Contexto da unidade de terapia intensiva: análise da produção científica da enfermagem

Alcides Viana de Lima Neto, Andréa Tayse de Lima Gomes, Cecília Olívia Paraguai de Oliveira Saraiva, Suzane Gomes de Medeiros, Mayara Lima Barbosa, Viviane Euzébia Pereira Santos

Resumo


Objetivo: caracterizar as dissertações e teses disponíveis no Catálogo de Teses e Dissertações da Associação Brasileira de Enfermagem oriundas de pesquisas sobre o contexto de unidade de terapia intensiva. Método: pesquisa bibliométrica, desenvolvida a partir de dados extraídos por meio de um instrumento composto por indicadores coletados das dissertações e teses disponíveis no catálogo dos volumes XIX (2001) ao XXXIV (2014). Incluíram-se todas as dissertações e teses produzidas por enfermeiros, provenientes de pesquisa em unidades de terapia intensiva. Resultados: destacaram-se as pesquisas relacionadas aos cuidados e procedimentos de enfermagem (46; 18,9%); carga de trabalho, estresse e dimensionamento de pessoal de enfermagem (28; 11,5%) e sistematização da assistência e processo de enfermagem (20; 8,2%), ambos na unidade de terapia intensiva. Conclusão: as pesquisas analisadas revelam um perfil no qual a maioria dos estudos apresentaram um delineamento descritivo-quantitativo e com foco nos cuidados e procedimentos realizados nas unidades de terapia intensiva.

Palavras-chave


Unidade de Terapia Intensiva; Enfermagem; Pesquisa; Procedimentos Clínicos; Cuidados Críticos

Referências


Cassiani SHB, Bassalobre-Garcia A, Reveiz L. Universal Access to Health and Universal Health Coverage: identification of nursing research priorities in Latin America. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2015 [acesso em 2017 jul 05];23(6):1195-208. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v23n6/0104-1169-rlae-10752667.pdf

Erdmann AL, Peiter CC, Lanzon GMM. Grupos de pesquisa em enfermagem no Brasil: comparação dos perfis de 2006 e 2016. Rev Gaúch Enferm [Internet]. 2017 [acesso em 2020 jan 09];38(2):e69051. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/69051/42008

Figueredo WN, Laitano AC, Santos VPFA, Dias ACS, Silva GTR, Teixeira GAS. Formação didático-pedagógica na pós-graduação stricto sensu em Ciências da Saúde nas Universidades Federais do Nordeste do Brasil. Acta Paul Enferm [Internet]. 2017 [acesso em 2020 jan 07];30(5):497-503. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/b3b9/9ab135ae1e10286c358f40ab1661e446aa8a.pdf

Brasil. Ministério da Educação. Portaria nº 388, de 23 de março de 2017. Dispõe sobre o mestrado e doutorado profissional no âmbito da pós-graduação stricto sensu [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Educação; 2017 [acesso em 2020 jan 07]. Disponível em: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/24032017-PORTARIA-No-389-DE-23-DE-MARCO-DE-2017.pdf

Ministério da Educação (BR). Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Plataforma Sucupira. Cursos avaliados e reconhecidos [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Educação; 2020 [acesso em 2020 jan 07]. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/programa/quantitativos/quantitativoAreaConhecimento.jsf?areaAvaliacao=20

Associação Brasileira de Enfermagem; Centro de Estudos e Pesquisas em Enfermagem (CEPEn). Centro de Estudos e Pesquisas em Enfermagem. Brasília (DF): ABEn; 2015 [acesso em 2017 ago 28]. Disponível em: http://www.abennacional.org.br/centrodememoria/apresentacaocepen.htm

Ministério da Saúde (BR). Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução-RDC nº 7, de 24 de fevereiro de 2010. Dispõe sobre os requisitos mínimos para funcionamento de Unidades de Terapia Intensiva e dá outras providências [Internet]. Brasília (DF); 2010 [acesso em 2017 set 03]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2010/res0007_24_02_2010.html

Joanna Briggs Institute. The JBI Approach. Adelaide (Austrália); 2014 [acesso em 2017 ago 01]. Disponível em: https://joannabriggs.org/jbi-approach.html#tabbed-nav=Levels-of-Evidence

Nascimento KC, Erdmann AL, Nascimento ERP, Santos JLG. Representações do cuidado no limiar da vida por profissionais de uma Unidade de Terapia Intensiva móvel. Enferm Foco [Internet]. 2016 [acesso em 2017 nov 15];7(1):71-5. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/671

Ministério da Saúde (BR). Conselho Federal de Medicina. Medicina intensiva no Brasil [Internet]. Brasília (DF): Conselho Federal de Medicina; 2016 [acesso em 2018 jan 08]. Disponível em: https://portal.cfm.org.br/images/PDF/leitosuti_porregiao.pdf

Sousa MSM, Vieira LN, Carvalho SB, Monte NL. Os cuidados de enfermagem com os recém-nascidos na UTI. Rev Saúde Foco [Internet]. 2016 [acesso em 2018 jan 18];3(1):94-106. Disponível em: http://www4.fsanet.com.br/revista/index.php/saudeemfoco/article/view/923/1004

Mohammadi M, Peyrovi H, Mahmood M. The relationship between professional quality of life and caring ability in critical care nurses. Dimens Crit Care Nurs [Internet]. 2017 [acesso em 2020 jan 09];36(5):273-7. Disponível em: https://journals.lww.com/dccnjournal/Abstract/2017/09000/The_Relationship_Between_Professional_Quality_of.2.aspx

Abbasi M, Zakerian A, Akbarzade A, Dinarvand N, Ghaljahi M, Poursadeghiyan M, et al. Investigation of the relationship between work ability and work-related quality of life in nurses. Iran J Public Health [Internet]. 2017 [acesso em 2020 jan 09];46(10):1404-12. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5750353/pdf/IJPH-46-1404.pdf

Reich R, Vieira DFVB, Lima LB, Rabelo-Silva ER. Carga de trabalho em unidade coronariana segundo o Nursing Activities Score. Rev gaúcha enferm [Internet]. 2015 [acesso em 2017 out 18];36(3):28-35. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/51367

Andolhe R, Barbosa RL, Oliveira EM, Costa ALS, Padilha KG. Estresse, coping e Burnout da equipe de enfermagem de Unidades de Terapia Intensiva: fatores associados. Rev Esc Enferm USP [Internet]; 2015 [acesso em 2017 nov 28].49(N Esp):58-64. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v49nspe/1980-220X-reeusp-49-spe-0058.pdf

Alves EF. O cuidador de enfermagem e o cuidar em uma Unidade de Terapia Intensiva. J Health Sci [Internet]. 2015 [acesso em 2017 nov 30];15(2):115-22. Disponível em: http://www.pgsskroton.com.br/seer/index.php/JHealthSci/article/view/707/672

Meneses AS, Sanna MC. Research methods used in the production of knowledge on nursing administration. Rev Eletrônica Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2018 jan 02];17(4):1-11. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/34648/20692

Scochi CGS, Munari DB, Padovani NA, Padilha KG, Lima MADS, Ferreira MA, et al. Doctorado en Enfermería en Brasil: formación en investigación y producción de tesis. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2015 [acesso em 2017 nov 30];23(3):387-94. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v23n3/es_0104-1169-rlae-23-03-00387.pdf

Epimed Solutions. UTIs Brasileiras. Registro Nacional de Terapia Intensiva. Perfil das Unidades de Terapia Intensiva. Rio de Janeiro; 2017 [acesso em 2018 jan 25]. Disponível em: http://www.utisbrasileiras.com.br/

Ministério da Saúde (BR). Agenda de Prioridades de Pesquisa do Ministério da Saúde [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2018 [acesso em 2019 nov 01]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/agenda_prioridades_pesquisa_ms.pdf




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769234846

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.