“CAMINHANDO SOBRE O FIO DA NAVALHA”: UM ESTUDO SOBRE A ANTÍPODA VIOLÊNCIA X NÃO-VIOLÊNCIA E SEUS ENTRELAÇAMENTOS COM OS CONCEITOS DE AUTORITARISMO E AUTORIDADE A PARTIR DE FALAS DOCENTES

Claudia Regina Costa Pacheco, Jorge Luiz da Cunha

Resumo


Este trabalho apresenta os estudos sobre a antípoda
Violência x Não-Violência e suas relações com os conceitos
de autoritarismo e autoridade a partir de falas de professores.
Tendo como objetivo principal compreender os
conceitos a partir das representações docentes, realizouse
uma pesquisa bibliográfica, aliada a metodologia da
História Oral. Foram entrevistados professores de escolas
públicas e particulares na cidade de Santa Maria-RS-Brasil.
Violência x Não-Violência constituiu-se numa
antinomia a ser pensada na busca de uma Cultura de Paz.
Fez-se necessário compreender o caráter polissêmico da
violência e da autoridade discutindo a conflituosidade na
escola. Buscou-se (re)pensar a autoridade do professor
diante da complexidade do campo educacional a partir da
competência e da generosidade docente. Tantas reflexões
levaram a (in)conclusão de que não há caminho apenas
trilhas sobre o mar. Os autores dessas “histórias” da educação
precisam aventurar-se nesse “caminhar sobre o fio
da navalha” buscando alternativas possíveis para uma formação
humana mais humana.

Palavras-chave


Violência, Educação-Cultura- Política, História Oral

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.