Conhecimento da pessoa com transtornos mentais sobre o tratamento medicamentoso

Camila Bonfim de Alcantara, Aline Cristina Zerwes Ferreira, Fernanda Carolina Capistrano, Manuela Kaled, Caio Cézar da Fonseca Vale, Mariluci Alves Maftum

Resumo


Objetivo: identificar o conhecimento da pessoa com transtorno mental sobre o tratamento medicamentoso. Método: pesquisa observacional transversal desenvolvida com 300 pessoas em tratamento em dois Centros de Atenção Psicossocial de Curitiba, Paraná. Os dados foram coletados por entrevista estruturada e consulta à prescrição de medicamentos em prontuário. Foi realizada análise descritiva e inferencial. Resultados: a maioria dos participantes apresentou conhecimento insuficiente quanto ao nome dos medicamentos (64%), dose (91,9%) e frequência de administração (82,6%). Houve associação entre conhecimento insuficiente sobre a terapêutica medicamentosa e uso de medicamentos para comorbidades, desconhecimento do diagnóstico, depressão, idade avançada, autoadministração dos medicamentos, consumo de álcool e informações fornecidas pela enfermagem ou psicólogos. Conclusões: destaca-se que, principalmente, a autoadministração de medicamentos, transtornos depressivos e uso de medicamentos para outras condições de saúde podem estar relacionadas ao nível de conhecimento insuficiente da terapêutica medicamentosa, representando possíveis obstáculos a adesão e uso seguro dos medicamentos.


Palavras-chave


Transtornos mentais; Prescrições de medicamentos; Conhecimento do paciente sobre a medicação; Serviços de saúde mental

Referências


Organização Mundial da Saúde (OMS). Investing in mental health: evidence for action. Genebra: Organização Mundial da Saúde; 2013.

Ministério da Saúde (BR). Diretrizes Assistenciais em Saúde Mental Suplementar. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2008.

American Psychiatric Association (EUA). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM- 5. 5ª ed. Porto Alegre (RS): Artmed; 2014.

Miasso AI, Miamoto CS, Mercedes BPC, Vedana KGG. Adesão, conhecimento e dificuldades relacionados ao tratamento farmacológico entre pessoas com esquizofrenia. Rev Eletrônica Enferm [Internet]. 2015 [acesso em 2019 abr 19];17(2):186-95. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/27636 doi: https://doi.org/10.5216/ree.v17i2.27636

Hiany N, Vieira MA, Gusmão ROM, Barbosa SFA. Perfil epidemiológico dos transtornos mentais na população adulta do Brasil: uma revisão integrativa. Rev Enferm Atual In Derme [Internet]. 2018 [acesso em 2019 abr 02];2018(86). Disponível em: http://revistaenfermagematual.com/arquivos/ED_86_REVISTA_24/42.pdf

Pinho LG, Pereira A, Chaves C. Adaptação portuguesa da escala de qualidade de vida para pessoas com esquizofrenia. Rev Iberoam Diagn Eval Psicol [Internet]. 2018 [acesso em 2019 abr 19];1(46):189-99. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/322320084 doi: 10.21865/RIDEP46.1.14

Alcântara CB, Capistrano FC, Czarnobay J, Ferreira ACZ, Brusamarello T, Maftum MA. Drug therapy for people with mental disorders in the view of nursing professionals. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 2019 abr 18];22(2):e20170294. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452018000200201&lng=en&tlng=en doi: 10.1590/2177-9465-ean-2017-0294

Ferreira ACZ, Borba LO, Capistrano FC, Czarnobay J, Maftum MA. Fatores que interferem na adesão ao tratamento de dependência química: percepção de profissionais de saúde. REME Rev Min Enferm [Internet]. 2015 [acesso em 2019 abr 18];19(2):150-6. Disponível em: http://reme.org.br/artigo/detalhes/1012 doi: 10.5935/1415-2762.20150032

Sousa LPC, Vedana KGG, Miasso AI. Adesão ao tratamento medicamentoso por pessoas com transtorno de ansiedade. Cogitare Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2019 abr 18];21(1):01-11. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/43510 doi: 10.5380/ce.v21i1.43510

Carvalho TR, Okuno MFP, Campanharo CRV, Lopes MCBT, Batista REA. Conhecimento dos pacientes sobre a prescrição medicamentosa no serviço de emergência. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 2019 abr 18];71(2):351-7. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672018000200329&lng=en&nrm=iso&tlng=pt doi: 10.1590/0034-7167-2017-0002

Fröhlic SE, Pizzol TSD, Mengue SS. Instrumento para avaliação do nível de conhecimento da prescrição na atenção primária. Rev Saúde Pública [Internet]. 2010 [acesso em 2019 abr 19];44(6):1046-54. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102010000600009 doi: 10.1590/S0034-89102010000600009

Melchiors AC, Correr CJ, Fernández-Llimos F. Tradução e validação para o português do Medication Regimen Complexity Index. Arq Bras Cardiol [Internet]. 2007 [acesso em 2019 abr 19];89(4):210-8. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0066-782X2007001600001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt doi: 10.1590/S0066-782X2007001600001

Czarnobay J, Ferreira ACZ, Capistrano FC, Borba LO, Kalinke LP, Maftum MA. Determinantes intra e interpessoais percebidos pela família como causa da recaída do dependente químico. REME Rev Min Enferm [Internet]. 2015 [acesso em 2019 abr 18];19(2):93-9. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1008 doi: 10.5935/1415-2762.20150028

Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS-BR), Organização Mundial da Saúde (OMS). Uso racional de medicamentos: fundamentação em condutas terapêuticas e nos macroprocessos da assistência farmacêutica. Brasília (DF): Organização Pan-Americana da Saúde; 2015. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&view=document&layout=default&alias=1546-administracao-nao-basta-usar-e-preciso-conhecer-a-maneira-correta-6&category_slug=serie-uso-racional-medicamentos-284&format=html&Itemid=965

Gazzinelli MF, Souza V, Fonseca RMGS, Fernandes MM, Carneiro ACLL, Godinh LK. Práticas educativas grupais na atenção básica: padrões de interação entre profissionais, usuários e conhecimento. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2015 [acesso em 2019 abr 18];49(2):284-91. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0080-62342015000200284&script=sci_abstract&tlng=pt doi: 10.1590/S0080-623420150000200014

Gonçalves LLM, Campos RTO. Narrativas de usuários de saúde mental em uma experiência de gestão autônoma de medicação. Cad Saúde Pública [Internet]. 2017 [acesso em 2019 abr 19];33(11):e00166216. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2017001105002&lng=pt&tlng=pt doi: 10.1590/0102-311x00166216

Ferreira ACZ, Brusamarello T, Capistrano FC, Marin MJS, Maftum MA. A vivência do portador de transtorno mental no uso de psicofármacos na perspectiva do pensamento complexo. Texto & Contexto Enferm [Internet]. 2017 [acesso em 2019 abr 19];26(3):e1000016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072017000300306&lng=pt&tlng=pt doi: 10.1590/0104-07072017001000016

Sá BTP, Martins MR, Boger B, Dias FA, Rattmann YD. Estimativa de adesão ao medicamento antirretroviral conformulado 3 em 1. ABCS Health Sci [Internet]. 2018 [acesso em 2019 dez 11];43(3):136-40. Disponível em: https://portalnepas.org.br/abcshs/article/view/1002/816 doi: 10.7322/abcshs.v43i3.1002

Cruz LP, Vedana KGG, Mercedes BPC, Miasso AI. Dificuldades relacionadas à terapêutica medicamentosa no transtorno de ansiedade. Rev Eletrônica Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2019 abr 19]; 18:e1155. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/32741 doi: 10.5216/ree.v18.32741

Ibanez G, Mercedes BPC, Vedana KGG, Miasso AI. Adesão e dificuldades relacionadas ao tratamento medicamentoso em pacientes com depressão. Rev Bras Enferm [Internet]. 2014 [acesso em 2019 abr 19];67(4): 556-62. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672014000400556 doi: 10.1590/0034-7167.2014670409

Marin MJS, Maftum MA, Lacerda MR. Idosos com transtornos mentais: vivenciando o uso de psicofármacos. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 2019 abr 19];71(2):888-96. Disponível em: scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672018000800835&script=sci_arttext&tlng=pt doi: 10.1590/0034-7167-2016-0159

Silva ER, Ferreira ACZ, Borba LO, Kalinke LP, Nimtz MA, Maftum MA. Impacto das drogas na saúde física e mental de dependentes químicos. Ciênc Cuid Saúde [Internet]. 2016 [acesso em 2019 abr 19];15(1): 101-8. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/27137 doi: 10.4025/cienccuidsaude.v15i1.27137

Mertens BJ, Kwint HF, Van Marum RJ, Bouvy ML. Are multidose drug dispensing systems initiated for the appropriate patients? Eur J Clin Pharmacol [Internet]. 2018 [acesso em 2019 abr 19];74(9):1159-64. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29770839 doi: 10.1007/s00228-018-2478-5




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769238607

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.