Desenvolvimento e validação de cartilha educativa sobre atividades físicas para pacientes com insuficiência cardíaca: relato de experiência

Suéllen de Oliveira Souza, Karla Rebecca de Souza Teixeira, Thiago Brasileiro de Vasconcelos, Raimunda Hermelinda Maia Macena, Vasco Pinheiro Diógenes Bastos

Resumo


Objetivo: Elaborar e validar uma cartilha para orientação de atividades físicas em pacientes portadores de insuficiência cardíaca (IC). Métodos: A construção da cartilha educativa foi realizada em cinco etapas: seleção do conteúdo, criação das ilustrações, preparação do material baseado na literatura científica; validação do material por peritos e correção do material. Resultados: Na revisão os juízes julgaram critérios de clareza de linguagem, pertinência prática e relevância teórica. Sendo assim, o parecer dos jurados permitiu uma melhor compreensão dos itens e proporcionou benefícios a leitura do público alvo. Conclusão: Após a realização das alterações, a cartilha ganhou uma nova versão, apresentando quinze páginas e tornou-se válida do ponto de vista técnico, apresentando fácil compreensão ao público alvo e mostrando-lhes os efeitos positivos da prevenção.

Palavras-chave


Educação em Saúde; Validação; Reabilitação; Atividade Motora; Insuficiência Cardíaca

Texto completo:

PDF

Referências


Bocchi EA, Marcondes-Braga FG, Bacal F, et al. Sociedade Brasileira de Cardiologia. Atualização da Diretriz Brasileira de Insuficiência Cardíaca Crônica - 2012. Arq Bras Cardiol 2012;98(1 supl. 1):1-33.

McMurray JJ, Adamopoulos S, Anker SD, et al. ESC Guidelines for the diagnosis and treatment of acute and chronic heart failure 2012: The Task Force for the Diagnosis and Treatment of Acute and Chronic Heart Failure 2012 of the European Society of Cardiology. Developed in collaboration with the Heart Failure Association (HFA) of the ESC. Eur Heart J. 2012;33(14):1787-847.

Piña IL, Apstein CS, Balady GJ, et al. Exercise and heart failure: A statement of the American Heart Association Committee on exercise, rehabilitation, and prevention. Circulation 2003;107(8):1210-25.

Mesquita ET. Fisiopatologia e etiopatogenia na IC. In: Mesquita ET, Bocchi EA, Vilas-Boas F, Villacorta, Baima J, Tavares LR, et al. Avanços na Pratica Clinica da Insuficiência Cardíaca Descompensada. São Paulo: Office Editora; 2002.

Magalhães CC, Serrano-Junior CV, Consolim-Colombo FM, Nobre F, Fonseca FAH, Ferreira JFM. Tratado de Cardiologia SOCESP. 3 ed. São Paulo: Manole; 2015.

Moreira RL, Omura CM. Tratamento não medicamentoso da insuficiência cardíaca. Rev Enferm UNISA 2003;4:29-31.

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem: avaliação de evidências para a prática da enfermagem. 7 ed. Porto Alegre: Artmed; 2011.

Lynn MR. Determination and qualification of content validity. Nurs Res 1986;35(6): 382-5.

Costa ANMC, Orpinelli MZ. Validade de conteúdo nos processos de construção e adaptação de instrumentos de medidas. Ciênc Saúde Col. 2011;16(7):3061-8.

Echer IC. Elaboração manuais de orientação para o cuidado em saúde. Rev Latino-am Enfermagem 2005;13(5):754-7.

Likert R. A Technique for the measurement of attitudes. Archives of Psychology 1932;22(140):1-55.

Cardoso ARNR, Vasconcelos TB, Josino, JB, Arcanjo GN. Postural education in children: comics versus puppet theatre. Rev Bras Promoç Saúde 2014;27(3):319-26.

Liou HL, Chen HI, Hsu SC, Lee SC, Chang CJ, Wu MJ. The effects of a self-care program on patients with heart failure. J Chin Med Assoc. 2015;78(11):648-56.

Afzal A, Brawner CA, Keteyian SJ. Exercise training in heart failure. Prog Cardiovasc Dis. 1998;41(3):175-90.

Taylor RS, Sagar VA, Davies EJ, et al. Exercise-based rehabilitation for heart failure. Cochrane Database Syst Rev. 2014;(4):CD003331.

Yancy CW, Jessup M, Bozkurt B, et al. 2013 ACCF/AHA guideline for the management of heart failure: a report of the American College of Cardiology Foundation/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines. J Am Coll Cardiol. 2013;62(16):e147-239.

Paul S. Hospital Discharge Education for Patients with Heart Failure: What Really Works and What Is the Evidence? Crit Care Nurse. 2008;28(2):66-82.

Anderson C, Deepak BV, Amoateng-Adjepong Y, Zarich S. Benefits of comprehensive inpatient education and discharge planning combined with outpatient support in elderly patients with congestive heart failure. Congest Heart Fail. 2005;11(6):315-21.

Albert NM. Evidence-based nursing care for patients with heart failure. AACN Adv Crit Care. 2006;17(2):170-83.

Otsu H, Moriyama M. Effectiveness of an educational self-management program for outpatients with chronic heart failure. Jpn J Nurs Sci. 2011;8(2):140-52.

Koelling TM, Johnson ML, Cody RJ, Aaronson KD. Discharge education improves clinical outcomes in patients with chronic heart failure. Circulation 2005;111(2):179-85.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretária de Políticas de Saúde. Projeto promoção da saúde. As cartas da promoção da saúde. Brasília, DF; 2002.

Bakan G, Akyol AD. Theory-guided interventions for adaptation to heart failure. J Adv Nurs. 2008;61(6):596-608.

Lima AC. Construção e validação de cartilha educativa para prevenção da transmissão vertical do HIV. Dissertação [Mestrado]. Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Ceará. Fortaleza; 2014.

Mehry EL. A cartografia do trabalho vivo. São Paulo: Hucitec; 2002.

Teles LMR. Construção e validação de tecnologia educativa para acompanhantes durante o trabalho de parto e parto. Dissertação [Mestrado]. Programa de Pós Graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Ceará. Fortaleza; 2011.

Moreira MF, Nóbrega MML, Silva MIT. Comunicação Escrita: contribuição para a elaboração de material educativo em saúde. Rev Bras Enferm 2003;56(2):184-8.

Oliveira VLB, Landim FLP, Collares PM, et al. Modelo Explicativo Popular e professional das mensagens de cartazes utilizados nas campanhas de saúde. Texto Contexto Enferm 2007;16(2):287-93.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236583433033

Direitos autorais 2019 Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.