Acompanhamento longitudinal do hemograma de indivíduos trabalhadores de indústria metalmecânica

Amanda Magnanti, Gabriela Bonfanti Azzolin, Josiane Woutheres Bortolotto, Mariana Migliorini Parisi

Resumo


Objetivo: Avaliar os parâmetros do hemograma de indivíduos trabalhadores de indústrias metalmecânicas, no exame admissional e nos exames periódicos de 1 e 2 anos após início do trabalho, e correlaciona-los com os níveis de Ácido Hipúrico Urinário e Chumbo sérico. Métodos: Trata-se de um estudo longitudinal retrospectivo, através do qual foram coletados do banco de dados de empresas metalmecânicas os resultados do hemograma, do Ácido Hipúrico Urinário e de Chumbo sérico, dos exames admissionais e periódicos de 1 e 2 anos de trabalho. Os resultados foram analisados por Teste de Friedman e Teste de Correlação de Spearman. Resultados: Constatou-se aumento significativo nos níveis de Ácido Hipúrico Urinário e diminuição significativa da contagem plaquetária após 2 anos de trabalho. Apesar das alterações nos níveis de Ácido Hipúrico Urinário e de plaquetas, estes permaneceram nos limites de referência estabelecidos e não houve correlação entre estas duas variáveis. Os parâmetros do eritrograma, leucograma e de Pb sérico não mostraram diferenças significativas. Conclusão: Os resultados apontam que a utilização correta dos equipamentos de proteção individual e coletiva não foram suficientes para prevenir completamente os efeitos dos compostos químicos da indústria metalmecânica sobre parâmetros de Ácido Hipúrico urinário e de contagem plaquetária dos trabalhadores.


Palavras-chave


Saúde do trabalhador; Contagem de células sanguíneas; Plaquetas; Tolueno; Chumbo.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONINI JM. Efeitos de saúde na soldagem. Revisões críticas em toxicologia. 2003;33(1):42.

CORDEIRO R. Suggestion of an inverse relationship between perception of occupational risks and work-related injuries. Cadernos de Saúde Pública. 2002;18(1):9.

HARO-GARCÍA Lea. Alteraciones hematológicas en trabajadores expuestos ocupacionalmente a mezcla de benceno-tolueno-xileno (BTX) en una fábrica de pinturas. . Revista Peruana de Medicina Experimental y Salud Pública. 2012;29(2):6.

TEIXEIRA N. Cadernos de saúde do trabalhador: risco do trabalhador no ramo metalúrgico. São Paulo, 2000.

MANISCALCO M. Exhaled breath condensate as matrix for toluene detection: a preliminary study. Biomarkers. 2006;11(3):7.

REZA A.H KZ, NASIM N, MARYAM.A. Toluene-induce changes in lung tissue and white blood cells. Pars Journal of Medical Sciences. 2016;14(1).

YAVARI Fea. Efeito da exposição aguda ao tolueno na excitabilidade cortical, neuroplasticidade e aprendizagem motora em humanos saudáveis. Arquivos de toxicologia. 2018;92(10):13.

Toxicological profile for lead. In: Registry AfTSaD, editor.: US Department of Health and Human Services; 2007.

CHWALBA Aea. The effect of occupational chronic lead exposure on the complete blood count and the levels of selected hematopoietic cytokines. . Toxicology And Applied Pharmacology. 2018;150(1):6.

KASPERCZYK Aea. The effect of occupational lead exposure on blood levels of zinc, iron, copper, selenium and related proteins. Biological trace element research. 2012;150(1):6.

Brasil. Portaria nº 3.214, de 08 de junho de 1978. NR 07: Programa de controle médico de saúde ocupacional. . In: Emprego MdTe, editor. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF.1978.

CAÑAS AIea. Níveis de chumbo no sangue em uma amostra representativa da população adulta espanhola: o BIOAMBIENT. Projeto ES. . Revista Internacional de Higiene e Saúde Ambiental. 2014;217(4-5):7.

FONSECA ASAea. Classificação clínico-laboratorial para manejo clínico de trabalhadores expostos ao benzeno em postos de revenda de combustíveis. . Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. 2017;42(1):10.

ROSENFELD R. Complete blood count. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. 2012;48(4):10.

Lewis Da. Practical Haematology. 17 ed. 2017.

Ho-Tin-Noe B, Boulaftali Y, Camerer E. Platelets and vascular integrity: how platelets prevent bleeding in inflammation. Blood. 2018;131(3):277-88.

Chen Q, Sun H, Zhang J, Xu Y, Ding Z. The hematologic effects of BTEX exposure among elderly residents in Nanjing: a cross-sectional study. Environmental science and pollution research international. 2019;26(11):10552-61.

Khuder SA, Youngdale MC, Bisesi MS, Schaub EA. Assessment of complete blood count variations among workers exposed to low levels of benzene. J Occup Environ Med. 1999;41(9):821-6.

Rothman N ea. Hematotoxicity among Chinese workers heavily exposed to benzene. American Journal of Industrial Medicine. 1996;29(3):10.

GOLDSTEIN BDG, M.R. 1997. . Toxicology and Environmental Health. The Methods of Public Health. . In: Omenn RDWWHJMGS, editor. Oxford Textbook of Public Health. 2. New York: Oxford University Press; 1997.

GONZALEZ KCea. Estudo retrospectivo dos níveis de ácido hipúrico urinário em exames de toxicologia ocupacional. Ciência & Saúde Coletiva. 2010;15:5.

HSIEH Nea. Anemia risk in relation to lead exposure in lead-related manufacturing. BMC Public Health. 2017;17(1).




DOI: https://doi.org/10.5902/2236583443198

Direitos autorais Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.