Notificações de doenças compulsórias e dos agravos em um Hospital Universitário de Minas Gerais, Brasil

Patrick Leonardo Nogueira da Silva, Ricardo Soares de Oliveira, Tainara Rayane Caldeira Lopes, Edna Maria de Souza Oliveira, Simone Guimarães Teixeira Souto, Patrícia Fernandes do Prado

Resumo


Objetivo: objetivou-se analisar as notificações de doenças compulsórias e os agravos registrados em um Hospital Universitário no norte de Minas Gerais. Método: trata-se de um estudo descritivo, documental, transversal e quantitativo. A pesquisa foi realizada em um Hospital Universitário norte mineiro cujos dados compreendiam ao período de janeiro/2011 a dezembro/2012. Os dados foram analisados através da epidemiologia descritiva e calculado a distribuição de frequências por meio do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 18.0 para Windows for Windows. Resultados: foram registradas 38.792 notificações, sendo o Hospital Universitário em estudo a instituição que concentrou o maior número de casos (n= 7.402) em relação aos outros hospitais do Estado que participam do subsistema. Os agravos com maiores frequências de notificações captadas foram os acidentes por animais peçonhentos, os atendimentos antirrábicos, as violências, as intoxicações exógenas, a dengue e as hepatites virais. Conclusão: o estudo permitiu o conhecimento da situação epidemiológica em suas áreas de ocorrência.


Palavras-chave


Sistemas de informação hospitalar; Notificação de doenças; Violência; Vigilância epidemiológica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769210676



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.