GESTÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE: UM ESTUDO DE CASO NA AGÊNCIA DO BANCO DO BRASIL DE ALAGOA NOVA/PB

Maria do Socorro Bezerra Medeiros, Robson Fernandes Barbosa, Jackson Epaminondas de Sousa, Stefane Nogueira Alexandre, Cláudio Germano dos Santos Oliveira

Abstract


Nos últimos tempos, a gestão ambiental e a sustentabilidade vêm ocupando um espaço cada vez maior entre a sociedade e as empresas, o que, consequentemente acarreta em mudanças nas políticas de controle, gestão e acompanhamento ambiental dos processos produtivos das organizações. Assim, este trabalho teve o objetivo de apresentar como os funcionários da agência Alagoa Nova/PB avaliam a gestão ambiental e o desenvolvimento sustentável no Banco do Brasil como instrumento de vantagem competitiva. O trabalho focou-se no fato de que o setor financeiro tem avançado bastante na questão ambiental, buscando integrar o exercício de seu papel social às práticas de seus negócios, ressaltando a estratégia de negócio adotada pelo Banco do Brasil, no que se refere às ações voltadas a Agenda 21 e ao Programa de Ecoeficiência.  Trata-se de um estudo de caso e que pode ser caracterizado como exploratório, em que foi aplicado um questionário estruturado com os seis funcionários que compõem a agência em estudo. Os resultados mostraram que a visão de sustentabilidade ambiental dos funcionários é paradora, pois, informaram não ter conhecimento e nem participarem das ações socioambientais promovidas pelo banco e, ao mesmo tempo declararam que essas ações são muito importantes para seus clientes, como para seus ambientes de trabalho.

Keywords


Gestão ambiental; Desenvolvimento sustentável,;Vantagem competitiva

References


BOGER, Guilherme. Gestão ambiental e responsabilidade social: um estudo de caso na empresa Dpaschoal filial Uruguaiana. 2005. Disponível em < http://br.monografias.com/trabalhos > Acesso em 27 fev 2012.

CEMPRE (COMPROMISSO EMPRESARIAL PARA A RECICLAGEM) Política nacional de resíduos sólidos. Disponível em < http://www.cempre.org.br > Acesso em 01 mai 2012.

CULLAGH, P.; NELDER, J. Generalized linear models. 2. ed. London: Chapman and Hall, 1989.

DONAIRE, Denis. Gestão ambiental na empresa. 2 ed. São Paulo: Atlas,1999.

FARIAS, Josivânia Silva; TEIXEIRA, Rivanda Meira. A pequena e Micro Empresa e o Meio Ambiente: a percepção dos empresários com relação aos impactos ambientais. Revista Organizações & Sociedade. V. 9, nr 23, p.99-114. Salvador, 2002. Disponível em: < http://www.revistaoes.ufba.br > Acesso em 11 jan 2012.

FERRAZ, D. Chique é ser consciente. Disponível em . Acesso em: 25 fev 2002.

FERREIRA, A. C. S.. Contabilidade Ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. São Paulo: Atlas, 2003.

GARNIER, Cecília de Assis. Responsabilidade social e ambiental da empresa. Centro Nacional de Educação à Distância – CENED, 2009. Disponível em < http://www.cenedcursos.com.br> Acesso em 01 mar 2012.

HOJDA, R. G. Gestão ambiental é vantagem competitiva. Gazeta Mercantil, 13 de maio de 1998, p. A-2.

IBGE. Documentação territorial do Brasil. Disponível em Acesso em 11 nov 2010.

KRAEMER, Maria Elizabeth Pereira. Gestão Ambiental: um enfoque no desenvolvimento sustentável, São Paulo: 2004. Disponível em < http: //www.gestaoambiental.com.br > Acesso em: 11 jan 2012.

MACIEL, M. A educação ambiental e a gestão de recursos humanos na gestão ambiental. Disponível em < http://redacaonews.com.br/> Acesso em: 21 fev. 2011.

MAGNANTI, M. R. Clima organizacional: um estudo de caso na indústria de recondicionamento de pneumáticos. Dissertação

(mestrado). Florianópolis: UFSC, 2003.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MELO NETO, F.; FRÒES C. Responsabilidade social e cidadania empresarial: a administração do terceiro setor. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.

MOTA, SEROA DA. Mecanismos de mercado na política ambiental brasileira. Perspectivas da Economia Brasileira. Rio de Janeiro: 1992, IPEA.

OLIVEIRA, D. P. R. Estratégia Empresarial & Vantagem Competitiva: Como Estabelecer, Implementar e Avaliar. 3ed. São Paulo: Atlas, 2001.

OLIVEIRA, L. M.; PEREZ JUNIOR, J. H.; SILVA, C. A. S. Controladoria Estratégica. São Paulo: Atlas, 2002.

OTTMAN, J. Marketing Verde. São Paulo: Makron Books, 1994.

PORTER, M. P. Estratégia competitiva. São Paulo: Campus, 1986.

PORTER, M. P. Vantagem Competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL. Programa de ecoeficiência. Disponível em: . Acesso em 04 abr. 2012.

SALGADO JUNIOR, A. P.; PENEDO, A. S. T.; PRETTO, F. N.; PACAGNELLA JUNIOR, A. C. O marketing socioambiental e o processo de decisão de compra dos consumidores finais: pesquisa exploratória no ponto de venda de empresas multinacionais supermercadistas de Ribeirão Preto/SP. In: X Seminário em Administração FEA-USP, 2007. São Paulo. Anais. São Paulo: 2007.

SANTOS, Antônio Raimundo dos. Metodologia científica a construção do conhecimento. Rio de Janeiro: DP&A, 1999.

SAVITZ, Andrew W; WEBER, Karl. A Empresa Sustentável: o verdadeiro sucesso e o lucro com responsabilidade social e ambiental. Traduzido por: Afonso Celso da Cunha Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

STONER, J. A. F; FREEMAN, R. E. Administração. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, 1999.

SUSTENTABILIDADE. Disponível em: Acesso em 14 mai 2012.

TINOCO, J. E. P. Balanço Social: Uma Abordagem da Transparência e da Responsabilidade Pública das Organizações. São Paulo: Atlas, 2001.

TOMÉ, I. M.; BRESCIANI, L. P. Explicitação e Análise de Modelos de Sustentabilidade de Empresas de Gestão Ambiental baseados em

MORPH1, REUNIR - Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade. ISSN: 2237 – Vol. 5 nº1, pp. 21-38, 2015. Disponível em: < http://150.165.111.246/revistaadmin/index.php/uacc/article/view/222/pdf > Acesso em 3 de jul de 2015.

VALLE, C. E. Como se preparar para as normas ISO 14000: qualidade ambiental. São Paulo: Pioneira, 2000.

WELER, Wanderlei. Consciência da gestão ambiental e os benefícios decorrentes do marketing ambiental: a percepção das empresas clientes do Banco do Brasil. Porto Alegre, UFRS, 2007. Disponível em < http://www.lume.ufrgs.br >Acesso em 10 jan 2012.

WBCSD (WORLD BUSINESS COUNCIL FOR SUSTAINABLE DEVELOPMENT). A ecoeficiência: criar mais valor com menos impacto. Lisboa: World Business Council For Sustainable Development, 2001. Disponível em < http://www.wbcsd.org > Acesso em 11 abr 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236117018864



DEAR AUTHORS,

PLEASE, CHECK CAREFULLY BEFORE YOUR SUBMISSION:

- IF ALL AUTHORS "METADATA" (ORCID, LINK TO LATTES, SHORT BIOGRAPHY, AFFILIATION) WERE ADDED,

- THE CORRECT IDIOM YOUR SECTION,

- IF THE HIGHLIGHTS WERE ADDED,

- IF THE GRAPHIC ABSTRACTS WAS ADDED,

- IF THE REVIEWERS INDICATION WAS DONE,

- IF THE REFERENCES FORMAT ARE CORRECT(ABNT)

- IF THE RESOLUTION YOUR FIGURES (600 DPI) ARE SUITABLE

*******************************

PREZADOS AUTORES,

POR FAVOR, VERIFIQUE ATENTAMENTE ANTES DA SUBMISSÃO: 
- SE OS METADADOS (ORCID, LINK PRO LATTES, CURTA BIOGRAFIA E AFILIAÇÃO) DE "TODOS" OS AUTORES FORAM ADICIONADOS, 
- IDIOMA, 
- SE OS HIGHLIHTS FORAM ADICIONADOS, 
- SE O GRAPHICAL ABSTRACT FOI ADICIONADO, 
- SE A INDICAÇÃO DOS REVISORES FOI FEITA, 
- SE O FORMATO DAS REFERÊNCIAS ESTÁ ADEQUADO (ABNT) 
- SE A RESOLUÇÃO SUAS FIGURAS (600 DPI) ESTÁ ADEQUADA.

 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

**************************************************

WE ARE ON FACEBOOK! (You are our guest!)

 

Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/22361170

Contact: reget.ufsm@gmail.com

...................................................................................


Accesses since 19/06/2012

...................................................................................

Sponsors: