PRÁTICAS DE CONSUMO DOS FÃS DE BIG BROTHER BRASIL E A CULTURA DE MEMES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2175497743072

Palavras-chave:

BBB, Fãs, Memes,

Resumo

Este artigo analisa o modelo particular de consumo, produção e circulação de conteúdo televisivo das comunidades de fãs no Twitter do programa de reality show Big Brother Brasil. As discussões refletem pesquisas feitas ao longo das quatro últimas edições, com foco na 18ª temporada, em que foi realizada uma imersão na comunidade de fãs com inspiração etnográfica. Identificamos de que maneira os usuários participam e se relacionam com os conteúdos e complexificam a experiência do consumo, com destaque para a produção de memes como forma de linguagem e engajamento. Os resultados nos fazem crer que a cultura de memes está intimamente relacionada à reconfiguração do consumo televisivo.

Biografia do Autor

Luiza de Mello Stefano, Universidade Federal Fluminense

Doutoranda em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense. Mestre em Comunicação pelo PPGCOM/UFJF (2019); Especialista em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais (2019) e Jornalista formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2015).

Soraya Maria Ferreira Vieira, Universidade Federal de Juiz de Fora

Comunicadora Social formada na Universidade Federal de Juiz de Fora (1985). Fez mestrado e doutorado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP no Programa de Pós Graduação em Comunicação e Semiótica. Fez em 2017 pós-doutoramento na PUC-SP - TIDD - Tecnologias da Inteligência e do Design Digital. Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Juiz de Fora UFJF na Faculdade de Comunicação.

Downloads

Publicado

2021-11-18

Como Citar

Stefano, L. de M., & Vieira, S. M. F. (2021). PRÁTICAS DE CONSUMO DOS FÃS DE BIG BROTHER BRASIL E A CULTURA DE MEMES. Animus. Revista Interamericana De Comunicação Midiática, 20(44). https://doi.org/10.5902/2175497743072

Edição

Seção

Artigos Livres