Prevenção do HIV sob o olhar de mulheres indígenas potiguaras*

Rafaela Gerbasi Nóbrega, Natalia Aparecida de Oliveira, Édija Anália Rodrigues de Lima, Ana Cristina de Oliveira e Silva, Sandra Aparecida de Almeida, Jordana de Almeida Nogueira

Resumo


Objetivo: analisar o modo como a prevenção da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) se configura sob o olhar de mulheres da etnia potiguara. Método: estudo qualitativo, que envolveu 256 mulheres, procedentes de três aldeias indígenas da Paraíba-Brasil. As informações foram coletadas em 2015, por meio do Teste de Associação Livre de Palavras e entrevista semiestruturada. O corpus foi analisado a partir da Classificação Hierárquica Descendente, Análise de Conteúdo e Análise de Similitude. Resultados: foram identificadas três classes de conteúdos relacionados à prevenção do HIV: “Vulnerabilidade à infecção pelo HIV”; “Medidas protetivas”; e “Necessidade de educação em saúde”. A palavra “preservativo” ocupou a posição central na análise de similitude. Conclusão: embora reconheçam os meios de prevenção do HIV, há dificuldade para exercitar práticas sexuais protegidas. Tal condição é atravessada pelas desigualdades social e de gênero, extensivas à realidade das mulheres não indígenas.


Palavras-chave


Saúde de populações indígenas; Síndrome de imunodeficiência adquirida; Prevenção de doenças.

Referências


Joint United Nations Program on HIV/AIDS (UNAIDS). Global AIDS monitoring 2020 [Internet]. 2019 [cited 2020 Feb 20]. Available from: http://www.unaids.org/sites/default/files/media_asset/global-aids-monitoring_en.pdf

Oldenburg CE. Integrated HIV prevention and care for key populations. Lancet HIV. 2019;6(5): 270-1. doi: http://dx.doi.org/10.1016/S2352-3018(19)30042-6

Brandão BMGM, Pereira VMAO, Góis ARS, Silva CRL, Abrão FMS. Social representations of the nursing team in the patient with HIV/AIDS: an integrating review. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2017 [cited 2018 Oct 15];11(2):625-33. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11982

Ministério da Saúde (BR). Boletim Epidemiológico de HIV/AIDS 2019 [Internet]. 2019 [acesso em 2020 jan 11]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2019/boletim-epidemiologico-de-hivaids-2019

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis. Indicadores e dados básicos do HIV/AIDS nos municípios brasileiros [Internet]. 2019 [acesso em 2020 fev 21]. Disponível em: http://indicadores.aids.gov.br/

Ministério da Saúde (BR). Diretrizes para organização do CTA no âmbito da Prevenção Combinada e nas Redes de Atenção à Saúde. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2017.

Ceccon RF, Meneghel SN. Iniquidades de gênero: mulheres com HIV/Aids em situação de violência. Physis. 2017;27(4):1087-100. doi: https://doi.org/10.1590/s0103-73312017000400012

Ministério da Saúde (BR), Fundação Nacional de Saúde. Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas. 2ª ed. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2002.

Fundação Nacional do Índio (BR). O Brasil indígena (IBGE) [Internet]. 2011 [acesso em 2018 out 15]. Disponível em: http://www.funai.gov.br/index.php/indios-no-brasil/o-brasil-indigena-ibge

Nóbrega RG, Nogueira JA, Almeida SA, Marcolino ABL, Cananéa JNA, Bezerra VP. Saúde indígena em tempos de Aids: revisão integrativa. Online Braz J Nurs [Internet]. 2015 [cited 2019 Oct 15];14(2):205-16. Available from: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/5217

Harrison A. HIV prevention and research considerations for women in sub-saharan Africa: moving toward biobehavioral prevention strategies. HHS Public Access. 2014;18(3):17-24.

Tavares DWS, Brito RC, Córdula ACC, Silva JT, Neves DAB. Protocolo verbal e teste de associação livre de palavras: perspectivas de instrumentos de pesquisa introspectiva e projetiva na ciência da informação. PontodeAcesso. 2014;8(3):64-79. doi: http://dx.doi.org/10.9771/1981-6766rpa.v8i3.12917

Camargo BV, Justo AM. Tutorial para uso do software IRaMuTeQ [Internet]. Florianópolis: Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição; 2018 [acesso em 2018 out 31]; Disponível em: http://www.iramuteq.org/documentation/fichiers/tutoriel-portugais-22-11-2018

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2016.

Ávila T. Cultura, sexualidade e saúde indígena: etnografia da prevenção das DST/Aids nos povos Timbira do Maranhão e do Tocantins. In: Teixeira CC, Garnelo L, organizadoras. Saúde indígena em perspectiva: explorando suas matrizes históricas e ideológicas. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2014. p. 241-61.

Vilarinho MV, Padilha MI. Feeling reported by health workers when facing the AIDS epidemic (1986-2006). Texto Contexto Enferm. 2016;25(1):1-9. doi: 10.1590/0104-07072016000010013

Ayres JRCM, Calazans GJ, Saletti Filho HC, Franca Junior I. Risco, vulnerabilidade e práticas de prevenção e promoção da saúde. In: Campos GW, Bonfim JRA, Minayo MCS, Carvalho YM, organizadores. Tratado de saúde coletiva. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2006. p. 375-417.

Salgado AWAP. A tatuagem e a Amazônia: uma reflexão sobre os símbolos amazônicos, comunicação e pintura corporal. RUTA Comunicación [Internet]. 2015 [acesso em 2019 nov 10];(6):1-9. Disponível em: https://www.raco.cat/index.php/Ruta/article/view/292048

Quadros KN, Campos CR, Soares TE, Silva FMR. Perfil epidemiológico de idosos portadores de HIV/AIDS atendidos no serviço de assistência especializada. Rev Enferm Cent Oeste Min. 2016; 6(2):2140-6. doi: https://doi.org/10.19175/recom.v6i2.869

Corstjens PLAM, Abrams WR, Malamud D. Saliva and viral infection. Periodontol 2000. 2016; 70:93-110. doi: https://doi.org/10.1111/prd.12112

Villela WV, Barbosa RM. Prevention of the heterosexual HIV infection among women: is it possible to think about strategies without considering their reproductive demands? Rev Bras Epidemiol. 2015;18 Suppl 1:131-42. doi: 10.1590/1809-4503201500050010

Villela WV, Barbosa RM. Trajetória de mulheres vivendo com HIV/aids no Brasil. Avanços e permanências da resposta à epidemia. Ciênc Saúde Colet. 2017;22(1):87-96. doi:10.1590/1413-81232017221.14222016

Ferreira CO, Davoglio RS, Silva AA, Viana ASA, Rezende REA, Gomes AVTM. Perfil epidemiológico dos usuários de um centro de testagem e aconselhamento da Bahia. Rev Baiana Saúde Pública. 2016;40(2):388-409. doi: https://doi.org/10.22278/2318-2660.2016.v40.n2.a1980

Mafra RLP, Pereira ED, Varga ID, Mafra WCB. Aspectos de gênero e vulnerabilidade ao HIV/aids entre usuários de dois dos serviços de atendimento especializado em DST/aids de São Luís, Maranhão. Saúde Soc. 2016;25(3):641-51. doi: https://doi.org/10.1590/s0104-129020162580

Villela WV, Monteiro S. Gênero, estigma e saúde: reflexões a partir da prostituição, do aborto e do HIV/AIDS entre mulheres. Epidemiol Serv Saúde [Internet]. 2015 [acesso em 2018 out 30];24(3):531-40. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ress/v24n3/2237-9622-ress-24-03-00531.pdf

Fernandes ER. Luxúria e selvageria na invenção do Brasil: enquadramentos coloniais sobre as sexualidades indígenas. Fronteiras [Internet]. 2016 [acesso em 2019 ago 10];18(32):239-67. Disponível em: http://ojs.ufgd.edu.br/index.php/FRONTEIRAS/article/view/5836

Silva TQC, Szapiro AM. Mulheres heterossexuais em relacionamento estável: limites do aconselhamento em DST/HIV/Aids. Rev Subj [Internet]. 2015 [acesso em 2020 fev 15];15(3):350-61. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2359-07692015000300004

Brilhante AVM, Moreira GAR, Vieira LJES, Catrib AMF. Um estudo bibliométrico sobre a violência de gênero. Saúde Soc. 2016;25(3):703-15. doi: https://doi.org/10.1590/s0104-12902016148937

Pereira ER, Oliveira LSS, Ito LC, Silva LM, Schmitz MJM, Pagliaro H. Sexual and reproductive health and sociocultural aspects of indigenous women. Rev Bras Promoç Saúde [Internet]. 2014 [acesso em 2018 out 15];27(4):445-54. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/2829/pdf_1




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769241396

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.