ESTUDO DE CASO DE UMA PEQUENA CLÍNICA: FINANÇAS E MARKETING

Djair Picchiai, Isabella Ulson Resky

Resumo


O objetivo deste artigo foi analisar as práticas de gestão utilizadas pelos gerentes e pelo proprietário de uma pequena empresa (PE), denominada HC Jundiaí. Constitui-se numa clínica prestadora de serviços especializados em oftalmologia. Realizou-se uma análise exploratória em profundidade do funcionamento da clínica e suas práticas de gestão. Caracterizando-se como um estudo de caso qualitativo, descritivo e exploratório (YIN, 2001; VERGARA, 2007). Analisaram-se as áreas funcionais; finanças e marketing/comercialização como fatores constitutivos das estratégias utilizadas. Focou-se nas áreas de marketing e finanças que se constituem em áreas core das micro e pequenas empresas (MPE’s). A metodologia constituiu-se de entrevistas estruturadas junto com gestores e proprietário, além do preenchimento de um questionário contendo 50 perguntas. Também foi realizada a coleta de dados da empresa, consulta a documentos, e a observação em campo dos pesquisadores de seu funcionamento por nove meses. A intuição, a vivência e a experiência do proprietário, foram consideradas relevantes no processo de tomada de decisão. As teorias sobre gestão, marketing e finanças, explicam, em parte, os resultados e demais ações da empresa. O contexto das MPE’s tem características muito específicas, muitas das ferramentas gerenciais (orçamento, descrição da clientela) não são utilizadas, apesar da complexidade do ambiente organizacional assim o exigir. A sustentabilidade da clínica nos últimos 20 anos aponta para resultados financeiros e comerciais satisfatórios. 


Palavras-chave


pequena empresa; marketing; resultados financeiros

Texto completo:

PDF

Referências


BARNEY, Jay B. Administração estratégica e vantagem competitiva: conceitos e casos. 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice-Hall, 2011.

BERTERO, Carlos O; CALDAS, Miguel P.;WOOD JR,Thomas. Produção Científica em Administração de Empresas: Produção Científica em Administração de Empresas: Provocações, Insinuações e Contribuições para um Debate Local. RAC. Revista de Administração Contemporânea, São Paulo / Brasil, v. 3, n. 1, p.147-178, Jan/Abr, 2001.

BLOCHING, Björn; STOCK, Harald F.; SCHEEL, Jochen. Journal of Medical Market. Vol. 25 Tópico 6, p747-772. Alemanha: 2008.

BLOOM, Nick, REENEM, Jhon Vem. Measuring and Explaining Management Practices Across Firms and countries. Center of Economies Performance – CEP Discussions Paper n° 716, London school, 2006.

BULGACOV, Sergio et. al. Administração Estratégica: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2007.

CHANDLER, D. Jr. Alfred. Strategy and sctruture; chapters in the history of the industrial enterprise. Cambridge, MA: 1962.

DAVENPORT, T.; HARRIS, J. G. Competição analítica; vencendo através de uma nova ciência. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

DUTRA, Joel Souza. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas, 2004.

FAGUNDES, Fábio Mello; GIMENEZ, Fernando Antonio Prado. Ambiente, estratégica e desempenho em micro e pequenas empresas. São Paulo, Encontro XXXIII ANPAD, 19 a 23 de Setembro de 2009.

FERNANDES, Bruno Henrique Rocha. Gestão estratégica de pessoas com foco em competências. Rio de Janeiro: Campus/Elsevier, 2013.

FREEMAN, R. E.; McVEA, J. A stakeholder approach to strategic management. In: HITT, M.; FREEMAN, E.; HARRISON, J. Handbook of strategic management. Oxford: Blackwell Publishing, 2000.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GLASCOFF, D. W. Evaluation of the Consumer Model: Relationship Between Patients’ Expectations, Perceptions, and Satisfaction with Care. Marketing Health Services, v. 22, p. 44. Chicago Spring, 2002.

GONÇALVES, Shirley Rodrigues; SOUZA, Vanessa Cristina; SILVIA, Vanessa Aparecida; SILVA, Welton Ramos Vieira. Investimentos em recursos humanos em dez micro e pequenas empresas de Osasco e região. Revista Científica Hermes 3: p. 14-23, 2010.

KAPLAN, Robert. S; NORTON, David P. A estratégia em Ação: balanced scorecard. Rio de Janeiro: Editora Campus. 2001.

KOTLER, Philip. Princípios de marketing. São Paulo: Prentice Hall, 2000.

LEONE, Nilda Maria de C. P. Guerra. As especificidades das pequenas e médias empresas. Revista de Administração, São Paulo, v.34, n.2, p. 91-94, Abr./Jun. 1999.

LEVINSON, J. C. Marketing de Guerrilha: Táticas e armas para obter grandes lucros com pequenas e medias empresas. 1.ed. São Paulo: Best Seller, 1989.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos da metodologia científica. 4ªed. Ver. Ampl. São Paulo: Atlas, 2001.

MARTINS, Paulo Sérgio; FILHO, Edmundo Escrivão. O meio ambiente no contexto organizacional: uma reflexão sobre a dimensão ambiental em pequenas e médias empresas. VII Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 2010.

MINTZBERG, H.; QUINN, J. B. O processo da estratégia. 3ª edição. Porto Alegre: Bookman, 2001.

PARASURAMAN, A., ZEITHAML, V.A; BERRY,L. SERVIQUAL: A multiple item scale for mensuring consumers percepcions of service quality. Jounal of Retailing. 1988, p. 35-48.

PICCHIAI, Djair. A Gestão de micro e pequenas empresas na percepção de seus proprietários e gestores: estratégias, estruturas e competências organizacionais. FAPESP. São Paulo 2012.

PICCHIAI, Djair. Estudo de caso de uma pequena clínica oftalmológica na cidade de Jundiaí. Relatório de pesquisa. EAESP – FGV e FACCAMP, Campo Limpo Paulista 2015.

PORTER, M. E. Competitive strategy: techniques for analysing industries and competitors. New York: Free Press, 1980.

PORTER, M. E; TEISBERG, E. O. Repensando a saúde: estratégias para melhorar a qualidade e reduzir os custos. Porto Alegre: Bookman, 2007.

SAMPIERI, Roberto H.; COLLADO, Carlos F.; LUCIO, Pilar B. Metodologia de Pesquisa. 3. Ed, São Paulo: McGraw Hill, 2006.

SEBRAE. Fatores condicionantes e taxa de mortalidade de empresas no Brasil. Disponível em: Acesso em: 15 fev. 2011. Sebrae, 2008.

SEBRAE_SP. Pesquisa: CausaMortis: o sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros cinco anos de vida, 2013. Disponível em: < http://www.sebraesp. com.br/arquivos_site/bibliot eca/EstudosPesquisas/mpes_numeros/book%20de%20pesquisas_mpes%20paulistas_2015_web_v3.pdfwww.sebrae.com.br.> Acesso em: 24/03/2015.

TARN, David D. C. Journal of Medical Marketing. Vol. 8, Tópico 4, p303-310. 2008.

TURRINI, R. N. T. Percepção dos usuários sobre a resolutividade e a satisfação pelos serviços de saúde na região sudoeste da Grande São Paulo. Tese de Doutorado em Saúde Pública. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2001.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 9 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

YIN, R.K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3ª edição. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: https://doi.org/10.5902/2317175820604



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.