A metodologia de Callista Roy aplicada em clientes submetidos à intervenção hemodinâmica

Ivete Maroso Krauzer, Dania Brocardo, Telma Scarsi

Resumo


Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo exploratório descritiva, que identificou o perfil de saúde dos clientes em tratamento hemodinâmico e desenvolveu o Processo de Enfermagem (PE), fundamentado em Callista Roy. Realizou-se com 52 clientes, no Centro de Hemodinâmica de um hospital privado, de fevereiro a maio de 2010. Utilizou-se um questionário semiestruturado para coleta de dados. A maioria tinha mais de 60 anos, aposentados, casados, moradores de Chapecó, com ensino fundamental. Os fatores de risco principais foram: idade acima de 60 anos, a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), obesidade e vida sedentária. Os principais diagnósticos de enfermagem foram: ansiedade relacionada à morte (100%); risco de dor aguda (85%) e integridade da pele prejudicada (75%). Os resultados obtidos podem contribuir para a enfermagem embasar o cuidado no PE, identificar os fatores de risco, atuar na prevenção e num serviço de alta complexidade que exige conhecimentos especializados.

Palavras-chave


Cuidados de enfermagem; Hemodinâmica; Perfil de saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976922513



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.