Efeito da fisioterapia aquática na qualidade de vida e na funcionalidade do membro superior de mulheres mastectomizadas

Gessica Bordin Viera Schlemmer, Alecsandra Pinheiro Vendrusculo, Amanda Dias de Macedo Ferreira

Resumo


Objetivo: Avaliar o efeito da fisioterapia aquática na qualidade de vida e na funcionalidade do membro superior de mulheres mastectomizadas. Método: A amostra foi composta por cinco mulheres mastectomizadas, todas com mastectomia radical e uma paciente com mastectomia bilateral (radical e radical modificada). Foi avaliado a qualidade de vida e a funcionalidade através de questionários, a amplitude de movimento através da goniometria e o edema através do deslocador de água. Os dados foram analisados de forma descritiva, através de média e desvio padrão e foram elaborados gráficos para melhor visualização dos resultados. Resultados: Verificou-se melhora na amplitude de movimento, diminuindo relativamente o edema, melhorando assim a funcionalidade e a qualidade de vida. Conclusão: A fisioterapia aquática é um bom recurso para tratar estas pacientes, principalmente sobre a amplitude de movimento, a qualidade de vida e a funcionalidade.


Palavras-chave


Fisioterapia Aquática; Mastectomia; Qualidade de vida; Funcionalidade.

Texto completo:

PDF

Referências


Silva RM, Gomes FMP e Costa CRA. Controle do Câncer de Mama – Documento de Consenso, 2004. Disponível em: www.inca.gov.br. Acessado em: 05/04/2012.

Elsner RE, Trentin RP e Horin CC. Efeito da hidroterapia na qualidade de vida de mulheres mastectomizadas. Arquivo Ciência da Saúde 2009; 16; 2; 67-71, Abr/Jun.

Carvalho APF e Azevedo EMM. Estudo comparativo entre a fisioterapia aquática e a convencional para reduzir linfedema pós-tratamento cirúrgico de câncer de mama: ensaio clínico. Revista Brasileira de Mastologia 2009; 19; 4; 133-140; Out/Dez.

Luz ND e Lima ACG. Recursos fisioterapêuticos em linfedema pós- mastectomia: uma revisão de literatura. Fisioterapia Movimento 2011; 24; 1; 191-200; Jan/Mar.

Lahoz MA, Nyssen SM, Correia GN, Garcia APU e Driusso P. Capacidade funcional e qualidade de vida em mulheres pós-mastectomizadas. Revista Brasileira de Cancerologia 2010; 56; 4; 423-430.

Gouveia PF, Gonzales EO, Grer PA, Fernandes CA, Lima MC. Avaliação da amplitude de movimento e força da cintura escapular em pacientes de pós- operatório tardio de mastectomia radial modificada. Fisioterapia Pesquisa 2008; 15; 2; 172-176.

Junior RF, Ribeiro LFJ, Taia L, Kajita D, Fernandes MV e Queiroz GS. Linfedema em pacientes submetidas à mastectomia radical modificada. RBGO 2011; 23; 4; 205-208.

Carvalho LC, Caixeta DM e Souza LM. Percepção subjetiva de pacientes submetidas à cirurgia de câncer de mama sobre alterações nas atividades de vida diária (AVD’s). Revista Funcional 2009; 2; 2; 74-87; Dez.

Azevedo G, Mendonça S, Silva AM e Caula WM. Características tumorais e sobrevida de cinco anos em pacientes com câncer de mama admitidas no Instituto Nacional de Câncer. Caderno Saúde Pública 2004; 20; 5; 1232-1239; Set.-Out.

Silva MCVR e Rezende LF. Avaliação da amplitude de movimento dos ombros em mulheres operadas por câncer de mama. Revista Científica do UNIFAE 2007; 1; 1; 36-39.

Azevêdo EC, Tribess S e Carvalho KC. Benefícios da prática de atividades aquáticas na melhora da qualidade de vida em idosos portadores de osteoartrose. XII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e VIII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba, 2008.

Navarro FM, Cabreira Neto JO e Benossi TG. Efeitos da terapia aquática na qualidade de vida de pacientes fibromialgicos – estudo de caso. Arq Ciênc. Saúde Unipar 2006; 10; 2; 93-97; Mai/Ago.

Orfale AG, Araújo PMP, Ferraz MB e Natour, J. Translation into Brazilian Portuguese, cultural adaptation and evaluation of the reliability of the Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand Questionnaire. Brazilian journal of Medicinal and Biological Research 2005; 38; 293-302.

Paiva SMM. Avaliação da qualidade de vida de pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico adjuvante. Dissertação de Mestrado da Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.

Oliveira ABC, Lara CPO, Lins SS e Cunha-Filho IT. Comparação entre as medidas inferenciais de edema de membros inferiores utilizando o led-o-meter e o deslocador de água. Revista Brasileira de Fisioterapia 2006; 10; 1; 43-49.

Bates A e Hanson N. Exercícios aquáticos terapêuticos. Ed.1. São Paulo – SP: Ed. Helvética Editorial Ltda, 1999.

Ferro AM, Gontijo ADM, Bottaro M e Viana J. Os efeitos do tratamento fisioterapêuticos na biomecânica morfofuncional no pós-operatório do câncer de mama. Artigo Original – Pós-graduação Latu-Sensu em Fisiologia do Exercício e Avaliação-Morfofuncional Universidade Gama Filho

Batiston AP e Santiago SM. Fisioterapia e complicações físico-funcionais após tratamento cirúrgicos do câncer de mama. Fisioterapia e Pesquisa 2005; 12; 3; 30-5.

Oliveira RR. Recuperação da amplitude de movimento do ombro em mulheres submetidas à mastectomia radical e reconstrução mamária imediata. Dissertação de mestrado. Unicamp. 2008

Teodoro A, Torres R, Roeder I e Araujo AGS. Avaliação fisioterápica em pacientes pós cirurgia de câncer de mama em Joenville/SC. Cinergis 2010; 11; 1; 60-68, Jan/Jun.

Alegrance FC, Souza CB e Mazzei RL. Qualidade de vida e estratégias de enfrentamento em mulheres com e sem linfedema pós-câncer de mama. Revista Brasileira de Cancerologia 2010; 56;.3; 341-351.

Magee DJ. Avaliação musculoesquelética. Ed. 4 São Paulo – SP: Ed. Manole.

Lakatos EM, Marconi MA. Fundamentos de metodologia científica. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2007.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236583439220

Direitos autorais 2019 Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.