Contexto de vida de pessoas usuárias de drogas na perspectiva de gênero

Michele Mandagará Oliveira, Valéria Cristina Christello Coimbra, Roberta Zaffalon Ferreira, Poliana Farias Alves, Karine Langmantel Silveira, Paola de Oliveira Camargo, Gabriela Lanzetta Haack, Gabriela Botelho Pereira, Suelen Cardoso Leite

Resumo


Objetivo: Caracterizar o contexto de vida e vulnerabilidade de pessoas usuárias de drogas na perspectiva do gênero. Método: Estudo transversal exploratório com 505 usuários de drogas. Foram consideradas as variáveis: sexo, perfil socioeconômico e eventos ocorridos no último ano. Resultados: Observa-se que mulheres usuárias de drogas, mesmo em menor número do que os homens, apresentam maior ocorrência de violência sofrida e abuso sexual, perda de seus filhos para o conselho tutelar e mudanças em seus hábitos de vida, como o sono. Conclusões: É necessário refletir a respeito do desenvolvimento de políticas públicas sobre a atenção oferecida para as pessoas que considerem a perspectiva de gênero.


Palavras-chave


Gênero e saúde; Cocaína crack; Vulnerabilidade social; Saúde mental

Texto completo:

PDF

Referências


Lima, HE, Nogueira, MJ, Allanic, LAG, Nogueira, C. Adolescência e Saúde: indicadores do uso de álcool e outras drogas apartir de um estudo multicêntrico. Revista Tecer. 2015; 8(14):1-12.

Bastos FI, Bertoni N (orgs). Perfil dos usuários de crack e/ou similares no Brasil. Rio de Janeiro: ICICT/FIOCRUZ; 2014.

Rodrigues LSA, Sena ES, Silva DM, Carvalho PAL, Amorim CR. Perfil dos Usuários Atendidos em um Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas. Journal of Nursing UFPE. 2013;7: 5191-7.

Brasil. Ministério da Justiça. Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas. Prevenção do uso de drogas: capacitação para conselheiros e lideranças comunitárias. 5.ed.-Brasília: SENAD,2013. 450p.

Macagnan, JP, Menetrier, JV, Bortoloti, DS. Perfil dos usuários de um centro de atenção psicossocial No Municipio de Franscisco Beltrão- Paraná. Revista Biosaúde. 2014;16:2.

Silva LO. Mulher, drogas e questões de gênero. Instituto de Psicologia da Universidade de Brasilia. Especialização em Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas [Monografia]. Brasília, 2015.

Leigh WA, Li Y (orgs). Women of Color Health Data Book. New York, USA: National Institutes of Health; 2014.

Ramiro FS, Padovani RC, Tucci AM. Consumo de crack a partir das perspectivas de gênero e vulnerabilidade: uma revisão sobre o fenômeno. Saúde em debate. 2014; 38(101):379-92.

Botti, NCL, Machado, JSA, Tameirão, FV. Perfil sociodemográfico e padrão do uso de crack entre usuários em tratamento no Centro de Atenção Psicossocial. Rev Estudos e Pesquisas em Psicologia. 2014; 14(1).

Oliveira MM, Kantorski LP, Coimbra VCC, Ferreira RZ, Ferreira GB, Cruz VD. Consequências relacionadas ao consumo de crack entre mulheres e motivações para o abandono da droga. SMAD. 2014; 10(3):119-25.

Souza MCH, Mühlen BKV, Coelho LRM, Oliveira CP, Rodrigues VS, Oliveira MS. Assertividade em mulheres dependentes de crack. Aletheia. 2014; 43(44):105-115.

Marangoni SR, Oliveira MLF. Fatores desencadeantes do uso de drogas de abuso em mulheres. Texto Contexto Enferm. 2013; 22(3):662-70.

Ramiro FS, Padovani RC, Tucci AM. Consumo de crack a partir das perspectivas de gênero e vulnerabilidade: uma revisão sobre o fenômeno. Saúde Debate. 2014; 38(101):379-92.

Limberger J, Andretta I. Novas problemáticas sociais: o uso do crack em mulheres e a perspectiva de gênero. CS Universidad Icesi. 2015; 15:41-65.

Cruz VD, Oliveira MM, Pinho LB, Coimbra VCC, Kantorski LP, Oliveira JF. Sociodemographic conditions and patterns of crack use among women. Texto Contexto Enferm. 2014; 23(4):1068-76.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236583423326

Direitos autorais 2018 Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.