As críticas de Carole Pateman e Susan Okin à dicotomia público/privado

Ana de Sousa Selfa, Letícia Machado Spinelli

Resumo


RESUMO: O PRESENTE ARTIGO TEM O OBJETIVO DE RESGATAR E REPENSAR ALGUMAS DAS PRINCIPAIS IDEIAS E REFLEXÕES QUE AUTORAS COMO SUSAN M. OKIN E CAROLE PATEMAN, ENTRE OUTRAS, APRESENTARAM NAS DÉCADAS FINAIS DO SÉCULO PASSADO. A IDEIA É DESTACAR AS IMPLICAÇÕES NEGATIVAS QUE ALGUMAS DAS LÓGICAS DO LIBERALISMO TÊM PARA AS MULHERES. DE MODO MAIS ESPECÍFICO, SERÃO APRESENTADAS AS PROBLEMATIZAÇÕES QUE OKIN E PATEMAN APRESENTAM EM RELAÇÃO À QUESTÃO DA DIVISÃO SOCIAL EM ESFERA PÚBLICA E DOMÉSTICA E AS IMPLICAÇÕES QUE ISSO SUPÕE PARA AS MULHERES.


Palavras-chave


Feminismo; Liberalismo; Público/Privado; Indivíduo; Contrato

Texto completo:

PDF

Referências


CUSICANQUI, Silvia rivera. La noción de “derecho” o las paradojas de la modernidad postcolonial: indígenas y mujeres en Bolivia. En Feminismo, epistemología y apuestas descoloniales en Abya Yala(121-134). Colombia: Editorial UC. (1997).

COHEN, Jean. Repensando a privacidade: autonomia, identidade e a controvérsia sobre o aborto. In: Revista Brasileira de Ciência Política, (7), 2012, pp.165-203.

FRASER, Nancy. O feminismo, o capitalismo e a astúcia da história. Mediações - Revista de Ciências Sociais, 14(2), p.11. 2009.

GARCÍA, Yuliuva Hernández . Acerca del género como categoría analítica. Nómadas. Revista Crítica de Ciencias Sociales y Jurídicas, Nº13. 2006.

HARAWAY, Donna. “Saberes localizados: a questão da ciência para o feminismo e o privilégio da

perspectiva parcial”. In: *Cadernos pagu* (5) 1995: pp.07-41.

HARDING, Sandra. “A instabilidade das teorias analíticas na teoria política feminista”. Trad. de Vera Pereira. In: *Estudos Feministas*, n.1, 1993, p.7.

LUGONES, Maria. Colonialidad y género. En Feminismo, epistemología y apuestas descoloniales en Abya Yala(57-73). Colombia: editorial UC. (2008).

MENDOZA, Breny. La epistemologia del sur, la colonialidad del género y el feminismo latinoamericano. Em Feminismo, epistemología y apuestas descoloniales(91-103). Colombia: Editorial UC. (2010).

OKIN, Susan Moller. Gênero, o público e o privado. In: Rev. Estudos Feministas, (v16, n. 2), 2008.

OKIN, Susan Moller., J., Howard, M. Nussbaum, M. . Is multiculturalism bad for women?. In: Princeton, N.J.: Princeton University Press, 1999.

OTA, Maria Eduarda. A dicotomia público/privado revisitada- Uma crítica feminista às teorias morais. ISSN 1983-4012 Vol.6- Nº 2, Porto Alegre. 2013.

PAREDES, Julieta . Hilando fino desde el feminismo comunitario. Lesbianas independientes feministas socialistas (LIFS). 2008.

PATEMAN, Carole . Críticas feministas a la dicotomía público/privado. In: Perspectivas feministas en teoría política. Barcelona: Paidós. 1996.

RIBERO, Djalma. As diversas ondas do feminismo acadêmico. In: Carta capital (2014).




DOI: https://doi.org/10.5902/2317175825746



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.