A EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DIANTE DA ASCENSÃO DO “NOVO FASCISMO”

Thais Aparecida Dibbern, Evandro Coggo Cristofoletti

Resumo


Este artigo busca apresentar fundamentos teóricos acerca da importância atribuída à Educação em Direitos Humanos (EDH) à luz das ondas conservadoras e fascistas que permeiam a democracia moderna. Metodologicamente, o trabalho foi desenvolvido através de uma revisão bibliográfica da literatura científica sobre a temática dos direitos humanos fundamentais e da “nova onda fascista”, bem como da análise de documentos oficiais do Governo Federal que tratam especificamente sobre a EDH, buscando compreender como o ensino superior, mais precisamente a universidade pública, se insere dentro desta temática. Visualiza-se que, apesar desta prática educativa constituir-se enquanto alternativa local para o enfrentamento do “novo fascismo”, a incorporação desta deve ser fomentada com vistas à uma transformação cultural pautada nos princípios relativos aos direitos humanos fundamentais. É claro que, para que sua incorporação seja concretizada, é necessário considerar alguns desafios, os quais são apresentados no decorrer deste artigo.


Palavras-chave


Direitos humanos; Fascismo; Universidade; Compromisso social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2317175829004



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.