OS INDICADORES DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A MULHER NO MUNICÍPIO DE TRIUNFO

Natasha Figueiró Souza, Marjane Bernardy Souza

Resumo


Este trabalho tem por objetivo investigar as denúncias de violência doméstica realizadas por mulheres no município de Triunfo, bem como os tipos de violência e se foram requeridas pelas vítimas as medidas protetivas de urgência. Foram encontrados 135 boletins de ocorrência relacionados à Lei 11.340/06, sendo 99 as medidas protetivas requeridas. Em relação aos tipos de violência, as denunciantes relataram 34,07% de violência física, 54,07% de violência psicológica, 2,22% de violência patrimonial, 8,88% de violência moral e nenhum caso de violência sexual. Considerado um dos municípios mais ricos do Rio Grande do Sul, Triunfo possui baixa qualidade de vida, evidente na falta de políticas públicas para as mulheres e contém quase 0,50% das denúncias de violência física e psicológica do Estado, valor expressivo para uma cidade com pouco mais de 12 mil mulheres. A violência é um fator de risco à saúde física, psíquica, emocional e social; o sofrimento psicológico afeta as esferas cognitivas, emocionais e comportamentais da vida das vítimas e pode desencadear transtornos do humor e de personalidade. Em relação à violência, ainda há muito para ser feito, as ações de prevenção devem ser conjuntas com políticas públicas, sociais e educacionais para motivar outras mulheres a realizarem a denúncia e saírem da situação de violência. 


Palavras-chave


Violência doméstica; Medidas protetivas; Tipos de violência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2317175826060

  

 

Revista Sociais e Humanas  (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria

Centro de Ciências Sociais e Humanas

Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com

Fone (55) 32208522