Efeitos Da Eletroestimulação No Tratamento Da Incontinencia Urinária De Esforço

Erica Feio Carneiro Nunes, Paola Braga Salgado, Tarik de Moraes Duarte, Cibele Nazaré Camara Rodrigues, Angélica Homobono Nobre, Gustavo Fernando Sutter Latorre

Resumo


Objetivo: Verificar os efeitos da eletroestimulação e dos exercícios perineais nas alterações anátomofuncionais do assoalho pélvico e na qualidade de vida de mulheres com incontinência urinária por esforço. Métodos: Estudo experimental com participação de 65 mulheres com incontinência urinária de esforço, idade entre 30 a 55 anos, divididas em três grupos, o de exercícios (Gcinesio), o de eletroestimulação (Geletro) e o controle (Gcontrole). O Gcinesio e o Geletro fizeram 16 atendimentos de acordo com seu respectivo protocolo, duas vezes por semana. Todas realizaram avaliação ultrassonográfica do assoalho pélvico; teste de capacidade de contração muscular do mesmo através do AFA e do biofeedback eletromiográfico Phenix (EMG-teste) e aplicação do King’s Health Questionnaire antes e após o tratamento. Resultados: A comparação revelou diferenças significativas a favor do Gcinesio, a saber: mobilidade do colo vesical (p=0,001), espessura dos músculos do assoalho pélvico (p=0,001), EMG- teste (p=0,008) e força muscular pelo AFA (p=0,015). Geletro obteve diferença significativa nos sintomas urgência e urge-incontinência.A sintomatologia e os escores do questionário de qualidade de vida dada pelo delta percentual apresentaram diferença positiva na qualidade de vida das mulheres dos grupos experimentais. Conclusão: O estudo permitiu concluir que as alterações anátomo-funcionais do assoalho pélvico das mulheres desta pesquisa, puderam ser modificadas e melhoradas através dos exercícios perineais e da eletroestimulação, interferindo de maneira positiva na qualidade de vida dessas mulheres. A melhora da incontinência urinária de esforço não pôde ser objetivamente demonstrada, porém a sintomatologia tanto do Geletro quanto do Gcinesio mostra que subjetivamente o sintoma incontinência urinária de esforço reduziu.


Palavras-chave


Colo da Bexiga; Assoalho Pélvico; Qualidade de Vida; Terapia por Estimulação Elétrica; Fisioterapia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2236583431836

Direitos autorais 2018 Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.