CONTRATEMPOS DA SOCIEDADE DE CONSUMO: UM ENCONTRO ENTRE AS FALÁCIAS MIDIÁTICAS E A VULNERABILIDADE PSÍQUICA INFANTIL

Diego Bastos Braga, Mariana de Almeida Pfitscher, Vitor Hugo do Amaral Ferreira

Resumo


Ao considerar que sociedade de consumo está interligada à sociedade de informação, aos novos meios de mídia, ilustrados pela diversidade de ofertas, este estudo delimita-se no direito do consumidor diante da vulnerabilidade psíquica infantil, agravada pelo processo midiático. Assim, oportuna à discussão que questiona os contratempos da sociedade de consumo, a partir de tal vulnerabilidade, promovida pela sociedade de informação. Para tanto, utilizou-se do método dedutivo associado à pesquisa bibliográfica. Sem a pretensão de esgotar o tema, mas sim com o intuito de levantar uma abordagem inicial a outros desdobramentos oportunos que a temática permite, aponta a conclusão de que a mídia agrava a vulnerabilidade dos consumidores, em especial, a psíquica, fomentando o desgaste do consumo e o fascínio pelo consumismo.

 

Palavras-chave: Consumismo; Sociedade em Rede; Sociedade de Consumo; Vulnerabilidade Psíquica;D


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/231630549154

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

REDESG - Revista Direitos Emergentes na Sociedade Global

Vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Maria - www.ufsm.br/ppgd

 

ISSN 2316-3054      Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/23163054

www.ufsm.br/redesg www.facebook.com/redesg

 

 

 

 

Indexações:


Início