Significados expressos por acompanhante sobre a sua inclusão no parto e nascimento assistido por enfermeiras obstétricas

Michele de Lima Janotti Quaresma, Ádane Domingues Viana, Cristiane Rodrigues da Rocha, Nébia Maria Almeida de Figueiredo, Wilian César Alves Machado, Teresa Tonini

Resumo


Objetivos: descrever as características do acompanhante da parturiente no centro obstétrico de uma maternidade do município do Rio de Janeiro e compreender o significado atribuído por eles à sua presença no parto e nascimento assistido por enfermeiras obstétricas. Método: abordagem qualitativa e caráter descritivo. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas com 31 acompanhantes, após vivenciarem parto assistido por enfermeira obstétrica. Os dados coletados foram organizados sistematicamente e submetidos à análise de conteúdo. Resultados: a participação do acompanhante no parto está garantida às parturientes; sua escolha envolve o interesse dos familiares, principalmente dos parceiros, em compartilhar esse momento. A assistência prestada por enfermeiras obstétricas é identificada como facilitadora para inclusão dos familiares, incorporando sua presença à realização de cuidados voltados para conforto e alívio da dor no trabalho de parto. Conclusão: a interação entre enfermeiras obstétricas e acompanhantes proporcionou aos participantes conforto e segurança com o parto normal, sentimentos de gratidão e satisfação.


Referências


Dodou HD, Rodrigues DP, Oriá MOB. O cuidado à mulher no contexto da maternidade: caminhos e desafios para a humanização. Rev Pesq Cuid Fundam. 2017;9(1):222-30. doi: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2017.v9i1.222-230

Velho MB, Santos EKA, Collaço VS. Parto normal e cesárea: representações sociais de mulheres que os vivenciaram. Rev Bras Enferm. 2014;67(2):282-9. doi: 10.5935/0034-7167.20140038

Dodou HD, Rodrigues DP, Guerreiro EM, Guedes MVC, Lago PN, Mesquita NS. A contribuição do acompanhante para a humanização do parto e nascimento: percepções de puérperas. Esc Anna Nery. 2014;18(2):262-9. doi: 10.5935/1414-8145.20140038

Souza MAR, Wall ML, Thuller ACMC, Freire MHS, Santos, EKA. Vivência do acompanhante da parturiente no processo do parto. Rev Enferm UFPE On Line. 2018;12(3):626-34. doi: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i3a230979p626-634-2018

Diniz CSG. Humanização da assistência ao parto no Brasil: os muitos sentidos de um movimento. Ciênc Saúde Colet. 2005;10(3):627-37. doi: https://doi.org/10.1590/S1413-81232005000300019

Bruggemann OM, Oliveira ME, Martins HEL, Alves MC, Gayesky ME. A inserção do acompanhante de parto nos serviços públicos de saúde de Santa Catarina, Brasil. Esc Anna Nery. 2013;17(3):432-8. doi: https://doi.org/10.1590/S1414-81452013000300005

BRASIL. Portaria nº 2.418, de 02 de dezembro de 2005. Regulamenta, em conformidade com o art. 1º da Lei nº 11.108, de 7 de abril de 2005 a presença de acompanhante para mulheres em trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, nos hospitais públicos e conveniados com o Sistema Único de Saúde - SUS. Brasília, DF, Diário Oficial da União: seção 1, p. 32, 06 de dezembro de 2005.

Frutuoso LD, Bruggemann OM. Conhecimento sobre a Lei 11.108/2005 e a experiência dos acompanhantes junto à mulher no centro obstétrico. Texto Contexto Enferm. 2013; 22(4):909-17. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072013000400006

Palinski JR, Souza SRRK, Silveira JTP, Salim NR, Gualda DMR. Women's perception on the process of coaching labor. Online Braz J Nurs. 2012;11(2):274-88. doi: https://doi.org/10.5935/1676-4285.20120026

Teles LMR, Pitombeira HCS, Oliveira AS, Freitas LV, Moura ERF, Damasceno AKC. Parto com acompanhante e sem acompanhante: a opinião das puérperas. Cogitare Enferm. 2010 out-dez;15(4):688-94. doi: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v15i4.20366

Hoga LAK, Pinto CMS. Assistência ao parto com a presença do acompanhante: experiências de profissionais. Inv Educ Enferm [Internet]. 2007 [acesso em 2018 jun 14];(25)1:74-81. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=105215404008

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Pré-natal e Puerpério: atenção qualificada e humanizada. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2005.

Brüggemann OM, Koettker JG, Velho MB, Monguilhott JJC, Monticelli M. Satisfação dos acompanhantes com a experiência de apoiar a parturiente em um hospital universitário. Texto Contexto Enferm 2015;24(3):686-96. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072015004220014

Souza MAR, Wall ML, Thuler ACMC, Souza SRRK. Pré-natal como facilitador na participação do acompanhante no processo de trabalho de parto e parto. Rev Pesq Cuid Fundam. 2020;12:197-202. doi: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v12.7201

Longo CSM, Andraus LMS, Barbosa MA. Participação do acompanhante na humanização do parto e sua relação com a equipe de saúde. Rev Eletrônica Enferm. 2010;12(2):386-91. doi: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v12i2.5266

Santos JA, Santos DFC, Rennó GM, Bitencourt AC, Alves GE. Percepção do acompanhante quanto ao seu acolhimento durante o parto. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2018 [cited 2019 Sept 19];12(10):2535-45. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/235934

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12ª ed. São Paulo: Hucitec; 2010.

Minayo MCS. Amostragem e saturação em pesquisa qualitativa: consensos e controvérsias. Rev Pesqui Qual [Internet]. 2017 [acesso em 2018 jun 14];5(7):01-12. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4111455/mod_resource/content/1/Minayosaturacao.pdf

Bardin L. Análise do Conteúdo: edição revista e ampliada. 3ª ed. Edições 70: São Paulo; 2016.

Souza SRRK, Gualda DMR. The experience of women and their coaches with childbirth in a public maternity hospital. Texto Contexto Enferm. 2016;25(1):1-9. doi: 10.1590/0104-0707201600004080014

Jardim DMB, Penna CMM. Pai-acompanhante e sua compreensão sobre o processo de nascimento do filho. REME Rev Min Enferm [Internet]. 2012 [acesso em 2019 set 19];16(3):373-81. Disponível em: http://www.reme.org.br/exportar-pdf/540/v16n3a09.pdf

Braide ASG, Brilhante AV, Arruda CN, Mendonça FAC, Caldas JMP, Nations MK, et al. Sou homem e pai sim! (Re)construindo a identidade masculina a partir da participação no parto. Rev Panam Salud Publica. 2018;42:e190. doi: https://doi.org/10.26633/RPSP.2018.190

Alexandre AMC, Martins M. A vivência do pai em relação ao trabalho de parto e parto. Cogitare Enferm. 2009;14(2):324-31. doi: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v14i2.15625

Holanda SM, Castro RCMB, Aquin PS, Pinheiro AKB, Lopes LG, Martins ES. Influence of the partner’s participation in the prenatal care: satisfation of primiparous women regarding the support in labor. Texto Contexto Enferm. 2018;27(2):1-10. doi:10.1590/0104-070720180003800016

Santos ALS, Oliveira ARS, Amorim T, Silva UL. O acompanhante no trabalho de parto sob a perspectiva da puérpera. Rev Enferm UFSM. 2015;5(3):531-9. doi: 10.5902/2179769217337

Diniz CSG, d’Orsi E, Domingues RMS, Torres JA, Dias MAB, Schneck CA, et al. Implementação da presença de acompanhantes durante a internação para o parto: dados da pesquisa nacional Nascer no Brasil. Cad Saúde Pública. 2014;30(1):140-53. doi: 10.1590/0102-311X00127013




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769240829

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.