A FUMICULTURA E AGRICULTURA FAMILIAR: O CASO DE JAGUARI/RS

Ezequiel Redin

Resumo


Este trabalho versa sobre o sistema de produção do fumo no município de Jaguari/RS, o qual vem tomando evidência pela escolha produtiva entre os agricultores como fonte de renda principal. Através das orientações metodológicas da Análise do Diagnóstico dos Sistemas Agrários do III e IV Distrito do município e da análise de discurso dos agricultores qualificados buscou-se caracterizar e discutir a racionalidade e a importância do cultivo para as famílias agricultoras. Com isso, foi possível perceber a transição acentuada de agricultores para o sistema de produção do fumo e as diferenças entre os atores rurais. O cultivo desse produto, tendo alto índice de rentabilidade por hectare é destacado pelos agricultores como principal meio de sobrevivência. Nesse sentido é possível fazer uma articulação teórica e pontuar os reflexos dessa pesquisa em torno da discussão do tabaco e as ineficácias ações em relação às políticas de diversificação para essa cultura.


Palavras-chave


Fumo; Reprodução das Famílias; Fumicultores; Jaguari/RS.

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.