EMPRESAS TRANSNACIONAIS DE MIDIA x LEI 12.485/11: o PLURALISMO E DIVERSIDADE NA PROMOÇÃO DO DIREITO À CULTURA

Bruno Mello Corrêa de Barros, Daniela Richter

Resumo


O presente artigo perpassa a respeito da inserção e atuação das empresas transnacionais de mídia no Brasil, a relativização da soberania dos Estados Nacionais e o comprometimento da identidade dos povos. Também se vislumbra a questão da contraposição imposta pela Lei 12.485 de 2011 que tem por objeto aumentar a produção e circulação de conteúdo audiovisual brasileiro, diversificado e de qualidade, corroborando, desta forma, como um instrumento para a efetivação do direito à cultura. Outrossim, quer ponderar toda a gama e contexto que envolve as empresas transnacionais e sua atividade no país. Para tanto, utiliza-se como referenciais metodológicos, o método de abordagem dedutivo, bem como o método de procedimento monográfico.

Palavras-chave


Cultura; Diversidade; Pluralismo; Transnacionais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316305411814

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

REDESG - Revista Direitos Emergentes na Sociedade Global

Vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Maria - www.ufsm.br/ppgd

 

ISSN 2316-3054      Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/23163054

www.ufsm.br/redesg www.facebook.com/redesg

 

 

 

 

Indexações:


Início