COTAS RACIAIS – DÍVIDA, REPARAÇÃO E AFIRMAÇÃO

Fillipe Gonçalves Araújo, Lúcia Maria Temóteo

Resumo


O presente trabalho aborda uma política pública brasileira - as Cotas Raciais. O Brasil escravizou índios e negros por centenas de anos.  Os descendentes desses grupos são vítimas da brutal desigualdade social e étnica. Desse modo, a resistência e luta dessa população fazem com que o estado elabore uma série de ações e políticas afirmativas que tem a principal finalidade a reparação de uma dívida histórica, dentre essas ações temos as Cotas Raciais. O objetivo deste trabalho foi de compreender a percepção dos estudantes do ensino superior público, que ingressaram através da ampla concorrência, sobre a importância do sistema de cotas. Trata-se de uma pesquisa de natureza básica, de método qualitativo e de caráter exploratório, sendo realizada com 5 estudantes do curso de Medicina, que ingressaram ao curso por meio de ampla concorrência em uma universidade pública do interior do Nordeste. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e através delas foi observado que os participantes entendem a importância da política, visto que os grupos que fazem uso dela ainda são marginalizados socialmente, entretanto mesmo com essa concepção, observa-se pouco aprofundamento nas respostas, onde limitaram-se a falar da dificuldade de inserção desses grupos ao ensino superior e ainda, utilizando-se de um tom teórico.

Palavras-chave


Psicologia; Política Pública; Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, J., A. Educação e Desigualdade: A conjuntura atual do ensino público no Brasil. 2014.

COZBY, P., C. Métodos de pesquisa em ciências do comportamento. 2009.

DIAS, E., M., S. MIRANDA, R., L. Educação: parâmetros entre as escolas públicas e privadas do Brasil. – 2017.

DOMINGUES, Petrônio. Movimento Negro Brasileiro: história, tendências e dilemas contemporâneos. Dimensões: Revista de História da UFES. Espirito Santo, n.21. Disponível em: http://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/index Acesso em 17 de mar. 2019.

GUARNIERI, Fernanda Vieira & MELO-SILVA, Lucy Leal – Cotas. Universitárias no Brasil: Análise de uma década de produção científica.- 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/2175-3539201702121100. Acesso em 17 fev. 2019.

MACHADO, Marli & CAINELLI, Marlene - O Trabalho Escravo no Brasil: do período colonial aos dias atuais. -2014, Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2014/2014_uel_hist_artigo_marli_aparecida_machado.pdf. Acesso em 17 fev. 2019.

MARQUES, E., P., S. BRITO, I., A., M. Os candidatos aprovados pelo regime de cotas raciais e os conflitos sobre a identidade negra na banca avaliadora de fenótipo. Florianópolis, 2015.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

NASCIMENTO, Abdias. O Genocídio do Negro Brasileiro: o processo de um racismo mascarado. 1 reimpr. da 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2017.

NASCIMENTO, Alexandre do. Das Ações Afirmativas dos Movimentos Sociais às Políticas Públicas de Ação Afirmativa: O Movimento dos Cursos Pré-Vestibulares Populares. Anais do II Seminário Nacional Movimentos Sociais, Participação e Democracia. Florianópolis. UFSC, 2007.

PAULA DUTRA LEÃO DE MENEZES, Reflexões sobre o sistema de cotas no Brasil. Revista Lugares de Educação, Bananeiras-PB, v. 5, Dezembro de 2015.

PEREIRA, Nayara Toscano de Brito & RODRIGUES, Yara Toscano Dias – Trabalho escravo no Brasil: Os reflexos da antiga legalidade na escravidão contemporânea. – 2013, Disponível em: http://www.publicadireito.com.br/artigos/?cod=1e758001ab9f2c3f . Acesso em: 19 fev. 2019.

SANTOS, Sales Augusto dos. Políticas Públicas de promoção da igualdade racial, questão racial, mercado de trabalho e justiça trabalhista. Revista TST, Brasília, v.76, n.3., jul./set., 2010. Disponível em: Acesso em 27 de abr. de 2019.




DOI: https://doi.org/10.5902/2317175853332

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.