O ESPECTRO DAS ATIVIDADES INTENSIVAS EM CONHECIMENTO NO COLÉGIO POLITÉCNICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

Gustavo Fontinelli Rossés, Carla Rosane da Costa Sccott

Resumo


O cenário atual denota que informação e conhecimento são subsídios para construção e consolidação de vantagens competitivas. No Brasil, o crescimento e o desenvolvimento no que tange ao ensino básico, técnico e tecnológico demanda constante busca de atitudes inovadoras, onde a gestão do conhecimento assume papel principal. Isso se confirma, pois identificar e compreender as atividades intensivas em conhecimento e como elas são gerenciadas, infere relevância considerável no contexto competitivo do segmento. Aqui discute-se a fundamentação e a percepção das atividades intensivas em conhecimento como sendo capitais para o sustentabilidade e competitividade organizacional em uma organização na Sociedade do Conhecimento: o Colégio Politécnico da UFSM.  O presente estudo demonstrou esta como exemplo claro de organização intensiva em conhecimento, que reconhece a necessidade da utilização de técnicas e ferramentas de sua gestão na otimização das estratégias e dos resultados. Observou-se a existência de uma organização para captura, transformação e compartilhamento do conhecimento, mas deixando evidente que essas atividades apresentam estruturação informal e desfragmentada. Essas atividades permanecem agregadas aos departamentos e coordenações dos cursos do Colégio Politécnico da UFSM.


Palavras-chave


Atividades intensivas em conhecimento; Colégio Politécnico da UFSM; Estudo de caso.

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.