Exclusividade na coleta de material para exame de colpocitologia oncótica: percepção dos enfermeiros

Letícia Lima de Oliveira, Marllon Rodrigo Sousa Santos, Ivaneide Leal Ataíde Rodrigues, Suzana Rosa André, Ingrid Fabiane Santos da Silva, Laura Maria Vidal Nogueira

Resumo


Objetivo: analisar a percepção dos enfermeiros a respeito da exclusividade da coleta de material para a realização de colpocitologia oncótica. Método: estudo descritivo de natureza qualitativa, tendo como participantes 18 enfermeiros de Unidades Municipais de Saúde de Belém-Pará. A coleta de dados ocorreu entre junho e agosto de 2017 com auxílio de um roteiro de entrevista semiestruturado, e utilizou-se análise de conteúdo para interpretação dos resultados. Resultados: os dados correspondem a percepções sobre a coleta do exame de colpocitologia oncótica, subdivididas em percepções sobre a coleta realizada pelo enfermeiro e técnico de enfermagem, facilidades e dificuldades na coleta e alterações na rotina dos enfermeiros. Considerações finais: as percepções dos enfermeiros são heterogêneas, porém convergem ao reconhecerem a necessidade de agregar conhecimento técnico e científico para realização da coleta de material para colpocitologia oncótica, em razão da alta complexidade da técnica. 

Palavras-chave


Teste de papanicolau; Enfermagem; Legislação de enfermagem; Neoplasias do colo do útero

Referências


Ministério da Saúde (BR). Estimativa 2018: câncer do colo do útero [Internet]. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Câncer; 2018 [acesso em 2019 nov 17]. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/estimativa/2018/sintese-de-resultados-comentarios.asp

Brasil. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução n° 385, de 3 de outubro de 2011. Altera o termo inicial de vigência da Resolução Cofen n° 381, de 18 de julho de 2011, que normatiza a normatização da execução, pelo Enfermeiro, da coleta de material para colpocitologia oncótica pelo método de Papanicolau [Internet]. 2011 [acesso em 2017 fev 23]. Diário Oficial da União, Brasília (DF); 2011 out 06. Seção 1, p. 151. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2012/03/resolucao_385_2011.pdf

Brasil. Instituto Nacional do Câncer. Ofício n° 717, de 30 de agosto de 2011. Resolução COFEN N° 381 sobre coleta de material para realização do exame citopatológico por auxiliares e técnicos de enfermagem [Internet]. Brasília (DF): Instituto Nacional do Câncer; 2011 [acesso em 2017 mar 15]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//oficiono717.2011-gab.incade30.08.11.pdf

Silva ERP, Souza AS, Souza TGB, Tsuha DH, Barbieri AR. Screening for cervical cancer in imprisoned women in Brazil. PLoS ONE [Internet]. 2017 [acesso em 2018 jul 25];12(12):1-15. Disponível em: http://journals.plos.org/plosone/article/file?id=10.1371/journal.pone.0187873&type=printable

Barbosa IR. Regional and socioeconomic differences in the coverage of the Papanicolau test in Brazil: data from the Brazilian health survey 2013. Rev Bras Med Ginecol Obstet [Internet]. 2017 [acesso em 2018 jul 25]:39(9):480–7. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v39n9/0100-7203-rbgo-39-09-00480.pdf

Governo do Estado do Pará, Secretaria de Estado de Saúde Pública, Conselho Estadual de Saúde do Pará (CES/PA). Resolução CES/Pará n° 010, de 21 de fevereiro de 2017. Aprova o plano de ação da vigilância sanitária do Estado do Pará, com recomendações [Internet]. 2017 fev 21 [acesso em 2017 nov 12]. Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/diarios/139442120/doepa-09-03-2017-pg-27?ref=previous_button

Bardin L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

Aguilar RP, Soares DA. Barreiras à realização do exame Papanicolau: perspectivas de usuárias e profissionais da Estratégia de Saúde da Família da cidade de Vitória da Conquista-BA. Physis (Rio J) [Internet]. 2015 [acesso em 2017 fev 21];25(2):359-79. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312015000200003

Brasil. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei n° 7.498, de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem, e dá outras providências [Internet]. 1986 jun 25 [acesso em 2017 nov 01]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7498.htm

Machado LSF, Rodrigues EP, Oliveira LMM, Laudano RCS, Nascimento Sobrinho CL. Agravos à saúde referidos pelos trabalhadores de enfermagem em um hospital público da Bahia. Rev Bras Enferm [Internet]. 2014 [acesso em 2018 jan 04];67(5):684-91. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2014670503

Sebold LF, Suave S, Girondi JBR, Kempfer SS, Echevarría-Guanilo ME. A percepção de mulheres sobre o exame preventivo de câncer uterino e os seus resultados. J Nurs Health [Internet]. 2017 [acesso em 2017 out 20];7(2):164-77. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/view/9877/7886

Cunha ES. Assistência de enfermagem na prevenção do câncer de colo uterino. FACIDER Rev Científica. 2016;9:1-16.

Barbiani R, Dalla Nora CR, Schaefer R. Práticas do enfermeiro no contexto da atenção básica: scoping review. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2018 maio 25];24:e2721. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02721.pdf doi:http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0880.2721

Moreno CA, Ferraz LR, Rodrigues TS, Lopes AOS. Atribuições dos profissionais de enfermagem na estratégia de saúde da família, uma revisão das normas e práticas. Rev Bras Ciênc Saúde [Internet]. 2015 [acesso em 2018 maio 20];19(3):233-40; Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/rbcs/article/view/23355/15075

Ferreira SRS, Périco LAD, Dias VRFG. The complexity of the work of nurses in Primary Health Care. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 2018 jun 25];71(Supl 1):704-9. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672018000700704&lng=pt

Pires DEP, Machado RR, Soratto J, Schere MA, Gonçalves ASR, Trindade LL. Cargas de trabalho da enfermagem na saúde da família: implicações no acesso universal. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2018 jul 25];24:2682. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-0992-2682.pdf

Novaretti MCZ, Santos EV, Quitério LM, Daud-Gallotti RM. Sobrecarga de trabalho da enfermagem e incidentes e eventos adversos em pacientes internados em UTI. Rev Bras Enferm [Internet]. 2014 [acesso em 2017 nov 01];67(5):692-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v67n5/0034-7167-reben-67-05-0692.pdf

Vieira MA, Souto LES, Souza SM, Lima CA, Ohara CVS, Domenico EBL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a área da enfermagem: o papel das competências na formação do enfermeiro. Renome Rev Norte Mineira Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2018 jan 04];5(1):105-21. Disponível em: http://www.renome.unimontes.br/index.php/renome/article/view/102/148




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769233721

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.