Acesso à assistência ao parto hospitalar de risco habitual: uma revisão integrativa

Amanda Gonçalves da Silva, Valdecyr Herdy Alves, Paolla Amorim Malheiros Dulfe, Diego Pereira Rodrigues, Audrey Vidal Pereira, Joyce Gonçalves Barcellos

Resumo


Objetivo: avaliar as evidências científicas disponíveis na literatura acerca do acesso aos serviços obstétricos no parturitivo de risco habitual. Método: trata-se de uma revisão integrativa de literatura que buscou artigos publicados entre 2011 e 2016. As bases de dados foram Web of Science, SCOPUS, PubMed, Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences, além da Biblioteca Virtual Scientific Electronic Library Online, sendo utilizada, nos artigos selecionados, a análise de conteúdo na modalidade temática. Resultados: selecionou-se 17 artigos, que apontaram uma assistência obstétrica desarticulada com disparidades no acesso que atingem, principalmente, mulheres jovens, negras, de condição socioeconômica desfavorável e com baixa escolaridade. Conclusão: há necessidade de uma assistência ampliada e em rede minimizar as dificuldades encontradas por gestantes e garantir a completude de seu acesso aos serviços obstétricos de qualidade nos diversos níveis de atenção à saúde da mulher.

Palavras-chave


: Acesso aos serviços de saúde; Serviços de saúde materno-infantil; Maternidades.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769225258



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.