A INFLUÊNCIA DE ATRIBUTOS DE GESTÃO DA QUALIDADE ORGANIZACIONAL NA SATISFAÇÃO E NO COMPORTAMENTO DO DOADOR DE SANGUE

Adriana Gonçalves Menezes, Caissa Veloso e Sousa, Fernanda Fantini Pereira, Kelly Nogueira Guerra

Resumo


A Administração Pública Brasileira vem agregando ao seu modelo de gestão burocrático princípios e técnicas gerenciais, buscando ampliar e qualificar o atendimento às demandas sociais. A Fundação Hemominas, objeto deste estudo, é uma organização de saúde pública, que tem por finalidade estabelecer diretrizes para as políticas estaduais relativas à hematologia e hemoterapia, garantindo à população a oferta de sangue e hemocomponentes de qualidade. Este artigo se propôs a investigar quais os aspectos do Sistema de Gestão da Qualidade, da Teoria do Comportamento do Consumidor e do Marketing Social podem contribuir para que uma organização pública que presta serviços hemoterápicos e hematológicos cumpra o que determina a Administração Pública Gerencial. O estudo foi feito com base na metodologia de pesquisa qualitativa e descritiva, por meio de estudo de caso, observação participante e pesquisa documental. O propósito do estudo foi alcançado, na medida em que se identificaram no caso estudado fatores que indicam o impacto potencial dos atributos da qualidade e dos princípios da Teoria do Comportamento do Consumidor e do Marketing Social na adesão à doação de sangue por doadores regulares e potenciais.


Palavras-chave


Administração pública; Gestão da qualidade; Comportamento do consumidor; Marketing social; Doador de sangue

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2317175818186



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.