UMA ANÁLISE DA TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO E SUA APLICABILIDADE EM UMA COOPERATIVA: UM ESTUDO NA COTRISEL

Gustavo Fontinelli Rossés, Douglas Cavalheiro de Oliveira, Marcelo Tomazi, Carla Rosane da Costa Sccott

Resumo


O presente artigo tem por objetivo avaliar o grau de aplicabilidade dos princípios da teoria clássica da administração no processo decisório da Cooperativa Tritícola Sepeense Ltda – COTRISEL. Para tanto, realizou-se um estudo de caso de caráter qualitativo acerca da teoria clássica fundamentado nos quatorze princípios de administração defendidos por Fayol. Em se tratando de eixo teórico foram abarcadas temáticas quanto às sociedades cooperativas e a teoria clássica da administração. Como metodologia esse estudo está classificado como sendo qualitativo, com base nas dimensões exploratória e descritiva, sob a ótica de um estudo de caso. Através da análise estatística descritiva numérica e percentual, concluiu-se que a teoria clássica possui elevado grau de aplicabilidade na cooperativa estudada. Os princípios que versam sobre “espírito de equipe”, “ordem”, “disciplina” e “centralização” foram os que apresentaram maior percentual de concordância, enquanto os que tratam da “unidade de comando”, “remuneração”, “unidade de direção” e “equidade” foram os que apresentaram percentual de concordância menor.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2317175825293



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.