AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS DE SAÚDE E A GESTÃO DE HOSPITAIS PÚBLICOS NO MATO GROSSO: CONTEXTO E IMPLICAÇÕES

Licemar Vieira Melo, Cláudia Regina Paese

Resumo


Este artigo analisa uma inovação introduzida na gestão da saúde pública em Mato Grosso. Trata-se da administração de hospitais públicos estaduais por Organizações Sociais de Saúde, implantada a partir de 2011. É um modelo de administração pelo qual o Estado atribui a direção de hospitais públicos regionais a Organizações Sociais de Saúde, a partir da assinatura de contratos de gestão. Esta inovação acontece em um contexto de progressivo esgotamento das estratégias estatizantes, percebido a partir da década de 1980 e do surgimento de um novo discurso acerca da governança democrática, que passou a focalizar a descentralização das ações do Estado através da transparência, eficiência e qualidade.


Palavras-chave


Estado; Participação; Saúde Pública; Organização Social

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.