de gráficos, tabelas ou texto. Evite a redundância de redação na forma de texto os resultados já expressos nas tabelas e gráficos. Os resultados devem embasar a discussão e conclusão do seu trabalho, aceitando ou rejeitando hipóteses, quando houver. Descrever, com clareza e objetividade, quais são as informações que podem ser extraídas dos resultados (evidências) do trabalho.

Discussão: deverá ser redigida de modo que sustente e comprove os resultados do trabalho, por meio de argumentações e demonstrações que validem as evidências. Para tanto, é recomendável usar informações da literatura que afirmem ou contestem os resultados do trabalho, evitando meras comparações entre autores. Mencionar quais são as aplicações práticas do trabalho, implicações à ciência e quais as lacunas do conhecimento foram preenchidas. É recomendável discutir na mesma ordem em que os resultados foram apresentados. Não é permitida a apresentação de tabelas e figuras nesta seção do manuscrito. Atenção especial deverá ser direcionada às formas corretas das citações de outros trabalhos, evitando o plágio.

Conclusões: deverá responder aos objetivos (e hipóteses, quando houver) da pesquisa, demonstrando as principais evidências e a aplicabilidade dos resultados, contribuições ao avanço científico e consequências do estudo.

Agradecimentos (opcional): mencionar as agências de financiamento ou outros meios de apoio à pesquisa.

Referências Bibliográficas: as referências citadas no texto devem seguir a norma ABNT 2002 - NBR 6023 e deverão ser dispostas na lista em ordem alfabética, pelo último sobrenome do primeiro autor e em ordem cronológica crescente.

 

Referências e citações no texto

Pelo menos 50% das referências devem ser de artigos científicos dos últimos 10 anos. O número de citações não deve ultrapassar a 30.

As citações de periódicos científicos devem representar 90% de todas as referências do manuscrito.

Não são aceitas citações de trabalhos/resumos apresentados em congressos (Anais, Proceedings, CD Roms, etc).

Inserir ao final da referência, URL para acesso, quando houver.

Exemplos de formatação conforme as normas ABNT 2002 - NBR 6023:

Livros

STRECK, E. V. et al. Solos do Rio Grande do Sul. 2. ed. Porto Alegre: EMATER/RS, 2008. 222p.

Capítulo de livros

GONÇALVES, J. L. M. et al. An evaluation of minimum and intensive soil preparation regarding fertility and tree nutrition. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V. Forestry nutrition and fertilization. Piracicaba: IPEF, 2000. p:13-64.

Periódicos científicos

Até três autores

SCHUMACHER, M. V.; VIERA, M.; WITSCHORECK, R. Produção de serapilheira e transferência de nutrientes em área de segunda rotação com floresta de Pinus taeda L. no município de Cambará do Sul, RS. Ciência Florestal, v. 18, n. 4, p: 471-480, 2008. https://periodicos.ufsm.br/cienciaflorestal/article/view/431

Mais de três autores

SCHUMACHER, M. V. et al. Espécies predominantes na deposição de serapilheira em fragmento de Floresta Estacional Decidual no Rio Grande do Sul. Ciência Florestal, v. 21, n. 3, p: 479-486, 2011. https://periodicos.ufsm.br/cienciaflorestal/article/view/3805/0

Dissertações e teses

CALIL, F. N. Aspectos nutricionais de um sistema agroflorestal com eucalipto no Sul do Rio Grande do Sul, Brasil. 2008. 146p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 2008. http://coral.ufsm.br/cepef/admin/teses/teses/46021511TESE_Francine_Neves_Calil.pdf

Internet

INMET – Instituto Nacional de Meteorologia. Disponível em: http://www.inmet.gov.br/portal/. Acesso em: 12/01/2016.

A citação em texto corrente deve estar em caixa-baixa e citações entre parênteses devem estar em caixa-alta. Quando houver mais de uma citação/referência do mesmo autor, em um mesmo ano, elas deverão ser distinguidas por letra minúscula após a data. Ex.: Silva (2016a); Silva (2011b). As citações e referências devem seguir as normas vigentes da ABNT 2002 - NBR 6023:

Quando a citação possuir apenas um autor: Silva (2016) ou (SILVA, 2016).

Quando a citação possuir dois autores: Silva e Santos (2016) ou (SILVA e SANTOS, 2016).

Quando a citação possuir mais de dois autores: Silva et al. (2016) ou (SILVA et al., 2016).

Quando a autoria do trabalho for uma instituição/empresa, a citação deverá ser de sua sigla, em letras maiúsculas. Exemplo: EMBRAPA (2016).

 

Figuras e tabelas

As figuras e tabelas devem ser auto-explicativas e alocadas no texto logo após sua primeira chamada. A identificação das mesmas deve ser expressa em dois idiomas (português e inglês, quando o idioma do manuscrito é o português), com a legenda da Figura na parte inferior da mesma e, na tabela a legenda deverá ser alocada na parte superior. As tabelas devem ser inseridas no texto de modo editável, não sendo aceitas tabelas no formato de figuras. As figuras (gráficos e fotografias) devem possuir resolução mínima de 300 dpi, preferencialmente coloridas, sempre com orientação do tipo retrato.

Ao incluir figuras e tabelas já publicadas em outros trabalhos, os autores devem obrigatoriamente citar a fonte e o ano dos mesmos.

Nomenclatura botânica

Apresentar o gênero e nome científico de espécies em itálico, sem negrito, de acordo com as regras de nomenclatura. Na primeira vez que a espécie é mencionada no texto, apresentar o nome do autor (por exemplo, Eucalyptus dunnii Maiden), depois disso, sem autores.

Equações matemáticas

As equações inseridas no texto devem ser numeradas sequencialmente, mencionadas como Equação 1, Equação 2, etc. Cada equação deverá ser respectivamente numerada (Eq. 1, Eq. 2), alinhada à direita do texto. As fórmulas e equações devem ser inseridas com a função inserir Equação/Equation do Word. Não serão aceitas equações na forma de figuras.

Sistema de unidades

Todas as unidades de medida devem ser padronizadas e apresentadas conforme o padrão do Sistema Internacional de Unidades (SI).

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".

  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.

  3. URLs para as referências foram informadas quando necessário.

  4. O manuscrito está em espaçamento de 1,5, linhas numeradas continuamente e sem os nomes dos autores, fonte Times New Roman tamanho 12, tabulação de 1,25 cm, formato A4, com 2 cm de margens esquerda, direita, inferior e superior, orientação retrato e máximo de 20 páginas; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.

  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

  6. Em caso de submissão à uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.

  7. No Passo 3, no campo Resumo da Biografia, deverá ser inserido a identificação de cada autor do trabalho usando o modelo abaixo:

    Graduação, Maior Título, Cargo, Instiuição e Unidade de Lotação, Endereço Postal, Outra Informação Importante (Ex. Bolsista de produtividade do CNPq), e-mail.

 

Declaração de Direito Autoral

Os Direitos Autorais dos artigos publicados na revista Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition pertencem ao(s) seu(s) respectivo(s) autor(es), com os direitos de primeira publicação cedidos à Revista. Toda vez que um artigo for citado, replicado em repositórios institucionais e/ou páginas pessoais ou profissionais, deve-se apresentar um link para o artigo disponível no site da Enflo.

 

Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 4.0 Internacional https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.