Desconfortos osteomusculares e alterações da qualidade de vida em gestantes

Aline Mariane Santos da Costa, Priscila Lie Saito, Fábio Falcão, Susanne Cristine Brito Silva, Erica Feio Carneiro Nunes

Resumo


Objetivo: Verificar quais os principais desconfortos osteomusculares e a qualidade de vida das gestantes. Metodologia: A pesquisa foi realizada na Unidade Municipal de Saúde. O público alvo foi mulheres grávidas, com idade entre 18 e 35 anos, a partir do 4º mês de gestação. Foram usados como instrumentos de avaliação o Questionário Nórdico, a Versão Brasileira do Questionário de Qualidade de Vida SF-6 e também uma avaliação fisioterapêutica. Resultados: Participaram 30 gestantes com média de idade de 24,4 ± 3,89 anos. As regiões do corpo mais relatadas com presença de dores foram a lombar, quadril e membros inferiores. O estado geral de saúde e a vitalidade mostraram-se alteradas, principalmente nas gestantes com dor lombar. Conclusões: As gravidas deste estudo eram jovens, que apresentaram desconforto nas regiões lombar, quadril e membros inferiores. Tal desconforto mostrou influenciar na vitalidade e no estado geral de saúde das participantes deste estudo.

Palavras-chave


Gravidez; Alterações posturais; Qualidade de vida; Fisioterapia.

Texto completo:

PDF

Referências


Duarte FÉ, Silva CR da; Freire OMM. Influência das técnicas de fisioterapia nas algias posturais gestacionais. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde. 2010; 14(2): 155-162.

Souza PS. Os benefícios da fisioterapia nas alterações posturais em grávidas do 3º ao 9º mês. Goias. 1-12p. 2016.

Kleinpaul JF, Mann l, Mota CB, Santos SG. Alterações biomecânicas durante o período gestacional: uma revisão. Motriz. 2010 16(3): 730-741.

Agostinho F, Menezes CR. Incidencias de dolores durante el embarazo. efdesportes. 2013;18(186).

Cestári CE, Souza THC, Angelo PFC, Silva AS da. Análise das principais alterações posturais e sintomatologias decorrentes do período gestacional. Revista Ciência e Estudos Acadêmicos de Medicina. 2017; (8): 41-51.

Carvalho CV, Pinheiro FA, Tróccoli BT. Validação do questionário nórdico de sintomas osteomusculares como medida de morbidade. Rev saúde pública. 2002;36(3):307-12.

Martinez JE, Grassi DC, Marques IG. Análise da aplicabilidade de três instrumentos de avaliação de dor em distintas unidades de atendimento: ambulatório, enfermaria e urgência. Rev bras reumatol. 2011;51(4):299-308.

Fernandes ÍI, Silva LLL, Vasconcelos KC. A análise da qualidade de vida segundo o questionário SF-36 nos funcionários da gerência de assistência nutricional (GAN) da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará. [dissertação]. Belém: Universidade da Amazônia; 2009.

Castro DFA, Fracolli LA. Qualidade de vida e promoção da saúde: em foco as gestantes. O Mundo da Saúde. 2013;37(2):159-165.

Munjin LM, llabaca GF, Rojas BJ. Dolor lumbar relacionado al embarazo. Rev. chil. obstet. ginecol. 2007; 72(4): 258-265.

Larrua VAA, Ribeiro JJ, Teixeira LE, Savian N, Pelai EB, Montovani AM, Viscone AC, Palma MR, Carmo EM, Fregonesi, CEPT. Desconforto osteomuscular e qualidade de vida de mulheres em diferentes fases da gestação. Colloquium Vitae.2013; 5: 142-148.

Novaes FS, Shimo AKK, Lopes MHBM. Lombalgia na gestação. Revista Latino Americana de Enfermagem. 2006; 14(4) 620-624.

Munjin LM, llabaca GF, Rojas BJ. Dolor lumbar relacionado al embarazo. Rev. chil. obstet. ginecol. 2007; 72(4): 258-265.

Mogren IM, Pohjanen AI. Low back pain and pelvic pain during pregnancy: prevalence and risk factors. Spine. 2005; 30(8): 983–991.

Kovacs FM, Garcia M, Royuela A, Gonzáles L, Abraira V. Prevalence and Factors Associated With Low Back Pain and Pelvic Girdle Pain During Pregnancy: A Multicenter Study Conducted in the Spanish National Health Service. Spine (Phila Pa 1976). 2012;37(17):1516-33.

Castro DFA, Fracolli LA. Qualidade de vida e promoção da saúde: em foco as gestantes. O Mundo da Saúde. 2013;37(2):159-165.

de Sousa VPS, Cury A, Eufrásio LS, de Sousa SES, Coe CB, de Souza Ramalho Viana E. The influence of gestational trimester, physical activity practice and weight gain on the low back and pelvic pain intensity in low risk pregnant women. J Back Musculoskelet Rehabil. 2019;32(5):671-676

Baima CT dos S, Barroso FAL, Lucena J, Almeida CSC de, dos Santos APS de A. Afastamento do trabalho por pacientes gestantes: principais causas de absentismo. Rev Bras Med Trab. 2016;14(1):13-8.

Fracaro G de A, Bertor WRR, Silva LI da, Brandl L, Zanini GM, Zilio M, et al . Comparison of psycho-social and functional performance variables in a group of chronic low back pain patients. Rev. dor. 2013; 14( 2 ): 119-123.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236583430527

Direitos autorais 2020 Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.