Relação entre adiposidade visceral e hipertensão arterial sistêmica

Mariana Felgueira Pavanelli, Valdecir Correia Arantes, Rejane Cristina Ribas Silva

Resumo


Objetivos: avaliar a relação entre a circunferência abdominal (CA) e a pressão arterial em homens de um município Paranaense. Métodos: estudo do tipo caso-controle, no qual homens foram avaliados quanto ao uso de anti-hipertensivo, idade, peso, altura e medida da CA, por meio de aplicação de questionário e medidas dos índices antropométricos, respectivamente. Os dados foram analisados por meio do odds ratio. Resultados: homens acima dos 60 anos, obesos e com CA elevada estão mais expostos a desenvolver hipertensão arterial. A CA foi o fator de risco com maior associação estatística. Conclusões: depósitos de gordura na região abdominal representam importante fator de risco para o desenvolvimento da hipertensão arterial e os índices antropométricos deveriam ser aplicados periodicamente em pacientes com propensão à hipertensão.


Palavras-chave


Hipertensão; Circunferência abdominal; Índice de massa corporal

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976926326



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.