Construção e validação de uma ficha clínica para acompanhamento de pré-natal de risco habitual*

Daniela Aparecida Almeida Duque, Betania Maria Fernandes

Resumo


Objetivo: construir e validar uma ficha clínica para acompanhamento do pré-natal de risco habitual. Método: pesquisa metodológica com emprego de Técnica Delphi para validar o instrumento quanto a pertinência/representatividade, aplicando-se o cálculo do coeficiente de validade de conteúdo, cujo valor mínimo adotado foi ≥ 80 %. Os critérios de seleção dos participantes consistiram em ser enfermeiro, docente de instituição pública com título de Doutor e especialista em Obstetrícia. O primeiro painel foi constituído por 15 juízes e o segundo por 13. O estudo foi realizado entre fevereiro a junho de 2016. Resultados: o cálculo do Coeficiente de Validação de Conteúdo mensurou a Pertinência/Representatividade de cada item da ficha clínica mediante a análise de dois painéis, os quais alcançaram o coeficiente estabelecido. Conclusão: a ficha clínica validada está apta para aplicação em consultas de pré-natal de risco habitual.


Palavras-chave


Saúde da mulher; Ficha clínica; Gravidez; Tecnologia; Assistência de Enfermagem

Referências


Ministério da Saúde (BR). Atenção ao pré-natal de baixo risco. Série A. Normas e manuais técnicos. Cadernos de atenção básica, nº 32 [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2012 [acesso em 2020 abr 15]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf

Alkema L, Chou D, Hogan D, Zhang S, Moller AB, Gemmill A, et al. Global, regional, and national levels and trends in maternal mortality between 1990 and 2015, with scenario-based projections to 2030: a systematic analysis by the UN Maternal Mortality Estimation Inter-Agency Group. The Lancet [Internet]. 2016 [cited 2020 mar 02];387(10017):462-74. Available from: https://reader.elsevier.com/reader/sd/pii/S0140673615008387?token=408BEC3127E6FEDE1C30F4618014B3CACBF47254B61B88810CBBB491273019A7D082732C1AA0259E8D772A8F617D8B3E

Corrêa VAF, Acioli S, Tinoco TF. Cuidado do enfermeiro na Estratégia Saúde da Família: práticas e fundamentações teóricas. Rev Bras Enferm. 2018;71(6):2939-39. doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0383

Varela AR, Schneider BC, Bubach S, Silveira MF, Bertoldi AD, Duarte LSM, et al. Mortalidade fetal, neonatal e pós-neonatal e fatores associados na coorte de nascimentos de 2015 de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Cad Saúde Pública. 2019;35(7):e00072918. doi: https://doi.org/10.1590/0102-311x00072918

Cunha AC, Lacerda JTD, Alcauza MTR, Natal S. Avaliação da atenção ao pré-natal na Atenção Básica no Brasil. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2019;19(2):447-58. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1806-93042019000200011

Alves MCOM, Rodrigues EOMA. Análise da adesão ao atendimento gravídico puerperal das mulheres de uma unidade básica de saúde. Rev Recien (Online). 2017;7(20):91-104. doi: https://doi.org/10.24276/rrecien2358-3088.2017.7.20.91-104

Andrade UV, Santos JB, Duarte C. A percepção da gestante sobre a qualidade do atendimento pré-natal em UBS, Campo Grande, MS. Rev Psicol Saúde [Internet]. 2019 [acesso em 2020 abr 15];11(1):53-61. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2177-093X2019000100004

Nunes FBBF, Carneiro ICC, Prudêncio OS, Mamede FV. Evolução de indicadores maternos a partir do sistema de informação sobre nascidos vivos. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2016 [cited 2020 Mar 02];10(2 Suppl):771-9. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11019

CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM. Resolução COFEN nº 159/1993, revogada pela Resolução Cofen nº 544/2017. Dispõe sobre a consulta de Enfermagem. Rio de Janeiro: COFEN, 1983. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-1591993_4241.html. Acesso em: 02 mar. 2020.

Silva AA, Jardim MJA, Rios CTF, Fonseca LMB, Coimbra LC. Pré-natal da gestante de risco habitual: potencialidades e fragilidades. Rev Enferm UFSM [Internet]. 2019 [cited 2020 mar 02];9(15):1-20. Available from: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/32336

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. APPMS: Agenda de Prioridades de Pesquisa do Ministério da Saúde [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2018 [acesso em 2020 abr 15];26 p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/agenda_prioridades_pesquisa_ms.pdf

Guimarães WSG, Parente RCP, Guimarães TLF, Garnelo L. Acesso e qualidade da atenção pré-natal na Estratégia Saúde da Família: infraestrutura, cuidado e gestão. Cad Saúde Pública. 2018;34(5):1-13. doi: https://doi.org/10.1590/0102-311x00110417

Sabino LMM, Brasil DRM, Caetano JA, Santos MCL, Alves MDS. Uso de tecnologia leve-dura nas práticas de enfermagem: análise de conceito. Aquichan. 2016;16(2):230-9. doi: http://dx.doi.org/10.5294/aqui.2016.16.2.10

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de pesquisa em enfermagem: avaliação de evidências para a prática da Enfermagem. 7ª ed. Porto Alegre: Artmed; 2011.

Revorêdo LS, Maia RS, Torres GV, Maia EMC. O uso da técnica Delphi em saúde: uma revisão integrativa de estudos brasileiros. Arq Ciênc Saúde. 2015;22(2):16-21. doi: https://doi.org/10.17696/2318-3691.22.2.2015.136

Baldin N, Munhoz BEM. Snowball (bola de neve): uma técnica metodológica para pesquisa em educação ambiental comunitária. In: X Congresso de Educação - EDUCERE. I Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação – SIRSSE [Internet]. 2011 nov 07-10; Curitiba. Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná; 2011 [acesso em 2020 mar 02]. p. 329-41. Disponível em: https://docplayer.com.br/1714932-Snowball-bola-de-neve-uma-tecnica-metodologica-para-pesquisa-em-educacao-ambiental-comunitaria.html

Fidalgo ÁM, Scalonb JD. Uso dos métodos Mantel-Haenszel para a detecção do funcionamento diferencial dos itens e software relacionado. Psicol Reflex Crit. 2012;25(1): 60-8. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722012000100008

Lobiondo-Wood G, Haber J. Pesquisa em enfermagem: métodos, avaliação crítica e utilização. 4ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan; 2001. Desenhos não experimentais; p. 110-21.

Pinto RH, Senna SM, Vasconcelos EMR, Leal LP, Santos CR, Sousa SM. Construção e validação do instrumento para avaliar o estresse em professores. Rev Enferm UFPE On Line. 2018;12(9):2283-92. doi: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i9a235121p2283-2292-2018

Dupim SLM, Ribeiro LCC, Alves WM. Construção e validação de um instrumento sobre gestão do Sistema Único de Saúde. Rev Gest Saúde (Brasília) [Internet]. 2016 [acesso em 2020 mar 02];3(3):1191-99. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5658764

Morais CGX, Batista EMS, Castro JFL, Assunção SS, Castro GMO. Registros de enfermagem em prontuário e suas implicações na qualidade assistencial segundo os padrões de acreditação hospitalar: um novo olhar da auditoria. Rev Acreditação. 2015 [acesso em 2020 mar 02];5(9):64-84. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5626617

- Queiroz ENS, Santos AA, Melo KKO, Magalhães AYF, Martins LLF, Portela FBS. Avaliação da adesão ao pré-natal do parceiro: impacto no trinômio. Braz J Health Rev [Internet]. 2019 [acesso em 2020 mar 02];2(5):4835-41. doi: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n5-080

- CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM. Resolução COFEN nº 606, de 5 de abril de 2019. Inclui na Resolução Cofen n° 568, de 9 de fevereiro de 2018, anexos contendo modelo de Requerimento de Cadastro de Consultório e de Clínicas de Enfermagem e modelo de Registro de Consultório e de Clínicas de Enfermagem, no âmbito dos Conselhos Regionais de Enfermagem. Brasília (DF): COFEN, 2019. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-606-2019_70088.html. Acesso em: 02 mar. 2020.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769239763

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.