Compreensão da enfermagem sobre o contato pele a pele entre mãe/bebê na sala de parto

Hanna Louyse Ribeiro e Souza, Flávia Emília Cavalcante Valença Fernandes, Rejane Cristiany Lins de França Pereira, Rosana Alves de Melo

Resumo


Objetivo: descrever a compreensão da equipe de enfermagem da sala de parto sobre o contato pele a pele entre a mãe e bebê na primeira hora de vida. Método: estudo descriti­vo, qualitativo, com profissionais de enfermagem da sala de parto. Os dados foram coletados de agosto a novembro de 2018, por meio de entrevista semiestru­turada e analisados pelo método de análise de conteúdo temática. Resultados: foram extraídas três categorias temáticas: Conhecimento da equipe de enfermagem sobre o contato pele a pele na primeira hora de vida; Benefícios e importância do contato pele a pele no pós-parto imediato na visão dos profissionais; Práticas realizadas no pós-parto imediato na sala de parto. Conclusão: os profissionais de enfermagem possuem o conhecimento sobre o contato pele a pele, mesmo que apresentando algumas fragilidades, e ver-se a importância deste conhecimento para o que esse estímulo seja amplamente efetivado nos cuidados à mãe e ao recém-nascido.

Palavras-chave


Equipe de enfermagem; Recém-nascido; Assistência perinatal; Relações mãe-filho

Referências


Moore E, Bergman N, Anderson G, Medley N. Early skin-to-skin contact for mothers and their healthy newborn infants. Cochrane Database Syst Rev. 2016;11(3519):1-4. doi: 10.1002/14651858.CD003519.pub4

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 371, de 07 de maio de 2014. Institui diretrizes para a organização da atenção integral e humanizada ao recém-nascido (RN) no Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União, seção 1, p. 50, 8 maio 2014.

Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Reanimação do recém-nascido ≥34 semanas em sala de parto: Diretrizes 2016 da Sociedade Brasileira de Pediatria [Internet]. 2016 [acesso em 2019 jan 04]. Disponível em: http://wwws.sbp.com.br//reanimacao/wp-content/uploads/2016/01/diretrizessbpreanimacaornmaior34semanas26jan2016.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.459, de 24 de junho de 2011. Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS - a Rede Cegonha. Diário Oficial da União, seção 1, p. 109, 27 jun. 2011.

World Health Organization (WHO); United Nations Children’s Fund (UNICEF). Implementation guidance: protecting, promoting and supporting breastfeeding in facilities providing maternity and newborn services: the revised Baby-friendly Hospital Initiative. Geneva: WHO; 2018 [cited 2018 Dec 21]. Available from: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/272943/9789241513807-eng.pdf?sequence=19&isAllowed=y

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.153, de 22 de maio de 2014. Redefine os critérios de habilitação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), como estratégia de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e à saúde integral da criança e da mulher, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União, seção 1, p. 43, 28 maio 2014.

Gomes LOS, Andrade LO, Pinheiro ES, Souza FS, Boery RNSO. Practices of nursing professionals against humanized labor. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2017 [cited 2018 Dec 21];11(6):2576-85. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/23426

Oliveira BS, Batista SG, Valcarenghi RV, Mattos ARS, Correia JBB, Hoffmann ACOS. Contato precoce pele a pele entre mãe e recém-nascido: contribuições da enfermagem em uma maternidade de São José/SC. Rev Estácio Saúde [Internet]. 2020 [acesso em 2020 abr 17];9(1):8-16. Disponível em: http://revistaadmmade.estacio.br/index.php/saudesantacatarina/article/view/6034/47966442

Minayo MCS, Deslandes FS, Gomes R. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Rio de Janeiro (RJ): Vozes; 2016.

Santos LMS, Silva JCR, Carvalho ESS, Carneiro AJS, Santana RCB, Fonseca MCC. Vivenciando o contato pele a pele com o recém-nascido no pós-parto como um ato mecânico. Rev Bras Enferm. 2014;67(2):202-7. doi: 10.5935/0034-7167.20140026

Ministério da Saúde (BR). Diretrizes nacionais de assistência ao parto normal: versão resumida [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2017 [acesso em 2019 fev 20]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretrizes_nacionais_assistencia_parto_normal.pdf

Muniz EB, Vasconcelos BB, Pereira NA, Frota RG, Moraes CEB, Oliveira MAS. Análise do boletim de Apgar em dados do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos registrados em um hospital do interior do estado do Ceará, Brasil. Rev Med Saúde Brasília [Internet]. 2016 [acesso em 2019 jan 22];5(2):182-91. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/rmsbr/article/view/6677

Ministério da Saúde (BR). Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV em Crianças e Adolescentes [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde, Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis; 2018 [acesso em 2018 nov 20]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2017/protocolo-clinico-e-diretrizes-terapeuticas-para-manejo-da-infeccao-pelo-hiv-em-criancas-e

Dani C, Cecchi A, Commare A, Rapisardi G, Breschi R, Pratesi S. Behavior of the newborn during skin-to-skin. J Hum Lact. 2015;31(3):452-7. doi: 10.1177/0890334414566238

Kologeski TK, Strapasson MR, Schneider V, Renosto JM. Skin to skin contact of the newborn with its mother in the perspective of the multiprofessional team. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2017 [cited 2018 Nov 20];11(1):94-101. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11882

World Health Organization (WHO); United Nations Children's Fund (UNICEF). Baby-Friendly Hospital Iniciative: revised, updated and expanded for integrated care. Section 3: breastfeeding promotion and suport in a Baby-friendly hospital: a 20-hour course for maternity staff. Geneva: 2009 [cited 2018 Feb 02]. Available from: https://www.who.int/nutrition/publications/infantfeeding/bfhi_trainingcourse_s3/en/

Kim BY. Factors that influence early breastfeeding of singletons and twins in Korea: a retrospective study. Int Breastfeed J. 2017;12:4(2016). doi: 10.1186/s13006-016-0094-5

Sampaio ARR, Bousquat A, Barros C. Skin-to-skin contact at birth: a challenge for promoting breastfeeding in a “Baby Friendly” public maternity hospital in Northeast Brazil. Epidemiol Serv Saúde [Internet]. 2016 [cited 2018 Nov 09];25(2):281-90. Available from: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-96222016000200281&lng=en&nrm=iso&tlng=en

Martins MZO, Santana LS. Benefícios da amamentação para saúde materna. Interfaces Cient Saúde Ambiente. 2013;1(3):87-97. doi: 10.17564/2316-3798.2013v1n3

Silva CM, Pereira SCL, Passos IR, Santos LC. Fatores associados ao contato pele a pele entre mãe/filho e amamentação na sala de parto. Rev Nutr (Online). 2016;29(4):457-71. doi: https://doi.org/10.1590/1678-98652016000400002

Essa RM, Ismail NIAA. Effect of early maternal/newborn skin-to-skin contact after birth on the duration of third stage of labor and initiation of breastfeeding. J Nurs Educ Pract. 2015;5(4):98-107. doi: 10.5430/jnep.v5n4p98

Gura T. Nature’s first functional food. Science (80- ). 2014;345(6198):747-9. doi: https://doi.org/10.1126/science.345.6198.747

Fucks IS, Soares MC, Kerber NPC, Meincke SMK, Escobal APL, Bordignon SS. Sala de parto: o contato pele a pele e as ações para o estímulo ao vínculo entre mãe-bebê. Av Enferm. 2015;33(1):29-37. doi: http://dx.doi.org/10.15446/av.enferm.v33n1.47371

Koopman I, Callaghan-Koru JA, Alaofin O, Argani CH, Farzin A. Early skin-to-skin contact for healthy full-term infants after vaginal and caesarean delivery: a qualitative study on clinician perspectives. J Clin Nurs. 2016; 25(9-10):1367-76. doi: https://doi.org/10.1111/jocn.13227

Vittner D, Cong X, Ludington-Hoe SM, McGrath JM. A survey of skin-to-skin contact with perinatal nurses. Appl Nurs Res. 2017;33(1):19-23. doi: https://doi.org/10.1016/j.apnr.2016.09.006




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769242729

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.