Vantagens e usos do teste rápido molecular para tuberculose: uma revisão integrativa

Daniela Furtado Rodrigues Andrade, Mariana Lustosa de Carvalho, Telma Maria Evangelista de Araújo, Marcos André Siqueira de Sousa, Laís Carvalho de Sá, Érica Juliana Benício Araújo

Resumo


Objetivo: investigar na literatura as vantagens e usos do teste rápido molecular para diagnóstico da tuberculose. Método: revisão integrativa da literatura com condução da questão norteadora elaborada por meio da estratégia PICO (P=Paciente ou Problema, I=Intervenção, C=Comparação ou controle, O=Outcomes ou desfechos). Foi realizada uma busca nas bases de dados BVS, LILACS, MEDLINE e Science Direct com artigos disponíveis na integra, de forma eletrônica publicados entre 2008-2015. Resultados: o teste molecular Gene Xpert, atualmente disponibilizado para o diagnóstico da tuberculose, tem a capacidade de detectar a presença do bacilo causador da doença e identificar se a bactéria tem resistência a rifampicina, em duas horas, além de maior sensibilidade e especificidade em relação à baciloscopia. Conclusões: o teste rápido molecular para o diagnóstico de tuberculose foi bem aceito principalmente pela agilidade, constituindo uma forma mais eficaz de controle da doença, possibilitando início mais rápido do tratamento, sendo importante para minimizar a disseminação da doença.


Palavras-chave


Tuberculose; Diagnóstico; Reação em cadeia da polimerase

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769221894



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.