Crescimento e acúmulo de serapilheira em plantios homogêneos de Luehea divaricata Mart. e Parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan no Sudoeste do Paraná

Eleandro José Brun, Flávia Gizele König Brun, Taciana Frigotto, Raquel Rossi Ribeiro, Carlos César Mezzalira

Resumo


Foi quantificada a serapilheira acumulada, a biomassa de sub-bosque e variáveis dendrométricas em plantios puros de Luehea divaricata (açoita-cavalo) e de Parapiptadenia rigida (angico-vermelho), ambos com seis anos de idade, em área experimental da UTFPR Câmpus Dois Vizinhos. Em três parcelas de 400 m2, aleatoriamente distribuídas em cada plantio, foram coletadas, em cada parcela, quatro amostras de serapilheira depositada sobre o solo e da biomassa acima do solo das plantas de sub-bosque. A quantidade total de serapilheira acumulada e biomassa de sub-bosque variou entre 18,96 Mg ha-1 (46,0% folhas; 30,2% galhos; 11,7% miscelânea e 12,1% sub-bosque) para Açoita-cavalo e 20,41 Mg ha-1 para angico-vermelho (51,4% folhas; 22,3% galhos; 14,3% miscelânea e 12,0% sub-bosque), com similaridade na quantidade total e pequenas variações entre as frações, explicadas pela autoecologia das espécies. Açoita-cavalo apresentou diâmetro à altura do peito (DAP) médio de 7,7±1,8 cm, altura total (Ht) média de 8,1±0,5 m, com 1250 árvores ha-1 e área basal média de 6,7 m2 ha-1, apresentando bifurcações na maioria dos troncos, com média de 1,8 troncos por árvore. Para o angico-vermelho, o DAP médio foi de 8,6±0,6 cm, Ht igual a 6,6±0,6 m, com 450 árvores ha-1 e área basal média de 3,1 m2 ha-1, com menos casos de bifurcações, com 1,1 troncos por árvore. As espécies em estudo apresentaram crescimento similar, apesar do angico-vermelho ter uma densidade de árvores bem menor, com a ocorrência de maior número de falhas, pois na implantação, o espaçamento adotado foi o de 2 m x 2 m para as duas espécies.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.13086/2316-980x.v01n03a04


Palavras-chave


Açoita-cavalo; Angico-vermelho; Ciclagem de nutrientes

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

>>>
Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition
enflo@ufsm.br / Fone: (55) 3220-8641.

Creative Commons License

Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition by www.ufsm.br/enflo is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

INDEXADORES:

AGRIS/CARIS, AGROBASE/BINAGRI, LATINDEX, REDE CARINIANA, DOAJ, EZB, PERIÓDICOS CAPES, TIB, CAB ABSTRACT.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


DOI Geral: 10.5902/2316980X (os especificos estão nos RESUMOS - clique sobre o titulo do trabalho, no sumário) 

"Os trabalhos publicados na revista Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition são de responsabilidade dos seus autores e não representam, necessariamente, a opinião dos editores. A reprodução dos trabalhos é permitida, mediante citação da fonte."