LINGUAGEM E SOCIEDADE: CRENÇAS E ATITUDES LINGUÍSTICAS DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA PÚBLICA NO INTERIOR DA AMAZÔNIA

Manuel Benjamin Liberal, Heliud Luis Maia Moura, Ronilson dos Santos Bezerra, Rosangela Heloise Silva Monteiro

Resumo


O presente trabalho buscou verificar as crenças e atitudes linguísticas dos alunos do ensino médio (primeiro, segundo e terceiro ano) do ensino médio da Escola Estadual Felisbelo Jaguar Sussuarana, na cidade de Santarém/Pa. Para tanto, foram analisadas as respostas dadas pelos alunos às seis questões metalinguísticas presentes no Questionário do Atlas Linguístico do Brasil (COMITÊ NACIONAL DO ALiB, 2001). O corpus é composto por dados obtidos com 60 alunos/informantes entre 15 e 19 anos de idade. Verificou-se que a maioria dos informantes reconhece as diferenças de falares entre os moradores da cidade de Santarém e demais localidades.


Palavras-chave


Variação linguística; Crenças e atitudes linguísticas; Ensino; ALiB

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Irandé. Aula de português: encontro & interação. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.

ANTUNES, Irandé. Análise de textos: fundamentos e práticas. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

AGUILERA, V. A. Crenças e atitudes lingüísticas: o que dizem os falantes das capitais brasileiras. Estudos Linguísticos (São Paulo), v. 2, p. 105-112, 2008. Disponível em . Acesso em 10 jun. 2016.

ALKMIM, T. M. Sociolinguística: parte I. In: MUSSALIM, F.; BENTES, A. C. (Org.). Introdução à linguística: domínios e fronteiras. 6.ed. São Paulo: Cortez, 2007. p.21-48.

BARCELOS, A. M. F. Cognição de professores e alunos: tendências recentes na pesquisa de crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas. In: BARCELOS, A. M. F., ABRAHÃO, M. H. V. (Orgs.). Crenças e ensino de línguas: Foco no professor, no aluno e na formação de professores. Campinas, Ed. Pontes, 2010, p.15-42.

BROCH, Ingrid Kuchenbecker. Ações de promoção da pluralidade linguística em contextos escolares. Tese de doutorado. 265 f. Programa de Pós-Graduação em Letras. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: UFRGS, 2014.

CALVET, Louis-Jean. Sociolinguística: uma introdução crítica. 2ªed. São Paulo: Parábola editorial, 2004.

CARDOSO, S. A.; MOTA, J. A. Projeto atlas linguístico do Brasil: antecedentes e estágio atual. Alfa, São Paulo, v.56, n.3, p.855-870, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/alfa/v56n3/a06v56n3.pdf. Acesso em 10 jun. 2016.

COMITÊ NACIONAL DO PROJETO ALiB (Brasil). Atlas linguístico do Brasil: questionário 2001. Londrina: Ed.UEL, 2001. Disponível em https://alib.ufba.br/sites/alib.ufba.br/files/questionario_alib.pdf. Acesso em 10 jun. 2016.

CYRANKA, Lucia Furtado de Mendonça. Atitudes lingüísticas de alunos de escolas públicas de Juiz de Fora – MG. 2007. 174 f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos)_Instituto de Letras, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

LABOV, W. Padrões sociolinguísticos. São Paulo: Parábola, 2008. [AGUILERA, V. de A. Crenças e atitudes linguísticas: o que dizem os falantes das capitais brasileiras. Estudos Linguísticos, São Paulo, v.2, p.105-112, 2008.

LIBERAL, Manuel Benjamin. Práticas de produção textual: análise dos fatores de textualidade evidenciados nas produções textuais de alunos do 3º ano do ensino médio de uma escola pública de Santarém. 2016. 114 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2016.

NEVES, Maria Helena. A Gramática: história, teoria e análise, ensino. São Paulo: Editora Unesp, 2002.

OLIVEIRA, Gilvan M. Brasileiro fala português: Monolinguismo e Preconceito Linguístico. Linguasagem, v. 11, 2009. Disponível em < http://www.letras.ufscar.br/linguasagem/edicao11/artigo12.pdf>. Acesso em 01 Jun. 2016.

PAJARES, M. F. Teachers’ beliefs and educational research: cleaning up a messy construct. Review of educational research, 62/3, 307-332. 1992. Disponível em: < http://rer.sagepub.com/content/62/3/307>. Acesso em 01 Jun. 2016.

SILVA, Hélen Cristina da; AGUILERA, Vanderci de Andrade. O poder de uma diferença: um estudo sobre crenças e atitudes linguísticas. Alfa, rev. linguíst. (São José Rio Preto), São Paulo, v. 58, n. 3, p. 703-723, 2014. Disponível em . Acesso em 12 jun. 2016.

TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Gramática e interação: uma proposta para o ensino de gramática. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Na trilha da Gramática: conhecimento linguístico na alfabetização e letramento. São Paulo: Cortez, 2013.

VIEIRA, S. R; BRANDÃO, S. F. (Org). Ensino de Gramática: descrição e uso. 2ª ed. São Paulo: Contexto, 2014.




DOI: https://doi.org/10.5902/2317175828559



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.