Estrutura florestal e serapilheira acumulada predizem a velocidade da dinâmica demográfica em florestas secundárias da Mata Atlântica

Cilmar Antonio Dalmaso, Marcia Cristina Mendes Marques, Pedro Higuchi, Victor Pereira Zwiener, Renato Marques

Resumo


O conhecimento dos fatores preditivos da dinâmica demográfica de florestas secundárias é útil para planejar estratégias de recuperação de áreas degradadas, estimar a produção de biomassa e para subsidiar o planejamento da utilização racional de recursos. O objetivo deste estudo foi investigar possíveis fatores bióticos e abióticos que predizem taxas de dinâmica demográfica da vegetação secundária da Mata Atlântica. Para isto, em seis florestas, que variaram em idade desde a última perturbação (25, 60, 75, 90 e mais de 100 anos), a ordenação por PCA das taxas demográficas (mortalidade, recrutamento, rotatividade em abundância, perda em área basal, ganho em área basal e rotatividade em área basal) foi utilizada como variável resposta em uma árvore de regressão. Como possíveis fatores preditivos foram utilizados: declividade, variáveis químicas do solo em diferentes profundidades, parâmetros da estrutura florestal, quantidade de serapilheira acumulada e padrões espaciais. A árvore de regressão revelou que variações locais nos padrões dinâmicos foram melhor preditas pela estrutura florestal e pela quantidade média de serapilheira acumulada. Locais com estrutura menos desenvolvida em relação ao diâmetro máximo, altura máxima e área basal ocorreram nas florestas mais jovens (25 anos) e em clareiras das florestas mais antigas (com 90 e 100 anos), onde foram observadas as maiores taxas de dinâmica demográfica. Áreas com estrutura mais desenvolvida foram frequentes em todas as florestas, independente da idade pós-perturbação. Nestas áreas, as mudanças foram mais lentas e a quantidade de serapilheira acumulada sobre o solo foi inversamente proporcional à rotatividade de árvores e de área basal.


Palavras-chave


Floresta Ombrófila Densa Submontana; Sucessão ecológica; Taxas demográficas; Atributos químicos do solo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316980X38646

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

>>>
Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition
enflo@ufsm.br / Fone: (55) 3220-8641.

Creative Commons License

Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition by www.ufsm.br/enflo is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

INDEXADORES:

AGRIS/CARIS, AGROBASE/BINAGRI, LATINDEX, REDE CARINIANA, DOAJ, EZB, PERIÓDICOS CAPES, TIB, CAB ABSTRACT.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


DOI Geral: 10.5902/2316980X (os especificos estão nos RESUMOS - clique sobre o titulo do trabalho, no sumário) 

"Os trabalhos publicados na revista Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition são de responsabilidade dos seus autores e não representam, necessariamente, a opinião dos editores. A reprodução dos trabalhos é permitida, mediante citação da fonte."