CARACTERIZAÇÃO FLÚVIO-MORFOLÓGICA E DINÂMICA DA PAISAGEM DA SUB-BACIA DO RIO RIBEIRÃO SANTANA – RIO PARDO DE MINAS/MG

Lioclécio Mendes de Souza, Fernando Hiago Souza Fernandes, César Vinícius Mendes Nery, Odilene Antunes Ribeiro

Resumo


A caracterização morfométrica de bacias hidrográficas deve fornecer subsídios para o manejo eficiente dos recursos naturais. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi avaliar os aspectos morfométricos e caracterizar os principais usos e ocupação do solo na sub-bacia do rio Ribeirão Santana no município de Rio Pardo de Minas, norte de Minas Gerais. Para obtenção dos objetivos propostos foi utilizado dados altimétricos da folha 15S435ZN do projeto Topodata e imagens do satélite Landsat 8 com as respectivas bandas e suas composições 4(B), 5(G) e 6(R). Para o mapeamento da superfície utilizou-se classificador supervisionado, pixel a pixel de máxima verossimilhança (MAXVER) com limiar de aceitação de 99%, sendo definidas as seguintes classes; cultura, mata ciliar, pastagem, vegetação e solo exposto. Os resultados encontrados sobre os aspectos morfométricos indicaram que a sub-bacia apresenta formato alongado, com coeficiente de compacidade de 1,93, fator de forma de 0,366, índice de circularidade de 0,262 e densidade de drenagem de 0,27 km/km². Dentre as classes determinadas pode se verificar a sua maior representação para áreas de pastagens (14.943 ha) e vegetação natural 27,30%. Assim, verificou-se que a sub-bacia do Ribeirão Santana encontra-se relativamente preservada e com uma menor ameaça de enchentes em condições normais de precipitação.


Palavras-chave


bacia hidrográfica, morfométria, uso e ocupação do solo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130813389

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.