TOXOPLASMOSE, UMA DOENÇA CONGÊNITA

Elizete Medeiros Jobim, José Edson Paz da Silva

Resumo


A toxoplasmose é uma doença universal geralmente assintomática em indivíduos sadios, mas re-presenta um sério problema em gestantes.As modificações que ocorrem no sistema imunológicoda gestante durante este período,contribuem para que a doença seja pouco manifesta para serreconhecida pelos médicos e pela própria paciente,mas causando sérios danos ao feto.A mortalidade é de 12% e as seqüelas ocorrem em 90% das crianças infectadas, com maiorcomprometimento ocular e do sistema nervoso central. Entretanto a trasmissão para o feto tem sidolimitada apenas aos casos em que a mulher adquire toxoplasmose durante a gravidez. Para aquelasmulheres infectadas antes da concepção ,não há risco de contaminação fetal,a menos que seusistema imunológico esteja comprometido. O diagnóstico laboratorial clássico da toxoplasmosetem se baseado na pesquisa de anticorpos contra o parasita e tem o objetivo de determinar se ainfecção foi adquirida antes ou depois da concepção,este deve ser realizado preferencialmentequando a mulher tiver a intenção de engravidar ou o mais precocemente possível, pois é muitoimportante a detecção precoce e o tratamento da doença.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/223658346362

Acessos desde 08/08/2013.

  

 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

ISSN 0103-4499 ∴ eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

Licença Creative Commons