Educação em saúde para a hanseníase: experiência da enfermagem

Bruna Rodrigues Monteiro, Cáthia Alessandra Varela Ataíde, Carlos Jordão de Assis Silva, Jéssica Naiara Silva Neres, Eliabe Rodrigues de Medeiros, Clélia Albino Simpson

Resumo


A Hanseníase é uma doença infecto-contagiosa, com diagnóstico tardio e que evolui para lesões cutâneas reduzindo a sensibilidade térmica, dolorosa e tátil, nesse sentido o Ministério da Saúde, retrata a importância das atividades educativas na área da saúde como um ponto estratégico para seu controle. Tem-se como objetivo relatar a experiência de discentes do curso de graduação e pós-graduação em enfermagem no desenvolvimento de atividades de educação em saúde sobre a hanseníase. Estudo descritivo do tipo relato de experiência sobre educação em saúde em hanseníase, desenvolvido por pós-graduandos e graduandos em enfermagem em um evento científico. Os dados foram organizados nas seguintes categorias: Conceito geral da hanseníase e seu aspecto histórico; Sinais e Sintomas; Diagnóstico e Tratamento; Dinâmica Interativa. É perceptível a interação dos discentes de enfermagem no desenvolvimento contínuo da educação em saúde, conciliando o conhecimento cientifico junto ao conhecimento empírico, contribuindo assim na eliminação da Hanseníase. 


Palavras-chave


Educação em saúde; Hanseníase; Enfermagem

Texto completo:

PDF

Referências


Alves CJM, Barreto JA, Fogagnolo L, Contin LA, Nassif PW. Avaliação do grau de incapacidade dos pacientes com diagnóstico de hanseníase em Serviço de Dermatologia do Estado de São Paulo. Rev Soc Bras Med Trop. 2010;43(4):460-1.

Organização Mundial da Saúde. Estratégia Global Aprimorada para Redução Adicional da Carga da Hanseníase (2011-2015). Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; 2010.

Alberts CJ, Smith WCS, Meima A, Wang L, Richardus JH. Potential effect of the World Health

Organization’s 2011–2015 global leprosy strategy on the prevalence of grade 2 disability: a trend analysis. Bull World

Health Organ. 2011;89:487-95.

Marinus MWLC, Pacheco HF, Lima FT. Saúde do escolar: uma abordagem educativa sobre Hanseníase.

Sau & Transf Soc. 2012;3(1):72-8.

Pinheiro MGC, Medeiros IBG, Monteiro AI Simpson CA. O enfermeiro e a temática da hanseníase no contexto escolar: relato de experiência. Rev pesqui cuid fundam (Online). 2015;7(3):2774-80.

Roecker S, Budó MLD, Marcon SS. Trabalho educativo do enfermeiro na estratégia saúde da família: dificuldades e perspectivas de mudanças. Rev Esc Enferm USP. 2012;46(3):641-9.

Arantes CK, Garcia MLR, Filipe MS, Nardi SMT, Paschoal VDA. Avaliação dos serviços de saúde em relação ao diagnóstico precoce da hanseníase. Epidemiol Serv Saúde. 2010;19(2):155-64.

Silva SS, Bonfim ES, Silva MA, Souza NS. Agente comunitário de saúde: o uso da educação em saúde como facilitadora do cuidado. Em Extensão 2014;13(2):122-8.

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Enfermagem, Medicina e Nutrição. Brasília: Ministério da Educação; 2011.

Fonseca JMA, Radmann CS, Silva DRC, Guimarães AEV, Oliveira ME. Contribuições da fisioterapia para educação em saúde e grupo de autocuidado em hanseníase: relato de experiência. Revista Gestão & Saúde. 2015; 6(1): 770-77.

Colome JS, Oliveira DLLC. Educação em saúde: por quem e para quem? A visão de estudantes de graduação em enfermagem. Texto contexto- enferm. 2012;21(1):177-84.

Ministério da Saúde (Brasil). Boletim Epidemiológico da Hanseníase no Brasil. 2013; 44(11).

Sousa BRM, Moraes FHA, Andrade JS, Lobo ES, Macedo EA, Pires CAA et al. Educação em saúde e busca ativa de casos de hanseníase em uma escola pública em Ananindeua, Pará, Brasil. Sousa (2013). Rev Bras Med Fam Comunidade. 2013; 8(27): 143-9.

Nascimento GRC, Barrêto AJR, Brandão GCG, Tavares CM. Ações do enfermeiro no controle da hanseníase. Rev eletrônica enferm. 2011; 13(4):743-50.

Silva MCD, Paz EPA. Educação em saúde no programa de controle da hanseníase: a vivência da equipe multiprofissional. Esc Anna Nery. 2010;14(2):223-29.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236583424084

Direitos autorais 2018 Saúde (Santa Maria)

______________________________________________________________

Peridiocidade: Fluxo Contínuo.


Qualis:


Interdisciplinar e Educação Física - B3

Ciências Ambientais, Enfermagem, Odontologia e Saúde Coletiva - B4

Medicina Veterinária - B5

Biotecnologia e Ciências Biológias II - C

  

 Licença Creative Commons 

Saúde (Santa Maria) ∴ revistasaude.ufsm@gmail.com

eISSN 2236-5834 ∴ DOI 10592/22365834

 

Acessos desde 08/08/2013.